sexta-feira, agosto 05, 2005

Energia Limpa = Independência

Acredito que são as companhias de petróleo que empacam qualquer tentativa de substituir o combustível fóssil por uma fonte mais barata e limpa de energia. Os australianos tomaram a primeira iniciativa e vão construir um imenso painel solar para abastecer uma cidade inteira. Palmas! Se a gente conseguir nos livrarmos da necessidade pelo petróleo: 1. energia barata significa um melhoramento de vida para muitos; 2. as empresas de petróleo, a maioria americanas, perdem todo o poder; 3. os árabes deixam de fazer sentido econômico, teriam paz para construir o seu mundo mulçumano e se isolem do resto do planeta (mas seriam pobres como o diabo!); 4. a Petrobás fecha, significando uma economia em milhões só em salários de barnabés públicos e recursos para corrupção, que não precisarão mais ser gastos; 5. quem tiver um painel solar, não precisa pagar conta de nada, fica livre das estatais elétricas; 6. poderíamos aposentar a energia nuclear, Angra viraria um parque temático; 7. não seria mais necessário destruir a flora e fauna com repressas. Em fim, solução há.

5 comentários:

Anônimo disse...

não tenho nem palavras para comentar, pois vc o fez muito bem!

Hoje recebi de um amigo esse link sobre o atentado no pentágono... até arrepia:
http://www.pentagonstrike.co.uk/pentagon_bp.htm#Main

Anônimo disse...

http://www.pentagonstrike.co.uk/pentagon_bp.htm#Main

Anônimo disse...

você trabalha no banco central não é? como vai ser a nova turne da plebe rude, já que você trabalha numa instituição do governo?

André X disse...

Não gosto muito de falar de minha vida particular, mas o que posso garantir é que nunca dexei de cumprir um compromisso com a Plebe em todos esses vinte e poucos anos de carreira. E nem pretendo. Quando da turnê, estarei em todos os shows.

João disse...

Do Financial Times, na Folha: "As empresas internacionais de petróleo têm realizado campanhas publicitárias para alertar de que o petróleo está acabando e em que pedem que o público ajude o setor a fazer alguma coisa. (...) Em seu estudo 'Outlook for Energy: A 2030 View' [perspectivas energéticas: a visão em 2030], a ExxonMobil prevê que a produção de petróleo fora da Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo), cartel que controla três quartos das reservas mundiais do produto, atingirá seu pico dentro de apenas cinco anos. A Chevron, segunda maior empresa de energia dos EUA, divulgou mensagem semelhante, mas vai dois passos adiante. 'Uma coisa é clara: a era do petróleo fácil é coisa do passado. Conclamamos os cientistas e educadores, políticos e autoridades, ambientalistas, líderes setoriais e cada um de vocês a tomar parte na formulação da nova era da energia. Não podemos ficar inativos' era a mensagem em uma recente campanha publicitária. E o grupo criou um site (www.willyoujoinus.com) em que alerta sobre as pressões da alta da demanda e da queda no número de campos e oferece fórum para discussão."