sexta-feira, setembro 26, 2008

Belém - 19/09/2008





Com a participação da Plebe no III Festival Se Rasgum, em Belém, estreamos nossa presença em festivais independentes. Na verdade, nossa verdadeira vocação. Nos sentimos tão à vontade em ambientes como esses que é incrível como não nos tocamos disso antes. Sem demagogia, mil vezes mais à vontade, por exemplo, do que no backstage da gravação do DVD Renato Russo.

Belém também é especial porque a família materna do Philippe é de lá. Tanto é que já encontrou uma prima no aeroporto na chegada e ficou uns dias a mais para matar saudades.

Faziam vinte anos que não botávamos o pé na cidade. Ela mudou muito, para melhor. O pessoal que organizou o festival está de parabéns, o mais bem organizado do qual já participei. O cronograma dos shows foram mantidos, segurança presente mas sem acuação dos roqueiros, tempestividade, conforto, etc. Para vocês terem uma idéia, chegando no hotel tinha uma página impressa com boas vindas, todos os telefones de contatos, agenda de entrevistas, onde seriam as refeições, em fim, todos os detalhes que nunca estão disponíveis para as bandas em situações similares. São um exemplo.

Marcamos presença na cidade, dando várias entrevistas, inclusive para os principais canais de televisão. Fechamos o primeiro dia do Se Rasgum III, com chave de ouro. O som estava tão bom, o público tão receptivo, que fizemos um show bem maior do que o usual. Comprido demais, talvez, mas estava muito divertido.

Gostaria de ter mais fotos para mostrar, tirei muitas, mas acabei perdendo a minha máquina. Quem achar, será bem recompensado. É uma Canon 1000 digital. Pequena mas eficiente. Então posto umas fotos do Wagner Méier, indicando, aqui, o link para que vejam todas no seu site. Posto junto as únicas fotos que sobraram, tiradas do celular, de uma entrevista na Feira do Açaí. Também indico o site do Rodrigo Lariú com resenha do festival, aqui.

Alguém de Belém lendo, parabéns – e peloamordedeus, achem minha máquina!



22 comentários:

Eustáquio Alvarenga disse...

Para vocês terem uma idéia, chegando no hotel tinha uma página impressa com boas vindas, todos os telefones de contatos, agenda de entrevistas, onde seriam as refeições, em fim, todos os detalhes que nunca estão disponíveis para as bandas em situações similares. São um exemplo.

Trata-se de tecnologia instrucional, atividade pouco usada no Brasil.

Um bom material instrucional é aquele que, antes de algum trabalho ou missão bem sucedida, informa e auxilia o profissional em sua boa performance correta. Isso incluiu as mesmas tecnicas de arte e design usados na publicidade.

Tecnologia instrucional deveria ser pode usado em qualquer area, no mundo business, militar, na educação ou meio social.

No show business do rock n' roll isso pode ser usado na contraregragem, com os artistas e etc. Pode ser usado dentro da propria banda, com os roadies, managers, produtores...

O design instrucional consiste em analisar o comportamento correto, a boa performance e tudo que for necessario para se alcançar, na execução de um trabalho ou missão, a eficiencia desejada.

É preciso analisar o trabalho e fazer o assessamento das necessidades. O que é preciso ter para se chegar a eficiencia e comportamento desejado?

Além das ferramentas e equipamentos de trabalho, geralmente é preciso haver informação disponivel: cronogramas, telefones, agendas, endereços, mapas... (INSTRUÇOES).

Enfim, veja o que é preciso fazer na elaboração um bom material de instrucional:

1- Analise da missão
2- Assessamento das necessidades
3- Coleta de dados e informações
4- Ordenamento e sequenciamento dos dados
5- Escolha da midia
6- Design e arte
7- Implementação
8- Avaliação

Anônimo disse...

Nossa!!! Lembra muito os shows do Rio de Janeiro, cumprimento de horário, organização, comida, etc...

Muito legal!!!

Acho que copiaram do Rio.

Elizabete disse...

Nossa X não tinha uma camiseta mais rasgada não.rsrsrsrs
pelas fotos o show pareceu realmente bom.Estou esperando por um em sampa.
beijos...

Elizabete disse...

e ah...esqueci pô meu como você conseguiu perder a sua máquina ela era tão legal...=(

Renato Neves disse...

Pô, André, que pena...Sua máquina ter se perdido, quanta fatalidade (azar?)
O show foi 1000!!!!
Bacana as fotos na Feira do Açaí.
Abração,

Renato Neves
Belém/PA.

Paulo Henrique disse...

Que guitarra é essa do Clemente na última foto? O.o Não é Les Paul, e tem 1 headstock parecido com de Telecaster...

dg disse...

