segunda-feira, novembro 27, 2006

Morte e Impostos


Benjamim Franklin um vez falou: não há nada certo na Terra, tirando impostos e a morte. Se ele vivesse no Brasil, nos dias de hoje, certamente preferiria a morte. Em 1970, um brasileiro tinha que trabalhar 2 meses e vinte dias para pagar toda sua contribuição para o governo. Esse ano, saiu um cálculo que para honrar todas suas dívidas com o fisco, o brasileiro médio trabalha 4 meses e 17 dias. A estimativa para 2007 é uma jornada de 4 meses e vinte dias, ou seja, quase 5 meses! O que você arrecadar o resto do ano é seu.

O revoltante de tudo isso é que não recebemos nada de volta. O norueguês, que também paga um imposto violento, tem escolas de qualidade, creches que funcionam, um sistema de saúde impecável, infra-estrutura física e regulamentar que ajudam o empreendedor e, ainda, um policiamento preventivo que dá conta da segurança das cidades. Acho que ele não acha ruim gastar quase meio ano trabalhando para o governo. Já o brasileiro, rala para pagar salários de servidores públicos, obras faraônicas e programas sociais eleitoreiros. E não é só desse governo, é de todos os anteriores também.

Crescemos num ritmo africano, 2% ao ano, enquanto os gastos governamentais tem uma inflação de 6% ao ano. Não é necessário ser um gênio para perceber que se essa situação continuar, vamos, de fato, virar uma economia africana. Enquanto Índia, Rússia e, principalmente, a China atraem os investidores externos, a gente vai atrair somente o Chaves, o Morales e outros populistas que procuram seu espaço nos holofotes internacionais. Como o Lula já avisou que não tem onde cortar os gastos, se preparem para trabalhar mais e mais para bancar a conta. Bom trabalho!

7 comentários:

Revolução 77 disse...

Sem trabalho eu não sou nada
Não tenho dignidade
Não sinto o meu valor
Não tenho identidade
Mas o que eu tenho
É só um emprego
E um salário miserável
Eu tenho o meu ofício
Que me cansa de verdade

dunha disse...

olha só q legal, enquanto a plebe bota pra fuder em são paulo(salve o tricolor paulista),aqui em são luis o show q é considerado o show do ano,vai ser do cantor preferido dom andre x, nada mais nada menos do q fabio jr!


QUANDO VCS VEM TOCAR AQUI,PORRA!

Vagner disse...

Aqui em São Paulo, temos o "impostômetro": um enorme painel eletrônico que marca acumuladamente, dia a dia, quanto o brasileiro já pagou de impostos. Até ontem ele marcava 731 bilhões de reais.

A posse de um governo é garantia de um orçamento bilhonário....

CÍCERO disse...

http://www.youtube.com/watch?v=2yc4dwBwqGc
O LINK ACIMA É DO SHOW QUE EU NÃO CONSEGUI IR DEVIDO A TEMPESTADE QUE ALAGOU SÃO PAULO,MAIS UM FRUSTRAÇÃO NA MINHA VIDA,IGUAL EM 96 QUANDO PERDI O SHOW DOS SEX PISTOLS .
www.soofim2005.blogspot.com

punkabc disse...

Bom, sobre esse tema, vale a pena vocês lerem o Groo que saiu recentemente no Brasil (http://www.universohq.com/quadrinhos/2005/n28112005_05.cfm)

Paulo Henrique disse...

http://pardon.palcomp3.cifraclub.terra.com.br/
Banda Pardon. Eu acho as letras são perfeitas! Esses caras são ótimos. Protesto curto e grosso, conscientização rápida pra inpedir quem não curte o som de ouvir o que têm a dizer. Gostei muito dessa banda.

botelho pinto disse...

Uma dica para o post : ler escutando 48 do segundo álbum da Plebe.