terça-feira, maio 29, 2007

Fim de los hermanos? Quem dera!


Conheço um monte de músicos que gostariam de poder fechar revistas e jornais que falaram mal de seus trabalhos. Imagine, a banda lança um CD, recebe uma crítica detonando o trabalho, vai lá e fecha a redação. Igualzinho ao Hugo Chaves, que não suportou as críticas vindas da RCTV e cassou a sua licença.

A censura, a censura, única entidade que ninguém censura.

Dizem que você pode tirar tudo do povo, mas quando mexe na sua liberdade de expressão daí o bicho pega. Foi assim na Venezuela, quando a maior demonstração contra o caudilho Chaves aconteceu justamente pelo fechamento do canal de televisão mais popular do país. Tenho pena do povo venezuelano. Vão ser décadas para conseguirem sair da pobreza na qual o coronel está cavando para eles. E ainda terão que ficar assistindo TV estatal!

Unidade Repressora Oficial!

E hoje, o Chaves volta sua ira contra outros dois canais de TV, a Globovisión e a CNN. É típico do ditador sul-americano confundir-se com o Estado. Aliais, não só ditadores, como muitos líderes democráticos também. O Estado é uma coisa, a pessoa no poder é outra. A segunda tem que servir o primeiro e não personificá-lo. Um ataque ao governante não é um ataque ao Estado. Essa é a base da liberdade de expressão e é bom os políticos se acostumarem a serem criticados, vigiados e observados.

Nada para ver, nada para ouvir.

A lei de Gérson impera na América - latina! O Evo Morales, da Bolívia, está fazendo o maior fuzuê quanto à decisão da Fifa em proibir jogos de futebol em lugares muito altos, onde o ar é rarefeito e somente os nativos conseguem correr e manter alguma atividade física. É o mesmo regulamento que proíbe jogos em lugares muito frios ou extremamente quentes. Imagine, para a Rússia ganhar do Brasil basta marcar um jogo na Sibéria. Os russos conseguiriam correr e jogar, os canarinhos congelariam. Esse é o objetivo da regra.

Nada para mim, nada pra você.

Se esse é o único jeito da Bolívia ganhar um jogo, imagino que o esporte no país deva estar beirando o desespero. O Evo mandou um batalhão para a Suíça, onde fica a sede da Fifa, para tentar desfazer a norma. Foi até o capitão da seleção, que se é esperto, não volta mais! Mas sabemos que o Morales é bom de negociação, vide as refinarias da Petrobrás que comprou a preço de banana. Aliais, só para lembrança, refinarias construídas por uma estatal brasileira, com dinheiro público. Seu dinheiro, que você nunca autorizou que fosse investido dessa forma.

A Censura, a censura, única entidade que ninguém censura!

27 comentários:

eremilton disse...

Nesse ponto eu já discordo de voce. O grande perigo é o Bush, não o Chaves.

Voce está dando crédito para as mentiras e manipulações da imprensa vendida. Malhar o Chavez é fazer cortina de fumaça para a verdadeira podridão que é o Bush, que é uma grande ameaça para o mundo.

Para nós, que reclamamos do monopolio da midia e do jabá, seria ótimo se a Globo perdesse essa concessão de merda, coisa que foi criada por uma ditadura ilegal.

É preciso democratizar as ondas eletromagnéticas que são publicas. E tirar a concessão desse monopolio vigarista é a primeira coisa que deve ser feita. Essa nossa politica de concessões para fascistas, mascates e evangelicos, isso tem que acabar.

Além do mais, a RCTV realmente tramou e conspirou junto com a CIA no golpe de 2002 na Venezuela. Assim como fez a CNN na invasão do Iraque, mentiram e manipularam, discaradamente, as informações dos noticiários.

Portanto, esse argumento de "liberdade de expressão", isso não tem nada a ver. Mentir não é liberdade de expressão. E, mesmo mentindo, a RCTV pode continuar existindo no cabo ou no satelite. O governo de qualquer país renova as concessões publicas se quiser.

Esse filme documentário aqui explica tudo. Vejam só:
The Revolution Will Not Be Televised

eremilton disse...

E digo mais...

Não sou fã de Chaves e Fidel, muito menos sou comunista. Na verdade, sou é anti-Bush.