X,
estilão hein? que te aconteceu, te rasgurum todo???

bom, sobre o post do Don Letts, um documentário da Warner sobre a história do rock´n roll, tem a participação dele, bruce springsteen, iggy pop, bono, patti Smith, Elvis costelo, malcolm Mclaren, bob gruen, billy idol, Ray manzerek ...

e falam de Elvis presley, beatles, Bill haley, little Richard, Ray Charles..hendrix, joplin, doors, cream, dylan,.roy orbison,beach boys, animals, Stones, kinks, byrds, mamas and the papas, who, supremes, santana, bb king, van halen, eric clapton, black sabbath, pistols, clash, X, Nirvana, blondie, fleetwood mac, queen,grateful dead, NY dolls, mc5, stooges, devo, beastie boys, R.E.M, greenday...

ufa!! bem, afinal são 5 dvds...
e para quem devorou o mate-me por favor, é um complemento sensorial ... eu amei.

Anônimo disse...

eu tenho essa caixa com cinco dvds e é o seguinte: a história do rock do ponto de vista da indústria do disco.

vale apenas como entretenimento e, exceção feita a alguns trechos, não deve ser levada a sério.

e cronologicamente vai apenas até os anos 90, onde a narrativa fica uma merda. a história do rap ali é piada, né? ridícula a forma que fazem.

comprei e vi todo o pacote de uma só vez e nunca mais revi aquela merda. de qualquer forma, a caixa tem lá seus momentos -- afinal são dez horas de vídeo aproximadamente.

dg disse...

adoro o nº 5 - sobre o punk e a mtv;
compro e gravo tudo o que me interessa de música e nem sempre tudo é todo bom, acontece.

zé mendes disse...

Poxa X,

Vc já deve ter tido uma conversa com o Bernardo, velho Muller e colegas do BC. Então, conte para nós a suas opiniões e profecias sobre essa crise financeira em Wall Street. Vc acha que isso fazer dar em merda da grossa, tipo 1929?

Bem, agora na Bosvespa acabou de tocar a corneta do circuit breaker. Caiu mais de 10%. Petrosauro caiu 12%. O dolar bateu quase 2 réis.

Será o fim dos pequenos investidores otários? A "prosperidade" da era Lula vai acabar?

André X disse...

Lula é o Forest Gump dos políticos. Uma hora, sua sorte tinha que acabar. Sobre a crise, não comento.

Anônimo disse...

EH ISSO AI PEH NA ESTRADA E MUITOS SHOWS

zé mendes disse...

Pois é X,

Como funcionario do BC, não é nada bom sair comentando esse tipo de coisa no blog. Porém, para mim que não tem essa responssa, posso colocar aqui as minhas "profecias"

Acho que a crise na economia, americana e global, isso está colocando o mundo entre o fogo e a caldeira. Se ficar o bicho come, se correr o bicho pega.

Se o pacote bail out, agora plano B, sair, se o congresso não vetar de novo, isso salva a economia por enquanto, a curto prazo.

A medio e longo prazo, vão ter que emitir moeda. Afinal, querem colocar uma trilhoca no mercado.

Certamente, vai haver uma reincidencia no mesmo erro. Vão fazer outra bolha pior. Vai ter aspiral inflacionaria e desvalorização do dolar lá fora.

Podem então criar um novo monstro, um problema muito pior para o futuro. Criaria o mesmo problema de hoje, porem piorado.

No caso do congresso vetar o bail out, plano b e etc, no caso de deixar os bancos se lascarem, isso então vai quebrar o sistema todo. Será um novo crash de 29.

Ou seja, é preciso manter o paciente vivo, digo, é preciso manter o cancer vivo e, para isso, o hospedeiro não pode morrer. Contudo, o hospedeiro e o cancer vão morrer um dia, de um modo ou de outro.

De qualquer maneira, o pequeno investidor está fodido, pois não há mais para onde correr. Não há mais como aplicar ou poupar com segurança. A confiança foi destruida.

Talvez, comprar ouro agora seja a unica opção, mas ainda assim é arriscado. O fato é que, numa situação desse tipo, de volatilidade extrema e turbulencia da pesada, o mercado imobiliario, os bancos e a bolsa se tornam uma tremenda roubada. Esse é um mar de tubarão onde o peixe pequeno pode se dar muito mal.

Politicamente falando, Obama vai pegar uma abacaxi em parafuso, uma situação desastrosa e ingovernavel. O final da era Lula tambem não será muito agradavel.

E se o McCain/Sarah Palha forem eleitos, pior ainda, pois vão fazer World War Three com Russia, Irã e etc. Deus nos livre dessas duas bestas.

Enfim, tudo que sobe desce. Quanto mais alto, maior é o tombo. Como vc disse, um dia essa sorte do Lula tinha que acabar. Uma coisa Zé Sarney e Collor de Mello nos ensinou de bom: otimismo demais é alegria de otário. Quem acredita em propaganda do governo e noticias manipuladas da TV, esse sempre acaba mal.

