sexta-feira, fevereiro 20, 2009

Bigodes T-Rex


Personagem da semana: Jarbas Vasconcelos. Não estou puxando saco de ninguém, todos esses políticos antigos têm o rabo preso. Me diz com quem andas, que te digo quem és, é o que posso aconselhar o pernambucano. No entanto, até esse velho PMDBista se cansou de tanta bandidagem na política que resolveu desabafar numa entrevista à Veja, onde acusa seu partido de promover, suportar e não querer acabar com a corrupção. Mais, aponta suas críticas ao Sarney, seu companheiro de chapa.

Não que vá adiantar alguma coisa, a única página amarela que o povo lê é a da lista telefônica quando quer encomendar uma pizza, imagine a da Veja. Mesmo se lesse, iam voltar a votar nessas mesmas velhas raposas, seduzidos por medidas populescas.

Não foi só interna a reação negativa à eleição do Sarney para Presidente do Senado.
A revista inglesa The Economist publicou na semana retrasada um artigo entitulado “Onde os Dinosauros Ainda Andam” sobre o fato. Fala claramente do aspecto simbiótico do Sarney com a política brasileira. Diria mais parasitário do que simbiótico. Enfocam o fato do Maranhão ser o estado mais atrasado do Brasil, entre outros “méritos” da família Sarney.

Não é que o bigodudo respondeu!? Fico admirado, pois sempre mando e-mails aos parlamentares divagando sobre os mais diversos assuntos. Todos sempre respondem, com duas exceções, o Sarney e o Itamar. Tudo bem, se os livros do cara já são ruins, imagine os e-mails! Acho o Sarney o pior presidente que a gente já teve, seguido do Epitácio Pessoa (que proibiu negros na seleção brasileira!).

Vejam a derrota que é o Sarney para o Brasil: uma moratória sem razão que nos afeta até hoje, um plano de estabilização econômica desvirtuado para fins eleitorais (Planos Cruzado I e II), hiperinflação, uso de inside information para fins próprios (Banco Santos, alguém lembra?), muda de lado como eu mudo de camisa. Quer mais? Até na África, quando um presidente termina seu mandato, não volta com outro posto político. Vira conselheiro, comanda um partido, vira referência. Claro que o Sarney não tem qualificação para qualquer dessas coisas, então se elegeu senador pelo Amapá, cujo povo deu de bandeja mais um representante no Senado ao Maranhão.
Na resposta do Sarney ao The Economist, ele compara sua família aos Kennedys, se compara ao Churchill, diz que a culpa do sucateamento do Maranhão ser da oposição, afinal estão lá a mais de sete anos (sim, Sir Ney, e nos outros 50, quem pilhou o estado?).

O que mais me intriga é o Lula, do PT, dar apoio ao candidato do PMDB e não ao do seu partido para presidente do Senado. Sepultou, com essa atitude, qualquer possibilidade de partidos desempenharem papéis sérios na cena política nacional. É tudo fachada, já sabíamos, mas o grito de “o rei está nu” tinha que vir logo do Presidente Lula?

21 comentários:

Anônimo disse...

X, fico vendo esse cenário da política no Brasil, na época dos meus pais Sarney, já estava em evidência, durante a minha adolescência já escutava sobre este Senhor até ele chegar a Presidência, agora quando do nascimento das minhas familias, tá ai o cara outra vez, vivo da Silva, gosto quando falam que a política no Brasil, ninguém é de ninguém, basta uma agrado que o cara muda de partido ou de opinião em um piscar de olhos.

(Paulo Jorge - DF)

dunha disse...

se o sarney representasse o MA, mas so representa os interesses da familia dele, um tipico exemplo do politico-coronel-filha-da-puta!

Anônimo disse...

esquenta não andré!!! samba, suor, ivete, chouriço e cerveja para todos...

Anônimo disse...

É dificil reclamar do Hugo Chaves se no congresso brasileiro tem mumias jurássicas, montadas na cocada preta, há mais de 40 anos. São fosseis perpertuos e hereditários. Só saem quando morrem. Ainda assim deixam seus filhos e netos. Já estamos no ACM III.

Esse congresso é uma ditadura oligárquica coronelista que não se renova nunca. O judiciário tambem. E o executivo, com essa onda de apenas dois partidos (e seus aliados) dividindo o poder, virou um esquema de ditadura business igual os USA.

