domingo, novembro 08, 2009

Sonic Youth - O Livro



Tem um pintor famoso chamado Jackson Pollock. Vendo os quadros do cara, temos a impressão de que, num acesso de raiva, o artista pegou um monte de cores e jogou na tela, criando um efeito bonito, porém caótico. Um filme sobre o pintor, com o Ed Harris, que assisti me mostrou que havia um método por trás da loucura. Toda gotinha de tinta, todo borrão, toda mancha tinha uma razão de ser, era planejada e executada.

O que isso tem a haver com o Sonic Youth? É que ouvindo a música dos caras, a gente tem a impressão que entram no estúdio, ligam as guitarras e fazem um zoeira dos infernos, assim, num módo randômico. Mas lendo o livro "Goodbye 20th Century", do David Browne, aprendemos que não é bem assim. Como o Pollock, no Sonic Youth tem um método por trás da sua loucura.

Para mim, Sonic Youth é o máximo em bandas de guitarra. O que eles fazem, o som que eles tiram das guitarras é algo que é forte suficiente para Jimmy Page, Clapton e Jeff Beck ficarem rúbros de vergonha e se esconderem debaixo de seus armários. A história deles é muito boa, mostra como uns caras tentando fazer um som atual, conseguiram passar dos limites.

Tenho como meta ouvir toda a coleção do SY enquanto leio o livro. Uma tarefa nada fácil, pois, sonoricamente falando, tenho muito tempo de barulho e microfonia pela frente. Já estou no Evol, um dos que conheço bem e para qual acendo uma vela a cada temporal.

O que mais me identifiquei foi com o Thruston Moore. O cara passou pelas mesmas fases do que eu, ouvia as mesmas coisas e ficou imerso no úniverso do pós-punk no início dos anos 80s. Até a fase dele de namorar o hardcore americano, que conseguiu fazer um mercado paralelo que não dependesse de MTV ou distribuição major, eu passei (com as mesmas frustrações quando descobrimos que os HCs tinham preconceito de qualquer coisa que não fosse HC!).

Pena que não fui no show em SP! Na próxima....

26 comentários:

Ralah Ricota Cover disse...

Livraço!
Sério mesmo, acho esse livro obrigatório para qualquer um que tenha algum interesse sobre rock e cultura alternativa.
Cara, uma pena vc não ter visto o show! Foi o melhor show que eles fizeram aqui no Brasil. Tb não é pra menos, o lance do "Daydream Nation" ter entrado pra Biblioteca do Congresso americano deu uma motivação interna para eles não se sentirem avexados em se autoexaltar. Então apareceram com esse disco novo "The Eternal", que é MA-RA-VI-LHO-SO! E só tocaram material do disco novo e mais três temas de outros discos: um do EVOL, outro do Daydream Nation e um do Rather Ripped! INACREDITÁVEL DE TÃO BOM FOI ESSE SHOW!

Assino embaixo do que vc escreveu.
abs

André X disse...

Estou ainda no começo do livro, já na gravação do Sister. Muito bem escrito e motivador. Sinto muito não poder ter ido ao show - o terceiro deles que perco no Brasil!

The Eternal é realmente muito superior aos outros recentes. Já entrou no meu top 10 de 2009.

dg disse...

- Adoro os dois: o Pollock e SY;
tenho uns 5 cds e gosto muito do sugar kane e washing machine (o som da àgua descendo pelo cano na máquina de lavar é bárbaro!), além do cd withey album com uns covers de 1ª, ex: burning up da madonna.

- tb adorei o the year punk broke!

André X disse...

Vou deixar para comentar o Year Punk Broke quando chegar no ponto do livro. Adianto que me marcou muito quando vi no começo dos anos 90s. Principalmente pq mostrava uma união entre as bandas independentes, coisa aki imaginável.

João disse...

Também perdi os shows do SY no Brasil, mas diferentemente não gostei do último disco, The Eternal, ao contrário do penúltimo Rather Ripped, que achei o melhor desde Experimental Jet set, de 1994, sendo que pra mim o melhor de todos é Sister, de 1987. Se reclamam da Plebe fazer shows fechados, não sabem o que é ver o Sonic Youth no camarim do show do Caetano Veloso, tirando fotos com o velho baiano.

anony disse...

As guitarras do SY foram a ultima inovação da história do rock. Depois disso, não inventaram mais nada.

E é muito dificil fazer arte abstrata de boa qualidade. Aquilo que a natureza faz c/ facilidade, que é colocar ordem no caos, criando texturas bonitas, não é qualquer humano que consegue isso. Como bem disse o X, tudo tem um lugar certo.

Ralah Ricota Cover disse...

Vamos pegar esse anony na porrada?

anony disse...

Por que Ralah? O que foi que eu fiz? Vc não concorda que o SY foi a ultima inovação que tivemos no rock? O que mais. em termos de guitarra, aconteceu depois?

Ralah Ricota Cover disse...

Corrija-se já!
Da forma que tu falaste pareceu que eles nao inventaram mais nada depois q passaram a usar as afinações alteradas.

E isso não é verdade, pois a cada show eles inventam coisas com as guitarras, basta só ouvir com atenção e depois tentar tirar de ouvido... SINISHTRO!

De qq forma, isso não te exime de seu pecado. PAGA CEM FLEXÕES AÍ AGORA!