Para mim, Chaves e Fidel não representam perigo nenhum. Esses nunca atacaram nem destruiram país nem democracia nenhuma. Nunca promoveram nenhum golpe vigarista, guerra escrota nem ditadura genocida nenhuma, como fez os USA por dezenas de vezes.

E agora está havendo outra onda de manipulação na midia vendida, igual ao que foi a estória do Saddam Hussein e suas "armas de destruição em massa".

Estão espalhando desinformação na TV. Estão fazendo campanha para desmoralizar o Chaves e criar conflito e desgraça na Venezuela.

Esse não é o caso do André, que não ganha nada para esculhabar o Chaves. Sei que o caso do André é apenas implicancia contra o mameluco. O André está no direito dele, mas acredito que ele esteja um pouco equivocado.

Portanto, é preciso esclarecer o seguinte:

1) Chaves não é "ditador"

- O cara foi eleito e reeleito varias vezes, de forma limpa e honesta.

Quem fraudou as eleiçoes e acumulou poderes de ditador, sacaneando inclusive a ONU e mundo inteiro, com negocio de "guerra do terror", esse foi o Bush.

Além disso, já que o Bush diz querer espalhar "democracia" no mundo, deveria então aceitar quando isso não elege exatamente aquilo que ele quer.

Quando é Hamas e Chaves que acaba sendo eleito, então conspiram para destruir a democracia, como fizeram no Haiti e em dezenas de outros paises (inclusive no Brasil em 64)

Então, eu pergunto: Quem é o tirano? Quem é o ditador nessa estória: Bush ou Chaves?

2) Esse não é o fim da "liberdade de expressão" na Venezuela

- Liberdade de expressão é uma coisa, renovar concessão é outra. A RCTV vai ter a liberdade de continuar falando as mentiras que quiser, como sempre fez, mas agora isso é só no cabo e no satélite. As ondas eletromagnetica de radio e TV são publicas e o governo renova a concessão se quiser.

3- Com o fechamento da RCTV, o Chaves não sufocou "oposição" nenhuma

- Esse argumento na verdade é uma confissão de que a RCTV era realmente parcial e servia sim aos interesses da oposição de extrema direita e a CIA.

A RCTV era mesmo vendida para a extrema direita golpista e tinha rabo preso com a CIA. Isso é inegável

Será que a RCTV dava espaço e falava bem de quem não fosse da corja deles? Que liberdade de imprensa é essa?

Paulo Henrique disse...

Investir em esporte televisivo é alimentar a pobreza.

eremilton disse...

Quanto aos jogos nas alturas da Bolivia, incluindo a marra do Evo Morales de manter essa merda, aí então eu concordo contigo. O indio nesse caso está errado mesmo. Mas isso é outra estória.

João disse...

Antes a TV Globo que uma TV do PT.
Evo Morales deve estar pensando que a FIFA é igual ao Lula, com quem ele fez uma chantagem qualquer e conseguiu o que queria fácil, fácil.
Chávez, esse ridículo ex-coronel do exército venezuelano, tentou em 1992 dar um golpe de Estado. Qualquer conceito de democracia passa longe de Chávez, um ditador cucaracha. Andolé, andolé.

eremilton disse...

"Tenho pena do povo venezuelano. Vão ser décadas para conseguirem sair da pobreza na qual o coronel está cavando para eles. E ainda terão que ficar assistindo TV estatal!"

André,

A Venezuela está crescendo o dobro do Brasil. O analfabetismo está quase erradicado. A saude publica deles é muito melhor do que a nossa. Eles tem medicos cubanos, nós temos filas.

E não é só isso. O venezuelano gasta menos de US$ 5,00 para encher o tanque e, com a estatização da telefonica, as contas cairam em 20%.

Na verdade, a Venezuela está muito melhor do que o Brasil, pois tem petroleo e o governo socialista tem investido mais nos pobres do que o Lula faz aqui no Brasil.

Ou seja, voce deveria estar com pena é do povo brasileiro, que é bem mais fodido e ainda vai ficar muito mais. O Brasil vem crescendo igual o Haiti. A corrupção inviabiliza tudo.

Portanto, populismo mesmo é comprar votos de povo miserável com pratos de comida, como fez o Lula com o "fome zero" (mas depois vai servir os interesses dos banqueiros e do FMI).