De qualquer modo, algumas dessas mumias não são tão ruins assim. Os menos piores são uma meia duzia: Suplicão, Gabeira, Pedro Simon, Cristovam,... O resto é de lascar. O que não falta são evangelicos vigaristas, coroneis ruralista latifundiários e empresarios pilantras da pior espécie.

Anônimo disse...

"Acho o Sarney o pior presidente que a gente já teve, seguido do Epitácio Pessoa (que proibiu negros na seleção brasileira!)."

Poxa, nesse ranking que vc fez, não sobra uma "boquinha" para Collor de Mello?

Coitado, afinal, José Sir Ney e Epitáfio Pessoa não tiveram impeachment, nem mesmo enfiavam supositorio de cocaina no rabo.

Anônimo disse...

"Vejam a derrota que é o Sarney para o Brasil: uma moratória sem razão que nos afeta até hoje, um plano de estabilização econômica desvirtuado para fins eleitorais (Planos Cruzado I e II), hiperinflação, uso de inside information para fins próprios (Banco Santos, alguém lembra?), muda de lado como eu mudo de camisa. Quer mais"

Ora X, não seja injusto com o Collor de Mello. Disso tudo que o Sarney fez, Fernandinho só não fez a moratória (apenas manteve).

O resto teve de tudo e até mais. O confisco de Vélia Cardoso de Mello, esse foi o golpe mais bizarro em toda historia do Brasil. O cinismo e a mentira anel liberal do governo Collor, isso atingiu o nivel maximo da loucura.

Anônimo disse...

"O que mais me intriga é o Lula, do PT, dar apoio ao candidato do PMDB e não ao do seu partido para presidente do Senado"

O PMDB é o partido mais forte do Brasil. É um antro fortissimo de coroneis, ruralistas e pilantras. É o partido que tem o maior numero de prefeitos, governados e parlamentares.

Deste modo, se aliando ao PMDB e aos evangelicos, o Lula/PT se torna invencível.

O que me intriga é a cara de pau e o cinismo. Logo o Lula, que se fazia de "probo", homem integro do povo, metalurgico do proletáriado, esse vendeu a alma para o diabo e se aliou com o que há de pior na politica brasileira.

Loteou cargos e ministérios para os mesmos bandidos que antes dizia combater. Distribuiu até mensalão para os canalhas. Com isso, a poliica no Brasil não mudou nada. Foi puro continuismo.

dg disse...

Nossa, mas que cara de pau!!
foi a desculpa mais esfarrapada que tomei conhecimento, para essa cambada passar o carnaval na Bahia...
quer dizer que Brasília virou o Parque dos Dinossauros??

VOTO NULO!!

João disse...

Quando o PT ganha, nós sabemos que o país vai seguir um rumo, certo ou errado. Se o PSDB ganha, nós sabemos que o país vai seguir um rumo, certo ou errado. Quando o PMDB ganha, o Brasil perde e fica sem rumo, como agora nas eleições municipais e nas eleições das mesas do Congresso.

André acertou em cheio ao qualificar Sarney como o pior presidente. Foi pior que o general João Figueiredo, que ao menos passou a presidência para um civil. Foi pior que Collor, que ao menos iniciou a abertura econômica do país.

André X disse...

Olha, tirando as podreiras conhecidas, o Collor não está na minha lista de piores presidentes. Ele está na média. Sua intenções eram boas, suas práticas ruins. Sei que vão me linchar por essa declaração, mas ele que começou a modernização do estado brasileiro, seja lá onde isso vai nos levar.... mas pelo menos tentou uma quebra do continuísmo.

Anônimo disse...

Caros X e João,

Muitos dizem que Collor não foi o pior por causa disso. Porém, as boas mudanças economicas que aconteceram foram no periodo pós impeachtment de Itamar Frango (o mosca morta), quando colocou o FHC no ministério da fazenda..

O plano economico inicial de Collor, para acabar com a inflação, isso era apenas roubar o dinheiro do povo inteiro e assim acabar com a liquidez no país (confisco).

A inflação baixou por alguns meses, mas depois voltou com força total. A confiança no sistema financeiro morreu.