E tenho dito!

Ralah Ricota COver disse...

A cada show nao, ops! A cada disco!

anony disse...

Pois vc entendeu errado, Ralah. Tambem sou admirador incondicional de SY. Eu quis dizer que depois do SY, banda nenhuma inventou mais nada. O SY sim inventa coisa nova, a cada disco, mas as outras bandas não. Nem conseguem imitar o SY, porque porque arte arbstrata de qualidade não é p/ qualquer um.

anony disse...

Pois vc entendeu errado, Ralah. Tambem sou admirador incondicional de SY. Eu quis dizer que depois do SY, banda nenhuma inventou mais nada. O SY sim inventa coisa nova, a cada disco, mas as outras bandas não. Nem conseguem imitar o SY, porque porque arte arbstrata de qualidade não é p/ qualquer um.

dg disse...

o legal do SY é que eles usam a credibilidade deles para "chancelar" novos talentos, sempre com o intuito de difundir a idéia do alternativo de qualidade;
Dirty Projectors é uma banda muito jovem e boa, que já se tornaram o queridinhos do SY;
bom, a kim gordon está desenvolvendo uma linha de roupas caríssimas e essa eu não entendi! onde está o alternativo?

dg disse...

ah! me desculpe André, eu me antecipei com year punk, pq só consigo ver o Kurt Cobain entre eles!!rsrs...

webeol disse...

Fui ao show aqui em SP. Dos 3 fui em 2 e esse foi indiscutivelmente melhor. O Planeta Terra foi um exemplo de festival. Super organizado e pontual. O máximo de atraso entre as bandas e o programado nao davam 20 minutos. Fiquei na tristeza no inicio, pois queria muito ver o Janes Adiction e o Faith No More, mas fui por causa de um amigo, que nunca tinha visto o Iggy Pop e o Sonic Youth. No final eu nao me arrependi. Vi o melhor show da noite, que foi do Sonic Youth, uma leve garoa, repertório magnifico. A banda tava inspiradíssima. Repertório quase todo do disco novo e algumas do Daydream nation (nao tocaram Teenage riot!. Kim Gordon agora reveza na guitarra nos shows. Ficam 3. O baixo ficou por conta na maioria das músicas do ex baixista do Pavement. Ficou mais distorcido e potente. Ainda no final, me deliciei com a melhor performance do Iggy, menos caricato e cantando muito, como nunca tinha vista nas performances anteriores.

Ralah Ricota Cover disse...

Anony, não adianta se desculpar!

É HORA DE VOCÊ PEDIR ARREGO SEGUIDO DE CLEMÊNCIA (homenagem a Tadeu)!

E tá na hora de queimar umas adiposidades pagando flexões, lembre-se que o verão vem aí...

O lance das roupas caríssimas é em prol da universidade da COCO Gordon Moore, seu ignorante chamado DG!

VAI PAGAR CEM FLEXÕES TB PQ TÔ DE MAU HUMOR E PRECISO FAZER UM TRABALHO AQUI PRA ONTEM...

Ah, eu vi Deftones-Jane'sAddiction-SonicYouth-Iggy&theStooges! Maravilhoso esse line-up, hein?

Agora eu quero que vcs me bajulem e me chamem de herói magnânimo!

Ralah Ricota Cover disse...

Ah! Se a memória do velhinho não falha: a KG tocou guitarra e baixo em todos os shows no Brasil...

DESPREZO AMADORES... argh

João disse...

tem um vídeo rolando por aí em que o Thurston Moore reclama que Caetano Veloso deu em cim da Kim Gordon quando eles foram ao camarim do baiano. Bem feito, Thurston, aqui se faz, aqui se paga, quem mandou ir assistir o show do sujeito

Ralah Ricota Cover disse...

Não sabe nada da vida! Painho queria Thurston e o ganhou depois de um acarajé boa noite cinderela baiana...

Não repararam na "mão nos quadris proveniente da dor nos quartos" expressada por Moore no tal vídeo?

http://bit.ly/2aAGi4

Jovens, envelheçam!

dg disse...

eitah!!o Ralah endoidou de vez agora!!!
melhor tirar o açúcar da dieta dele!
vou mandar,de novo, um suco de laranja com uma empada light de ricota para ele... ´
ignorante? quem?
e quem vai dar porrada agora aqui, SOU EU!!

dg disse...

ah! Ralah,
vai trabalhar seu vagabundo enrolão...

Ralah Ricota Cover disse...

Ih DG, vai regular caralho em outra freguesia, oras!

Deixa de preguiça e paga 200 agora só pq eu tô bonzinhu...

dg disse...

vem cá,o quê aconteceu com aquele Ralah meigo,legaus e tals?
eu sou uma Dama, e ñ gosto de ser tratada assim!!! :(
não tenho kralh para regular, mas tenho o punho bom para dar um kct, se precisar!

E SAI DESSE CORPO QUE ELE NÃO TE PERTENCE!!!

Ralah Ricota Cover disse...

Porra X!
Até no teu leitorado aparecem CAROLAS? (vide o comment sacerdótico - leia-se um misto de sacerdócio e anedótico - de DG...
Que merda!

dg disse...

Hã??...QUE MERDA!!
e eu que achava que a Ditadura tinha acabado!??

dg disse...

deve ser coisa de CAROLA mesmo,
vai saber!