E nem sempre a TV publica estatal é uma merda. A PBS americana é muito boa. O noticiário da TeleSur do Chaves é bem razoavel e balanceado. No Brasil temos a SESC TV que é estatal e é melhor que muita bosta evangélica.

E para quem não gosta de novela, enlatado de violencia e noticiário manipulado, é melhor assistir TV estatal mesmo.

André X disse...

Eremiltom, meu caro amigo Dom Quixote.

Primeiro, não pense que vou entrar num debate de quem é pior Chaves ou Bush. Por eu atacar o Chaves, não estou defendendo o Bush. A opinião contra ou a favor de um não é excludente para o outro. Essa sua retórica é típica da esquerda que não quer dialogar, acusa logo o oponente de ser aliado à direita ou à alguma outra coisa pejorativa. Vamos nos concentrar no caso Venezuela.

Que contradição é essa de querer “democratizar as ondas eletromagnéticas” cassando concessões e deixando tudo nas mãos do estado? Acho melhor você procurar o sentido da palavra democratizar. Na minha opinião, democratizar seria, não fechar as TVs e rádios existentes, mas criar novas, deixar multiplicar o número de canais e estações existentes. Daí, deixe que o povo escolha. Deixe a lei do mercado funcionar. Sem intervenções do governo, que até pode ter seu canal, mas eu te garanto que terá audiência zero.

Sobre a exigência dos canais de comunicação serem imparciais: acho justamente o contrário. Ninguém é imparcial a nada, muito menos agentes que lidam com informações. É ingenuidade achar que o repasse de qualquer informação, seja um resultado de jogo de futebol, seja uma análise de cenário político, possa ser feito de forma imparcial. O que eu acho é que tem que ser parcial mesmo, só que tem que deixar claro em que lado está. Daí, mais uma vez, lê, vê ou ouve quem quer.

Assim como a revista Veja, assim como a revista Carta Capital. Sabemos os valores que defendem e cada um lê aquela com a qual se identifica. Eu acho um absurdo amigos meus que são petistas assinarem a Veja e ficarem revoltados com o que lêem. Porra, esperavam o quê? Assine outra revista que está alinhado com a sua ideologia! Já viu David Letterman? O cara mete pau no Bush toda santa noite. Deixa claro a sua posição. Já o Jô Soares nunca opina nada. Isso me irrita mais ainda.

Acho a transparência o melhor bem para os meios de comunicação. Sem teatrinhos de ser imparcial, mas deixando claro onde estão com o pé fincado. Não que não possam mudar de posição, como a Globo fez nos últimos anos. Isso também é aceitável, desde deixem claro para sua audiência.

A RCTV não tramou golpe nenhum, você sabe bem disso. Se tivesse feito, a constituição venezuelana tem gatilhos que garantem que sua concessão seria revogada na hora. O Chave até consultou seu jurídico que garantiu que não havia espaço para esse tipo de ação. O que ele fez foi esperar o prazo da concessão acabar e simplesmente não a renovou. Esperou mais de dois anos para fazer isso, pois legalmente não tinha espaço nenhum de manobra.

Cada crítica que recebe, o Chaves diz que o estado venezuelano está sendo atacado. Típica atitude de caudilho sul-americano, confundindo a sua pessoa com o estado. Achando que é a Venezuela, quando, na verdade, o país é bem maior que ele, que é somente uma peça provisória dentro da máquina da história. Você alega que há liberdade de expressão na Venezuela. Eu te desafio a rasgar uma foto do Chaves, do Fidel ou mesmo do Che publicamente em Caracas. Vai preso na hora, sob alegação de subversão. Agora vá rasgar uma foto do Bush, do Blair ou mesmo do Sadam em Washington, nada acontece. Mas não vou entrar nessa sua armadilha de comparar, pois também tenho sérias críticas aos EUA.

Podemos discutir ad nauseum, mas ambos sabemos que quem irá perder com tudo isso é o povo venezuelano, os pobres, para ser mais específico. Os ricos estão mandando suas economias para o off-shore. A classe média assume sua mediocridade e consegue sobreviver graças a sua resiliência natural. Mas os pobres, a grande maioria da população que acredita que esse leão-de-chácara que pousa de defensor, esses sairão perdendo por gerações até que a confiança internacional volte e o fluxo de investimentos se reverta.

