quarta-feira, maio 07, 2008

Dan le Sac: Os Novos Mandamentos!!!


A música é de 2007 (que, nesses tempos de velocidade da informação, a faz ser muuuuuito velha!), mas a letra é sensacional. É uma crítica ao mundo pop, no sentido amplo, mas centrado na música. Vou deixar em inglês, estou com preguiça de traduzir tudo, mas quer pinçar umas pérolas:

1. Thou shalt not worship pop idols or follow lost prophets. Não deverás idolatrar celebridades pop nem seguir falsos profetas. Muito legal isso, especialmente no Brasil, onde Raul Seixas, Renatos Russos e Cazuzas da vida são tratados como salvadores e messias.
2. Thou shalt not stop liking a band just because they’ve become popular. Não deverás parar de gostar de uma banda só porque se tornaram popular. Essa é para mim, há há há há .....
3. Thou shalt not fall in love so easily. Não deverás se apaixonar tão facilmente. O grande mal de nosso século, valorizar demais esse sentimento chamado amor. Ele realmente existe ou foi inventado para vender música axé e sertaneja?
4. Thou shalt not use poetry, art or music to get into girls´ pants. Use it to get into their heads. Não deverás usar poesia, arte ou música para entrar nas calças das meninas. Use-os para entrar em suas cabeças! Isso mesmo, deixe de lado esse consumismo do corpo e valorize mais o intelecto! Daí sim, posso acreditar em paixão....
5. Just a band. Só outra banda. Isso mesmo, tirem do pedestal esses heróis falsos, ídolos com pés de barros. Do It Yourself!
6. E a gozação com gírias criadas pela MTV? Muito boas, lá no fim da letra.
7. Thou shalt think for yourselves. Deverás pensar por si próprio! A Plebe já dizia isso desde 1980!

Espero que gostem. Leiam atentamente e sigam os mandamentos!


Dan Le Sac ft. Scrooius P / Thou Shalt Always Kill

Thou shalt not steal if there is direct victim.
Thou shalt not worship pop idols or follow lost prophets.
Thou shalt not take the names of Johnny Cash, Joe Strummer, Johnny Hartman, Desmond Decker, Jim Morrison, Jimi Hendrix or Syd Barret in vain.
Thou shalt not think that any male over the age of 30 that plays with a child that is not their own is a peadophile - Some people are just nice.
Thou shalt not read NME.
Thou shalt not stop liking a band just because they?ve become popular.
Thou shalt not question Stephen Fry.
Thou shalt not judge a book by it's cover.
Thou shalt not judge Lethal Weapon by Danny Glover.
Thou shalt not buy Coca-Cola products.
Thou shalt not buy Nestle products.
Thou shalt not go into the woods with your boyfriend's best friend, take drugs and cheat on him.
Thou shalt not fall in love so easily.
Thou shalt not use poetry, art or music to get into girls'pants.
Use it to get into their heads.
Thou shalt not watch Hollyokes.
Thou shalt not attend an open mic and leave before it's done just because you've finished your shitty little poem or song you self-righteous prick.
Thou shalt not return to the same club or bar week in, week out just ?cause you once saw a girl there that you fancied but you're never gonna fucking talk to.
Thou shalt not put musicians and recording artists on ridiculous pedestals no matter how great they are or were.
The Beatles? Were just a band.
Led Zepplin? Just a band.
The Beach Boys? Just a band.
The Sex Pistols? Just a band.
The Clash? Just a band.
Crass? Just a band.
Minor Threat? Just a band.
The Cure? Just a band.
The Smiths? Just a band.
Nirvana? Just a band.
The Pixies? Just a band.
Oasis? Just a band.
Radiohead? Just a band.
Bloc Party? Just a band.
The Arctic Monkeys? Just a band.
The Next Big Thing.. JUST A BAND.

Thou shalt give equal worth to tragedies that occur in non-english speaking countries as to those that occur in english speaking countries.
Thou shalt remember that guns, bitches and bling were never part of the four elements and never will be.
Thou shalt not make repetitive generic music,
thou shalt not make repetitive generic music,
thou shalt not make repetitive generic music,
thou shalt not make repetitive generic music.