Isso, alem das podreiras, foi um dos elementos de fritura e o fim de Collor e sua trupe perversa: Vélia Cardoso, Clepto Falcão, PC Farinha, Renan Canalheiros... entre outros

A estabilização o só chegou com FHC de ministro, depois de um periodo de total estagnação e paradeira, no reinado de Itamar Frango.

Ainda assim, FHC não é o pai de porra nenhuma, ele apenas obedeceu, direitinho, os ditames do FMI.

Fizeram aqui o plano Cavallo, ou plano austral argentino, igualzinho. O sucesso desse plano real, previamente testado na Argentina, coincidiu com a mudança de Papa Bush para Bill Clinton.

Ou seja, foi Clinton/Gore que realmente implantaram o anel liberalismo e bobalização a nivel mundial, com internet e tudo, Estabilizaram o mundo todo. Esses são os verdadeiros pais da prosperidade e estabilização do plano real.

Mas não existe almoço gratis. Para isso acontecer, para os gringos injetarem muito capital e estabilzarem a nossa economia, foi preciso fazer as privatizações. Promoveram um tremendo desmonte/depenação do antigo estado proboscidio da ditadura, passando isso tudo para a mão dos gringos e capital privado.

Para não dizer que foi 100% uma merda, as coisas modernas que o Collor fez, realmente, nisso ele deu de 10 no Sarney, foi a redução dos impostos para os importados e o fim da abominavel Secretaria Especial de Informatica.

Isso sim. Collor forçou as montadoras brasileiras sacanas a se modernizarem.Os carros melhoraram muito, baixaram de preço. O computador Macintoxico deixou de ser proibido.

Porém, para os carros e importados, logo o FHC voltou atrás com os velhos impostos abusivos.

No caso da SEI, a proteção do mercado de informatica, isso era realmente ridiculo e criminoso, Collor não fez mais que a obrigação. E isso tambem foi ordem dos gringos, pois Clinton/Gore já preparavam o mundo para a popularização dos PCs e revolucão da internet.

Anônimo disse...

Só para terminar, a "pax americana" de Clinton acabou na crise asiatica, logo depois que as privatizações haviam sido consolidadas. Puxaram o tapete.

Então tivemos a desvalorização do real e muita volatilidade. Tudo isso acabou no reinado de terror de Baby Bush.

Porém, como Lula ficou aliado de Bush, evangelicos e antiga direita amiga de Papa Bush, esse conseguiu manter um certo controle e estabilidade. Lula vendeu a alma para o diabo, mas existiu uma boa razão para isso.

Agora estamos entranto em uma outra era. Dizem que é uma grande depressão, produto do reino de terror de Baby Bush. Só Deus sabe o que vai acontecer.Poderemos passar por um periodo de trevas. Obama pode inclusive acabar como Lincoln ou JFK.

Estão dizendo que por aí que os pacotes de Obama não vão funcionar. Assim, um haverá um desastre economico total apartir de maio, com direito a hiperinflação global e colapso do dolar. Falam até em guerra civil nos USA. Não sei, mas é bom se preparar.

Jozinelson da Cunha disse...

Muitos acham que psicologos para cães é coisa ridicula. Porém, quase todas as experiencias da psicologia pavloviana e comportamentalista, muitas delas altamente crueis e perturbadoras, foram feitas em cães, ratos, pombos e macacos. Depois disso é que foram aplicadas nos humanos.

Vou citar uma experiencia brutal, se não me engano feita por Skinner, talvez patrocinada pela CIA, em que usaram 3 grupos de cães:

O primeiro grupo era colocado numa jaula para tomar choque. Logo em seguida, abriam a jaula e o cão saia correndo.

No segundo grupo, dentro da jaula criaram um mecanismo tipo maçaneta onde o cão, caso fosse esperto, poderia aprender a abrir sozinho. Depois de alguns choques, usando as patas, boca e/ou focinho, o cão logo aprendia a abrir e sartava fora.

No terceiro grupo, o pobre cão não tinha como abrir a jaula. Tambem, ninguem abria a jaula. Assim, o cão infeliz tomava choque até cansar. Depois de alguns dias ou semanas, abriam a jaula para o cão aterrorizado.

Contudo, para o espanto dos cientistas, apesar do terror e brutalidade em que eram submetidos, os cães se recusavam a sair da jaula.