O maior perigo é um Lula da vida se mirar no exemplo do vizinho. Aliais, tiro meu chapéu para o Inácio, ele sacou logo a importância da confiança internacional e consegue separar suas bravatas de suas ações. Nunca recebemos tanto investimento externo. Também, você iria colocar sua grana nas mãos de nossos vizinhos latino-americanos? Eu não.

Só para finalizar, e agora sim vou comparar, admira muito a sua posição, Eremiltom. Um cara que adora jogar poker na internet, que não dispensa um bom Mac Donalds, que é Applemaníaco, que se veste com o melhor do estilo contemporâneo, que tem um bom gosto por música (90% anglo-saxônica) dizer que prefere o venezuela-way-of-life? Acho bom rever seus conceitos. E outra: os EUA produziram o Micheal Moore. A Venezuela, com o fechamento de suas TVs, nunca terão a oportunidade de ter uma figura popular que se posicione contra o que está acontecendo. Think about it.

Black disse...

Crianças!

Calma...

Pq não juntar essa raiva toda contra Chapolim ou contra o Bucha, e falar da Gautama e afins?!?!?!

PS. Uma coisa é fato, vcs estão inspirados para escrever!!!! Quanto a isso parabéns a ambos.

eremilton disse...

Que contradição é essa de querer “democratizar as ondas eletromagnéticas” cassando concessões e deixando tudo nas mãos do estado?

O estado na verdade deveria ser o povo, não o Chaves. Se é do povo, é democratico. Se é do Chaves, então não é.

Existe um preconceito contra aquilo que é estatal, mas nem sempre o estado é uma merda, pois o estado deveria ser o povo.

E a RCTV era mesmo uma emissora privada vendida para grupos de extrema direita, incluindo a CIA.


"A RCTV não tramou golpe nenhum, você sabe bem disso. Se tivesse feito, a constituição venezuelana tem gatilhos que garantem que sua concessão seria revogada na hora"

Tramou sim. Esse que é o problema. Esse filme que eu coloquei o link prova isso por a + b.

E o Chaves esperou 2 anos para manobrar LEGALMENTE, para que ninguem pudesse dizer que ele reprimiu a liberdade de expressão.

"Sem intervenções do governo, que até pode ter seu canal, mas eu te garanto que terá audiência zero."

Voce tem razão, tambem não gosto de intervenção do governo. Mas no caso da Globo, isso eu adoraria ver uma intervenção do governo. Eu até votei no Brizola por causa disso.

E a audiencia é zero porque a TV comercial fisga os ignorantes com violencia e putaria. A TV estatal pode ser boa tambem, pode educar mais, pode ser mais democratica. Basta lutar e investir nisso.

"Cada crítica que recebe, o Chaves diz que o estado venezuelano está sendo atacado."

No caso do golpe de 2002, isso não foi simplesmente ofensa e critica. A RCTV nesse epsodio manipulou discaradamente as noticias, criou conflito e mentiu para a direita realizar o golpe. Veja o filme, eles mostram isso muito bem.

"Você alega que há liberdade de expressão na Venezuela. Eu te desafio a rasgar uma foto do Chaves, do Fidel ou mesmo do Che publicamente em Caracas. Vai preso na hora, sob alegação de subversão."

Não acredito nisso. A oposição rasga foto de Fidel e Chaves todos os dias. Não tenho informações sobre presos politicos na Venezuela. Mas facil ser preso e torturado nos USA, rasgando fotos de Bush. A CIA tem até sequestrado e torturado clandestinamente em outros paises.

Sobre a economia, a Malasia adotou tambem medidas duras, saiu do FMI, a Petronas é uma puta estatal, e eles estão indo bem. A economia venezuelana está bem melhor que a nossa.

Já a credibilidade internacional, o bom mesmo é não depender do mercado. O recurso do investidor estrangeiro entra mas sai, sai com lucro e juros, sendo que muitas vezes isso ainda piora mais a situação.

Enfim, esse debate é polemico mesmo, podemos discutir ad nausea. Vou parar por aqui. Espero que não tome isso como uma afronta ou ofensa, mas sim com um debate franco, honesto e saudavel.

Sei que voce não é da cambada da extrema direita. Deus me livre. Vejo esse lance do Chaves mais como uma implicancia contra o mameluco. Tambem tenho as minhas implicancias. Por exemplo, sertanejo para mim é musica de corno. Odeio ruralista.