Thou shalt not pimp my ride.
Thou shalt not scream if you wanna go faster.
Thou shalt not move to the sound of the wickedness.
Thou shalt not make some noise for Detroit.
When I say "Hey" thou shalt not say "Ho".
When I say "Hip" thou shalt not say "Hop".
When I say, he say, she say, we say, make some noise - kill me.
Thou shalt not quote me happy.
Thou shalt not shake it like a polaroid picture.
Thou shalt not wish you girlfriend was a freak like me.
Thou shalt spell the word "Pheonix" P-H-E-O-N-I-X not P-H-O-E-N-I-X, regardless of what the Oxford English Dictionary tells you.
Thou shalt not express your shock at the fact that Sharon got off with Bradley at the club last night by saying "Is it".

Thou shalt think for yourselves.

And thou shalt always: Thou shalt always kill!

9 comentários:

Anônimo disse...

divi, tu és meu guru máximo -- depois de ralah ricota, é claro!
hihihihi

agora, falando sério: meus sentimentos.
abraços fraterno
uarampubara rou
PS: Não vai apagar aquela "foténha" do comment mais abaixo?

tudo bem me chamarem de cropófago, mas xingar de vocalista chicleteiro é um insulto que não dá pra aturar... tenho sentimentos. arrout

fabia disse...

Muitos pensamentos intrincados podem ser gerados dessa música, mas achei um barato mesmo foi a musiquinha de videogame das antigas no fundo.

dunha disse...

muito classe,todas as bandas citadas pra mim sempre foram apenas uma banda, nada mais do q isso, não é pq eu ouço planet hemp eu vou fumar maconha e ser a favor da legalização dessa merda, não é pq eu gosto do som do slayer eu vou virar adorador do diabo ou sacrificar animais, não é pq eu gosto de joy division eu vou virar um babaca depressivo, não é pq eu gosto de rock eu vou odiar o axe, o pagode ou o sertanejo!
muito classe!

Anônimo disse...

discordo, dunha!
acho que todos temos mais é que levar música ao pé da letra.
VIVA BURZUM

Anônimo disse...

Não adianta. O povo otário só gosta de musica conhecida. O consumidor ignorante bundão não sabe avaliar a qualidade de nada, muito menos de uma musica.

O bom consumidor trouxa não tem opinião própria, não tem pensamento critico e nem sabe buscar as informações.

Se não tiver pré mastigado uma referencia jabá de massacre promocional na TV e no radio vendidos, eles não vão gostar.

A mesma coisa acontece na politica, coisa seríssima que afeta a vida e a morte de todos nós.

O eleitor otário só vota em politico conhecido. Se for Pelé, Clodovil ou Silvio Santos, se elege na hora.

O povo otário não sabe avaliar os politicos, não entendem nada dessa porra, não sabem buscar as informações e, para se informar, dependem da propaganda marketeira mentirosa, massacrada no radio e na TV.

Anônimo disse...

e vc vai ficar quieto? conivente?

zé mendes disse...

Caro anônimo vitima de sentimentos feridos,

Já tirei a foto do ar. Se o usuário apertar no link, não verá nada.

Então, vê se não faz propaganda, senão a galera vai pedir.

Deste modo, por que seria "cropófago"? Por que isso seria voce? Aliás, quem é voce?

Como eu nem sei quem é voce, pensei que a reclamação viria do proprio vocalista do Chiclete com Banana.
Pensei que não houvesse gostado do sabor chocolate tropicaliente.

dunha disse...

assino em baixo no post do anonimo q chama o povo de otario, na questao da musica é por isso q as vezes eu paro de ouvir determinada banda q estoura no grande mercado depois de ter passado pelo underground!

fabia disse...

Música tem funções distintas pra pessoas distintas. Pra alguns é legal quando é de protesto, de crítica. Pra outros, quando o som é inovador, ou quando é bem elaborado, puxando a base clássica, que exige dom e/ou muita dedicação. Mas pra muitos, inclusive pra mim, é legal quando toca a alma. E pode tocar por vários caminhos, pela letra, pelo som, pela técnica, pelo caráter inovador, ou simplesmente, puramente, por uma lembrança que ela traz. É de um estilo de música que não costumo de ouvir, mas "Chalana", interpretada por Almir Sater, me toca profundamente porque era a música que meu pai sempre cantava pra mim. Hoje meu filho me fez uma homenagem cantando pra mim "Quando Deus te desenhou,ele tava namorando..." A música de repente virou linda (claro que na voz dele). Então música é assim... Pra alguns traz emoções que não só revolta!