segunda-feira, fevereiro 12, 2007

Uma Pausa nas Filmagens para o Arruda.

Eternos vigilantes, de olho nas ações dos outros, procurando agir localmente para impactar globalmente, estamos sempre apontando os erros e absurdos cometidos. No entanto, quando acertam, acho que deveríamos elogiar e bater palmas.

Refiro-me ao governador do DF, Arruda. Como sabem, não falamos bem dele durante as eleições ocorridas no ano passado. Temos sérias restrições contra a prevaricação, que consideramos um dos grandes males de nossos políticos. Como não tem lei contra, qualquer um pode mentir sem grandes conseqüências para suas carreiras. Nosso “pega” com o então candidato era esse.

No entanto, há pouco menos de dois meses no comando do Distrito Federal, o Arruda tem agido de forma que nos fez notar e tirar o chapéu com aprovação. Na verdade antes de iniciar o seu mandato, começou mandando bem. A postura do Arruda deveria se imitada por outros chefes dos executivos estaduais, municipais e federal. Quando ganhou as eleições, parou de agir como candidato e começou a falar como administrador. Tem muito político que, mesmo cumprindo o enésimo mandato, insiste em agir como candidato.

O Arruda age em equipe, condição necessária para qualquer gerente ter sucesso. Envolveu todos durante a transição, que não foi fácil, pois recebeu o DF totalmente arruinado financeiramente e socialmente pela dupla Roriz/Abadia. Oficialmente, o rombo que pegaram foi R$ 2 milhões, deve ser mais. Isso imobilizou todo seu espaço de manobra para implementar suas ações. Outro teria procurado um “milagre” contábil ou alguma forma jurídica de gastar mais e ignorar o buraco. Fez o contrário, assumiu a dívida e propôs maneira de diminuí-la.

Nos dois meses à frente do DF, desonerou a folha de pagamento (que é paga por nós, contribuintes), tirando não concursados, diminuindo os comissionados, revendo contratos, fazendo tudo que um administrador da iniciativa privada faria. Implodiu aquele esqueleto ao lado da Academia de Tênis. Está propondo um túnel por debaixo da esplanada, da praça dos Três (podres) Poderes, visando desafogar o trânsito. Mesmo contra a vontade do Neimeyer, que está gagá e não deve mais ser ouvido quando o assunto for urbanismo. Propôs novo esquema para os “pardais”, de tal forma a não permitir a indústria das multas, mas preservar a paz no trânsito. Mudou a sede do DF para Taguatinga. Andou conversando com o INDG, instituto que tem ajudado políticos sérios, como o de MG e SP, a governar por meio de objetivos claros, comunicação permanente, indicadores de acompanhamento e projetos viáveis.

Cumprimentamos o Governador Arruda, reconhecemos que está fazendo um bom trabalho e esperamos que continue assim, agindo com competência acima da politicagem, como gerente e não candidato permanente. Estaremos acompanhando de perto e sempre vigilantes para aplaudir os acertos e apontar os erros.

Desafios que terá pela frente: desenvolver uma indústria própria para o DF, alguma coisa que aproveite a vantagem comparativa do Distrito Federal e tire o poder econômico dos funcionários públicos; acabar com o descaso pelo bem público, pois aqui no DF qualquer um invade, constrói e sai impune, ricos e pobres, privado e governo; educar, educar, educar.

Note bem, não estamos virando a casaca, nem nos tornando cabos eleitorais do Arruda, simplesmente reconhecendo que quem está no comando do DF, pela primeira vez em décadas, começou com o pé direito.

12 comentários:

Daniel disse...

Tambem pensei que o Arruda/ Paulo Otávio seria o continuismo do rorizismo goiano. Quando vi os mesmo playboys que votaram em Roriz fazendo campanha para o Arruda, logo pensei que seria mais 4 anos iguais, na mesma bosta.

Porém, me enganei. Tudo que o Arruda fez até agora tem todo o meu apoio e admiração. Adorei ver a remoção de invasões escrotas em Vicente Pires. Gostei do recado que ele deu para os condominios abusados. Quero mais que ele imponha a lei e não regularize pilantragem nenhuma.

Tambem fiquei de saco cheio do socialismo demagogo do PT. Quero mais que esses invasores e favelados se fodam. Hoje, acho que os pivetes assassinos do Rio não são vitimas de sociedade nenhuma. É o contrário, é a sociedade que é vitima dessa gente. A culpa disso é de quem fica parindo filho para jogar na rua.

Portanto, seja pobre ou seja rico, todos tem que seguir a mesma lei e cumprir os mesmo deveres. O estado é de todos, não é só dos pobres. Ninguém está acima da lei e a pobreza não justifica as merdas que essa gente faz.

André X disse...

Ufa, Daniel, que bom que concorda comigo. Fiquei meio na dúvida de lançar esse post, mas acho que devo reconhecer quando erro. Também acho que a lei deva ser igual para todos.