Portanto, vou terminar então com aquilo que eu sempre te disse: o grande perigo mesmo é o Bush. Ao lado de Bush, mameluco de Caracas e indio boliviano são anjinhos inofensivos.

Como se não bastasse a tragédia do Iraque e a guerra mentirosa do terror, Bush conseguiu destruir tambem a economia global. O que mais ele pode fazer agora? Será que, na véspera da eleição, ele ainda vai meter o dedo no botão nuclear?

Raphael disse...

André, lamentável teres perdido a máquina! Participei da produção, dando aquele help lá na sala de instrumentos, lembra? Achei o show sensacional - até porque estava ali também na condição de fã da Plebe - e realmente, percebi que foi mais comprido do que eu esperava de um show de vocês. Mas não posso reclamar de forma alguma :)

Vou sondar algumas pessoas pra ver se alguém ouviu falar da câmera. Não prometo nada, mas vale a tentativa. Abraços!

Dri Dri disse...

Poxa, quando a Plebe tocará em São Paulo?? abçs. Adriana

Anônimo disse...

O império está ruindo...!!

Paulo Henrique disse...

Zé Mendes, tu me fizeste bolar uma idéia genial. Ao final do governo Bush ele devia confiscar a poupança que nem o Collor, usar a grana pra salvar a economia e estampar na testa dos otários pró-guerra "olha a merda que fizeram". Doieria no bolso e na cabeça pro resto da vida, se bem que tem gente q lutou contra a guerra... Mas como dizem no exértico: todos pagam pelo erro de um.

Txotxa disse...

Raphael,

Por acaso vc sabe se é possível conseguir uma daquelas canequinhas maneiras do festival?

Eu toquei com a minha no show e, claro, acabei perdendo no final.

Grande abraço
Txotxa

André X disse...

Eu também perdi a minha. Com a câmera!!!

zé mendes disse...

Paulo,

O que o Bush está fazendo é exatamente o contrario daquilo que o Collor fez. O confisco do Collor tinha o objetivo de, além de roubar, enxugar totalmente a liquidez do mercado.

Em sua loucura cocainômana, Collor de Mello e Velia Cardoso diziam que, se tirando todo o dinheiro do mercado, o Cruzeiro podre se valorizaria. Com o consumo zero, a inflação se estabilizaria. Isso aconteceu por alguns meses, pois a economia morreu, mas. é claro, logo estourou numa situação ainda pior do que antes.

Agora o Bush quer enfiar uma trilhoca no mercado, para salvar os bancos, roubar um pedaço e manter o esquema de consumismo americano vivo. Essa liquidez toda vai criar inflação e desvalorizar o dolar. A causa do problema não será resolvida e no futuro o problema voltará ainda pior (hiperinflação)

Eu tambem acho que, além de querer roubar uma grana, afinal é fim de festa, o Bush queria dar um golpe.

O golpe então seria o terrorismo economico, algo que criaria uma crise igual de 29. Sabendo que o congresso não iria aprovar, a crise poderia virar um desastre colossal, incluindo a quebra total da Dow Jones e, assim, ele poderia fechar o congresso, cancelar as eleições e criar uma ditadura de "emergencia".

Muitos pensavam que haveria um 9/11 bem pior, um terrorismo nuclear ou coisa assim, para que o Bush pudesse criar uma teceira guerra mundial com a Russia e/ou Irã. Assim as eleições seriam canceladas e ele se tornaria um ditador global.

Com o 9/11, Patriot Act e guerra de terror, o Bush já havia se tornado um semi ditador. Fez coisas que nem Hitler teve coragem de fazer: criou a politica do medo global, fez um campo de concentração galinheiro em Guantanamo, saiu sequestrando e torturando gente pelo mundo todo. Hitler pelo menos respitava a convenção de Genebra.

Só faltava mais um pouquinho, outro terrorismo tipo 9/11, para o Bush se tornar um ditador global do caralho.

Mas então aconteceu essa crise. Isso já era esperado há mais de um ano, mas Bush e seus amigos banqueiros escolheram um "timing" pré eleitoral, muito suspeito, para estourar a boca do balão.

De qualquer modo, não serei tão pessista assim. O que o Bush parece querer é roubar uma boa grana junto com os banqueiros amigos dele, além de deixar a economia engatilhada, tipo bomba relogio, como herança para o Obama.

Nessa situação fodida, Obama não será capaz de fazer um governo decente e, diante de tantos problemas, não vai conseguir se reeleger.

Anônimo disse...

Num fala merda nao!

Anônimo disse...

sobre o obama, vale ler o que o bob dylan declarou ao jan wenner na entrevista dos 40 anos da rolling stone gringa há uns dois anos. né sacanagem nao, mas ele costuma ser visionário. abs