De qualquer modo, sempre tentarei te convencer a mudar essa opinião. Prefiro te ver sempre ao lado de Jello e Chomsky. Pelo menos, gostaria de chegar a um denominador comum.

Reconheço que o Chaves é bem narcisista. Tambem não gosto de intervenções do estado. Voce já disse que o Bush tambem não presta. Falta agora assistir o filminho para ver que a RCTV realmente conspirou na maior sacanagem.

eremilton disse...

Correção:

Falei merda. A Petronas não é estatal, parece que é de economia mista, tipo a Petrobras.

André X disse...

Miltom,

Cara, isso pode durar dias. Um dia vou te fazer uma visita aí, daí a gente discute numa boa, bebe um pouco e faz uns brindes para o Chaves, Bush, Evo e quem mais der na telha. Combinado?

eremilton disse...

"Só para finalizar, e agora sim vou comparar, admira muito a sua posição, Eremiltom. Um cara que adora jogar poker na internet, que não dispensa um bom Mac Donalds, que é Applemaníaco, que se veste com o melhor do estilo contemporâneo, que tem um bom gosto por música (90% anglo-saxônica) dizer que prefere o venezuela-way-of-life? Acho bom rever seus conceitos."

Não sou anti-americano, muito pelo contrario. Gosto de Michael Moore, Jello Biafra, Thimothy Leary, Noam Chomsky, Luther King... Gosto tambem de computadores da Apple, tenis Vans, guitarra Gibson e Fender...

Eu não gosto é do Bush e sua extrema direita evangelica idiota americana! A metade dos americanos tambem não gosta.

Os meus mentores foram americanos. Conheço os metodos sujos da extrema direita e da corporate america porque fui ensinado por um coronel americano, veterano da guerra da Coreia, que trabalhou para a CIA e etc.

O velho era americano e esculhambava o Bush muito mais do que eu. Esse cara foi o meu professor de midia americana, era o diretor do departamento de comunicação da universidade.

"E outra: os EUA produziram o Micheal Moore. A Venezuela, com o fechamento de suas TVs, nunca terão a oportunidade de ter uma figura popular que se posicione contra o que está acontecendo. Think about it."

Produziram muito mais. Só que a corporate midia americana tambem não dá espaço nenhum para o Michael Moore, inclusive sacaneam ele. Muito menos espaço tem o Jello Biafra e o Noam Chomsky. Acho que aqui conhecemos mais o Jello do que os proprios americanos conhecem.

Tem até candidato bom por lá. Voce conhece o Mike Gravel? Saca só: 1 e 2

eremilton disse...

"Cara, isso pode durar dias. Um dia vou te fazer uma visita aí, daí a gente discute numa boa, bebe um pouco e faz uns brindes para o Chaves, Bush, Evo e quem mais der na telha. Combinado?"

Beleza, vou fazer um peixe na brasa e tentar te convencer que o mameluco não é tão mal assim.

Para não ficar chato, te garanto que sou capaz de acreditar que o mameluco não é assim tão bonzinho.

Ellen Petersen disse...

Apesar de nosso amigo Eremilton encontrar-se um pouco polarizado, podemos observar que, apesar dos pesares, o povo venezuelano é realmente muito politizado e sabe muito bem contestar o lhes interessa.

Mas como assunto em foco é o conceito de censura e não me considero apta para tomar lados, então vamos seguir em frente.

É muito complicado quando o pouco que é disponível lhe é tirado. Por mais instruído e/ou politizado seja o povo venezuelano, não há como eles interferirem neste ato.

Ceifar a liberdade de expressão deturpa o verdadeiro conceito de comunismo, que define-se como uma forma de regime social onde existe uma igual distribuição de riqueza, a propriedade comum de todos os bens e não há diferenças entre as pessoas nem suas formas de pensar. Não sei de onde foi tirada a idéia que o comunismo é obrigatoriamente um regime fechado, onde as pessoas são ovelhas que prestam apenas para serem tocadas pelo pastor, sem expressão e principalmente com a sua opinião abafada.
Se o comunismo da vida prática é assim, então não entendo o que de fato significa isto.

Cassar a concessão da RCTV não só mostra o quão Chávez está inseguro, como também gera indignação do povo venezuelano, quer por ser um povo consciente dentro de suas possibilidades, pode se voltar contra ele a qualquer momento.