Tomara que ele continue nesse ritmo de trabalho.

Daniel disse...

Pois é André, o Arruda e Paulo Otavio sempre foram aliados de Roriz, mas parece que o Roriz traiu eles e apoiou a Abadia. Então houve um racha e a dupla ganhou as eleições.

Porém, estou vendo que o Arruda está tomando as decisões certas para Brasilia. Está contra o que é errado mesmo. Todo mundo está vendo que o crescimento de Brasilia está a maior merda desordenada. Tem que moralizar isso.

Isso deve ser porque o Paulo Otavio é construtor e não deve estar gostando dessa proliferação de condominios.

Mas não é só esse lado dos condominios e favelas. Voce mostrou aqui que ele está agindo bem em outras areas tambem.

Sério mesmo, eu sempre odiei o Roriz e a sua corja goiana. Achava que o Arruda era dessa laia. Mas parece que eu me enganei.

João disse...

Sinto, mas tenho que discordar. Vi um desses jornalzinhos que circulam de graça aqui no DF (geralmente tem dinheiro público por trás que garante essas publicações) e na capa tinha foto da mesa de reunião desse Arruda com seu secretariado. A manchete era algo como: "Modelo de gestão de Arruda é exemplo nacional". Que piada, o cara gastou desnecessariamente dinheiro público para montar uma nova estrutura administrativa do GDF. Agradecem as empresas que executaram os serviços. Implodir prédio é sinal de eficiência? Não acompanhei a estória, mas parece apenas o cumprimento de uma ordem judicial. Nomeou um cara acusado de abuso sexual de menores para administrador da maior satélite do DF. Aliás, não conseguia nem sequer conseguir nomear os administradores das cidades, mantendo interinos, que somente agora estão saindo. Trouxe caras de fora para serem secretários que nunca moraram no DF. Será que falta gente qualificada assim para preencher os cargos? Um do Ceará pra ser Secretário de Segurança. Outro do Paraná pra ser Secretario de Urbanismo.

jetset disse...

Andrém, se eu não lí errado o rombo foi de R$ 2 bi.

André X disse...

João, vamos dar um créditozinho para ele. Concordo com várias críticas suas, mas vejo a coisa melhorando (também, pior que Roriz, impossível!). Mas vamos ficar de olho, pois coisa boa demais de político é pq tem algo pro trás.

Sim, Jset, vou corrigir, é 2 Bi!!!!

Farinha disse...

Concordo com vc André... concordo e concordo muito. Porém, ainda quero ver as invasões dos ricos sendo derrubadas, principalmente as da beira do lago. Quero ver não pelo espetáculo, mas pela esperança do fim da impunidade dos ricos.

Um governo não tem que ter publicidade dos seus fatos, e sim clareza dos seus atos. Publicidade é pra vender produto, clareza é pra prestar contas de dinheiro público.

Daniel - Plebe na pele

Anônimo disse...

tem alguma picaretagem por trás desses elogios

RickAlencar disse...

Eu tbm tenho que adimitir, q o "Arrudão" rsss, tá fazendo algo, ele ta sendo muito presente nos acontecimentos, e antes de assumir, percorreu o Brasil, atrás de soluções paras os nossos problemas.

Eu não votei nele, e achava ele um safado, mas estou dando um crédito a ele, vamos ver no que vai dar !!!

Só dele ter mandado o povo do ICS embora, que não fazia praticamente nada, e ter ordenado que todos funcionarios se apresentassem em suas empresas, já foi uma limpada legal !!!

O ICS se vcs não sabem, era o orgão que foi acusado de estar tendo um lance com roubo de dinheiro público ...

Nelson disse...

João,

Não foi bem o Arruda que escolheu o crápula pedofilo. É claro que ele não seria louco de fazer isso por simples amizade e acabar queimando o proprio filme.

Essa nomeação deve ter sido algum acordo entre o partido do Arruda e o partido dele que, para apoiar Arruda, exigia a inclusão do verme na admistração da ceilandia.

Mas o povo chiou e o Arruda então voltou atrás. Arrumou outro para colocar no lugar e assim consertou o erro. Ruim seria se ele não ouvisse a chiadeira do povo e não voltasse atrás, como a maioria dos politicos fazem.

Jorge disse...

Sem duvida as invasões dos ricos, na orla do lago, tambem é ilegal. Entretanto, eu diria que o impacto ambiental disso é insignificante se comparado as favelas horroras que fodem manaciais, poluem tudo e degradam o meio ambiente, além de se tornar foco de crime e etc.

Podem me chamar de elitista, mas eu prefiro as invasões dos ricos do que as invasões dos pobres. Pelo menos, na mão dos ricos essas areas estão arborizadas, bem cuidadas e o meio ambiente até agradece.

Anônimo disse...

Pobres mortais, não se iludam!! É só aguardar que logo verão as garras aparecerem!!