A explicaçao para isso é que, depois de tanto sofrimento, o cão sentia medo de sair porque, lá fora, temia coisa pior. Se conformava com a vida desgraçada e tinha medo de mudar.

Aonde eu quero chegar com essa estória? Bem, isso funciona em humanos tambem. No caso do Brasil, depois de tanto tempo de ditadura e corrupção, o povo tem medo de mudar. Por isso não renovam a politica. Preferem manter as velhas mumias conhecidas, pois temem coisa pior.

E isso não é burrice canina, isso é sabedoria do instinto. Com a degeneração do país, com a lei de Gerson e agressividade ficando cada vez pior, por exemplo no Rio, novos politicos já estão cochavados com milicias, traficantes e crime organizado.

Por isso, com medo de uma nova geração politica totalmente depravada e perversa, muitos preferem manter os velhos esquemas jurassicos .

No minimo, principalmente depois de Lula, tambem agora com Obama, muitos acreditam que nada vai mudar. Preferem permanecer levando choque dentro da jaula, onde é, pelo menos, mais familiar.

zé mendes disse...

Sarney foi presidente ilegitimo. Se o Tancredo morreu antes de tomar posse, uma nova "eleição" deveria ser covocada. Ou então, o segundo colocado deveria assumir, no caso o Maluf (Deus me livre!).

O Sarney, que era o vice, esse só poderia assumir se o Tancredo morresse depois da posse. Assim era a "lei".

De qualquer modo, suspeito que o Tancredo tenha sido assassinado de alguma forma sofisticada, tipo coisa da CIA ou sei lá o que. Dizem que o cozinheiro dele, dias depois, morreu da mesma doença.

AndreX disse...

E aí, pessoal?
Mudando um pouco de assunto, pois afinal é carnaval.

O que vcs vão fazer no feriadão?

Eu vou desfilar como destaque da minha escola de coração, a Acadêmicos da Asa Norte.

Pra mim, rock, samba e carnaval tem tudo a ver.

Inclusive, fui eu o responsável pela guinada de música brasileira no som da Plebe no terceiro disco.

Agora o lance é esperar pelo lançamento do DVD, com as parcerias inéditas com nosso grande amigo Luiz Caldas. Acho q essa onda pega!
abs

João disse...

que babaca este aí, hein?

adriana disse...

hola amigos, por razones ajenas .El Camaleon cambia la url.

anotar la nueva url por favor .

http://elcamaleongallego6.blogspot.com/

un abrazo a todos



hi friends, for reasons beyond .El Camaleon change the url.

note the new url please.

http://elcamaleongallego6.blogspot.com/

a hug to all

fernando disse...

Senhor X: Quando vejo figuras como Sarney ainda ocupando algum cargo político, percebo que mesmo com o passar do tempo, só nos cercamos de tecnologia pra fingir que evoluimos, mas na verdade, lá no interior, continuamos no mesmo estágio enquanto sociedade, talvez até tenhamos regredido.

RICARDO CORTE disse...

X meu amigo!!!

Concordo com vc em genero, numero e grau!!!

Afinal em seu texto o unico erro é afirmar que o povo devia ler mais as paginas amarelas da VEJA.

Essa revistinha mediocre deveria é ser extinta da terra, com todos os seus colaboradores e colunista....revista horrenda e de pessima linha editorial! Sempre commateras tendenciosas e comprometidas com a Elite Brasileira. Fazia tempos (bem uns 10 anos) que ela não emplaca nada de bom.....essa entrevista foi um caso de rarissimo serviço prestado por essa revista!!

Mas com o restante do seu texto assino em baixo!!!

abraço

Stefano disse...

Sarney é 1 figura deplorável... esse filhote da ditadura....
presidente da ARENA durante muito tempo....

Daniel Farinha disse...

Nunca Sarney poderia ter um "aspeco simbiótico", já que simbiose é, primordialmente, uma " relação estabelecida na integração entre dois elementos para beneficio de ambos". Para Sarney, a relação de vantagem é unilateral.

Cara... o PMDB é tão bom quanto o Roriz... daí vc vê a desgraça que é...

Saudações

Daniel Farinha - Plebe na pele

PS: Não há relação comprovada entre mim e PC Farinha