Em termos de Brasil, se fosse um Lula Chávez da vida, poderia retirar a rede Globo do ar, andar na corda bamba com uma sombrinha, que ninguém ia ligar. É uma inversão de papéis. Duvido que se o povo brasileiro fosse como o venezuelano, as coisas estariam como estão aqui. É dente bom na boca de cachorro. O Chávez só faz o que faz porque ele é muito folgado e sabe onde o calo dele aperta. A SESC TV e a TVE não são lá essas coisas, mas são bons canais de TV. Quem é que para pra assistí-las (falando a verdade)? Quase ninguém. O nosso povo é inerte, e não se interessa pela complexidade da realidade. A vida prática é outra.

Paulo Henrique disse...

Acontece que poucas pessoas têm essa consciência e até mesmo nem sabe o que é im/parcialidade.

Me lembro de uma coisa na tevê essa semana. A má alimentação (ou falta de comida) diminui o raciocínio lógico, então nesse caso, num país como o Brasil, não ter 1 prato de comida é ter menos neurônios funcionando normalmente.

Me elogiem de louco, mas eu acredito que os vazamentos de óleo da Petrobrás durante o governo FHC foram sabotagens feitas para tentar privatisar a empresa, e eu nunca vi nada nem ninguém na mídia falando sobre essa hipótese.

Isso é o que eu chamo de ditadura. Manipular as pessoas como bem quiserem.

Estamos sendo manipulados pela tevê o tempo todo e nem lembramos. O Estado está intervindo através de uma arma disfarçada de entreterimento supérfluo.

André. Lembre-se de Notícia Urgente.

Paulo Henrique disse...

Lembram-se do incidente com alguns negros da UnB? Se a mídia não falasse a cor das vítimas, qual seria a reação das pessoas?

eremilton disse...

Ellen,

O problema na Venezuela é que, depois de amargar ditaduras e regime de direita pró americanos, nos anos 60 e 70, surgiu um lider popular, ou populista, de esquerda, que, com um bom lero lero, arrebanhou os corações e mentes da maioria pobre da Venezuela.

Desde então, o mameluco vem sendo eleito e reeleito sem dar chances aos demais. A coisa se tornou quase que uma ditadura, porque ele tambem elege a maioria no congresso.

Deste modo, é democracia, mas o cara tem poder quase totalitário e não sai de jeito nenhum, pois os pobres são maioria e sempre elegem assim.

Esse é um dos problemas da democracia, pois isso pode se tornar uma ditadura da maioria.

Deste modo, a classe media e alta venezuelana não gosta do Chaves, se aliam a extrema direita, aos americanos e vivem conspirando golpe junto com a CIA.

Mas o apoio popular é muito grande, as elites não conseguem nada, muitos são obrigados a mudar para Miami e/ou levar a grana para o off shore.

Agora que perderam a sua TV na Venezuela, esses estão fazendo uma grande campanha contra o mameluco, pelo mundo todo.

Só que essa campanha só conta meias verdades, as vezes mente e sempre omite coisas muito importantes. Por isso me posicionei a favor do Chaves, pois essa direita venezuelana está jogando sujo de novo.

Se fossem mais honestos, como é o André, se soubessem mostrar alguma verdade contra o mameluco, eu ficaria convencido e apoiaria eles.

Por exemplo, esse papo de que a maioria do povo apoia a RCTV, isso pode ser mentira, isso pode vir de uma fonte que não existe, pode ser mais uma estatistica inventada.

Na verdade, pelo que eu sei, 80% da população, que é pobre, apoia é o Chaves. Só estão descontentes a classe media e alta.

Portanto, dentro da Venezuela, o Chaves não está em corda bamba nenhuma. A percepção que a midia brasileira e mundial está criando é falsa. Aquelas passeatas da oposição não representam a verdade

Nas ultimas eleições, o Chaves na campanha já prometia fechar a RCTV, e foi eleito com maioria esmagadora. A oposição, vendo que as pesquisas davam Chaves nas cabeças, sem chances para ninguem, tentando melar as eleições, resolveu se retirar da disputa.

Mas isso não adiantou, acabou que o Chaves elegeu um congresso 100% dele. Agora a oposição diz que é ditadura.

Concluindo, a corda bamba de Chaves é outra. O cara está no alvo é da CIA. A batata dele está assando é no cenario internacional. Tais atitudes estatistas realmente isolam a Venezuela e criam inimigos muito poderosos.

Mas no caso do Chaves é complicado, não dá para fazer Allende com ele, pois isso criaria uma guerra civil generalizada onde a maioria do povo lutaria até a morte, ganharia a guerra e transformaria a Venezuela numa Cuba total. Com isso, o fornecimento de petroleo para os USA ficaria comprometido.

A coisa virou uma sinuca de bico. Para a oposição, só restava falar mal dele na imprensa. Como a RCTV fechou, a oposição ficou na maior merda.

eremilton disse...

André,

Esqueci de dizer que, apesar de gostar de muitos produtos americanos, eu dispenso um McDonalds sim.

Parei com isso há muitos anos, lá nos USA, depois de me inturmar com duas vizinhas gatas vegetarianas.

É curioso como o McDonalds, mesmo para os carnivoros americanos, tem má fama nos USA. McDonalds e Burger King lá é lanchonete da escória. É muito diferente do Brasil, que é frequentado pelas elites.

Americano que se preza come junk food no Carl's Jr (o melhor) e Taco Bell (o preferido das gatinhas).

eremilton disse...

Só mais uma coisa que vale a pena colocar a boca no trombone:

Nos ultimos meses de vida do nosso amigo Ric, esse trabalhou, como secretário no Itamaraty, negociando o sistema da TV digital brasileira. Hoje posso contar as coisas que ele me disse.

Segundo o Ric, o Brasil estava indeciso entre o sistema europeu e o japones. O sistema europeu agradava a quem tinha vergonha na cara, pois oferecia um novo espectro com mais de cem canais. Masi do que isso, com o sistema europeu, o esquema de concessões teria que ser revisto, e a Globo e seu cartel no minimo sofreria um terrivel concorrencia.

Então, colocaram o pau mandado Helio Costa, e a camarilha do ministerio da industria e comercio, junto com os politicos corruptos, fazendo lobby para escolher o sistema japones.

Com o sistema japones o espectro ficaria mantido com está, como sempre foi. O sistema japones mantem as mesmas TVs e não abre espaço para novas concessões.

Claro que, graças a articulação da Globo, escolheram o sistema japones.

Para mim, isso é conspiração, isso é coisa que deveria ser punida com o confisco da concessão, pois a Globo interferiu, para interesse mesquinho proprio, num ponto importante de interesse do povo brasileiro. Com isso, fez muito pior que o Chaves.

Nesse caso, a Globo e seus amigos do cartel evangelico, junto com o proprio governo vendilão, não informou nada claramente. Não criaram o necessario debate na sociedade. Assim, quem escolheu o sistema do galinheiro foi a raposa.

Diziam que o sistema japones era o melhor e pronto. Depois de decidirem esse sistema, que já começa a funcionar em dezembro, poucas pessoas hoje sabem que o europeu era melhor e muito mais democratico. Isso foi quase que um segredo, ficou escondido no gate keeping da midia de massa.

Ellen Petersen disse...

Milton,
A sua opinião é sempre muito construtiva. Agora sim consegui alcançar o que você quis dizer. Não se trata de um surto psicótico comunista, mas sim um novo olhar de um outro ângulo. Concordo em muitos aspectos, mas você há de convir que não é tão bonito e simples assim. Chávez já deixou bem claro que poderá fechar outro canal de TV, ou seja, alguma coisa está errada. Toda emissora que falar mal dele, vai ter sua concessão cassada? Espera lá... Então que raio liberdade de expressão é essa? Que a Venezuela está crescendo ferozmente, isto é um fato. Vendo sob este prisma, é como se você criasse um leão preso na corrente. De que adianta crescer e não evoluir? Cuba é um país de excelência em erradicação ao analfabetismo e avanço da medicina, mas é um país que não evoluiu culturalmente/expressivamente. Assim como você Milton, eu não sou de Direita nem Esquerda. Aliás, eu não procuro ter esta concepção de lados. Muito menos sou a favor do "presidente do mundo" Bush. Mas a verdade é pra ser dita. Chávez é tirano disfarçado, que pode representar uma ameaça para Venezuela a qualquer momento.

Farinha disse...

Porra... eu pensei q o André ia falar de uma notícia boa: O fim da banda "Los Hermanos"...

Anyway... ninguém aqui usa computadores com sistema operacional "Janelas" ou digita texto no "Palavra". Sabemos mto bem bater no american way-of-life, mas não sabemos viver sem.

Enquanto a Venezuela é comandada por um ditador apoiado pelo mandatário Pinóchio do nosso país, o Rio de Janeiro vive numa guerra civil da polícia contra o tráfico, o PAC (Programa de Aceleração da Corrupção) mostra-se cada vez mais eficiente e a maioria do eleitorado continua achando tudo lindo...

Abraços

Daniel Farinha - Plebe na pele

eremilton disse...

Pois é Ellen,

Eu te entendo. Entendo o André tambem. Uma coisa importante que voce falou é que não somos nem de direita nem de esquerda. Precisamos mesmo é ter opinião critica e sempre desconfiar das noticias e fontes, seja isso de direita ou esquerda. É preciso sempre pesar e avaliar ambos os lados e versões.

Quanto ao Chaves, acho que ele ainda não é tirano, mas pode acabar virando. Reconheço que a situação, apesar de estar baseada na legalidade e democracia, isso está favorável para acabar em ditadura e tirania. O Chaves está com a faca e o queijo na mão.

Quanto a midia venezuelana, o Chaves sabe que isso é um quarto poder. As vezes a midia joga sujo, talvez o Chaves tenha razão, mas realmente esse negocio de acabar com a raça das TVs preocupa bastante.

Enfim, desculpem aí a minha eloquencia. Sou viciado em lutar contra moinhos de vento. Acho que na outra encarnação fui batedor de boca de arena grega. Já arrumei muita confusão por causa disso, fui até investigado. Quem salvou a minha pele foi aquele professor maluco, o coronel que eu citei no post anterior.

Sabe, na verdade eu adoro os USA. Tenho excelentes amigos por lá. Morei nesse país por mais de 5 anos. Esculhambo o Bush justamente porque amo os USA. Fui embora por causa dele, e as vezes sinto muita saudade.

Ellen Petersen disse...

Milton,
Pare de pedir desculpas sem motivo! Você é um dos caras mais inteligentes e consciente politicamente que eu vi até agora no blog. Você deve se orgulhar por ter coragem suficiente de dizer o que pensa, independentemente se a tua idéia agrada a todos ou não. Acho isso de uma altivez louvável. E pra ser sincera, estou quase me convidando pra comer este tal peixe na brasa e juntar mais blogueiros para alinhar estas idéias. hahahahaha. Brincadeira...

André, parabéns pelo crescente sucesso do teu blog.

eremilton disse...

André, saca só o editorial do The Guardian, sobre o caso da RCTV. É aquilo que eu estou falando

eremilton disse...

Obrigado Ellen. E voce tambem

Vinicius disse...

Arnaldo Jabor, FHC e André X deveriam dar as mãos para celebrar a frase do Lula: quem envelhece e continua na esquerda é porque tem algum problema. A manutenção da RCTV no ar seria liberdade de expressão? Ah, então tá, vou então comemorar a existência da Globo no meu país porque significa liberdade de expressão... O MST não tem nenhum canal de televisão, os moradores das favelas do Rio de Janeiro também não, mas a família Marinho sim, logo o Brasil tem a tão sonhada liberdade de expressão! Viva!

Ellen Petersen disse...

Vinicius,
Peço desculpas, mas não pude deixar de comentar. Quando é ressaltado o termo "liberdade de expressão", não significa que somos felizes porque a Globo está no ar. O tema abordado, pelo que eu entendi, engloba o direito do cidadão de escolher o seu meio televisivo de informação, independente se ele é bom ou ruim. Cada um de nós sabe o que é necessário para si mesmo. Se a Globo é boa ou ruim, cabe a nós saber peneirar o que nos é útil ou não. Não podemos bitolar junto com o Chávez, onde só o que mostra uma visão fanática ao seu respeito é o que presta.
Volto a bater na tecla: nestas pequenas atitudes do Chávez, como fazer birrinha e tirar as concessões das TVs, é que ele vai ganhando a forma de ditador. Ele é um narcisista, egocêntrico e não vai demorar muito pra ser um déspota.