terça-feira, dezembro 05, 2006

Turistas, o Filme.

Foi lançado, nos EUA, e logo em telas verde-e-amarelas, um filme que vem gerando uma onda de protestos por parte de defensores da imagem do Brasil lá fora. Trata-se do longa Turistas – assim mesmo em português – que, dizem os críticos, retrata o Brasil como sendo um país das drogas, violência e sexo. A história é centrada em seis turistas americanos que vêm ao país, são drogados e torturados por uma gangue especializada em roubo de órgãos.

Ué, e o retrato está errado? Não é o próprio governo que vem vendendo no exterior a imagem da pinga, da cachaça, da caipirinha? Drogas não correm soltas em qualquer noitada, seja de playboy, seja de morro? Não exportamos a nossa mulata, vendemos sua bunda? Não somos campeões de mortes por policiais, de jovens e em prisões? Sexo, drogas e violência? Acertaram em cheio!, de que reclamam esses defensores de nossa imagem?

Agora, por mais criativa que Hollywood tente ser, nunca vai conseguir retratar o Brasil como ele realmente é. E ele é bem pior do que eles imaginam. Se quiserem mesmo, podem se basear em fatos reais, que dariam filmes com roteiros bem melhores dos que os inventados pelos seus escritores. Sacam só algumas sinopses, baseadas em fatos reais, sem inventar nada:
· Seis turistas brasileiros chegam em Recife e são apanhados no aeroporto pelo seu guia, que os leva para a Praia do Futuro, onde são embriagados, apanham até ficar inconscientes e são enterrados vivos debaixo de uma placa de cimento. (Aconteceu em abril/2004).
· Turistas ingleses chegam no Aeroporto Internacional do Rio, entram num ônibus e seguem pelo aterro do Flamengo. Nem uma hora em solo tupiniquim, o veículo é abordado por três sujeitos, que fazem uma limpa nos gringos, chegando a distribuir coronhadas entre os coitados. (Aconteceu em novembro/2006).
· Um dos maiores velejadores do mundo está navegando pelos rios do Amapá, numa expedição pela Amazonas, quando seu barco é abordado por piratas que o matam cruelmente e levam, somente, seu relógio e um motorzinho de popa. (Aconteceu em dezembro/2001).
· Família do interior de São Paulo vai conhecer o Corcovado. Passeando pela Estrada das Paineiras, são abordados por marginais que tentam seqüestrar a filha. Tentando evitar a violência, o pai é assassinado com dois tiros. Os bandidos fogem. (Aconteceu em julho/2006).

Eu poderia escrever páginas e páginas sobre eventos reais que serveriam de inspiração para Hollywood fazer outros filmes sobre o Brasil. Sem essa de manchar a nossa imagem, estragar a nossa reputação. Quem faz a imagem e a reputação somos nós! O governo liderando e o povo marcando em cima. Educação, saúde, segurança e esperança no futuro. Tudo isso nos falta.

Que venham outros Simpsons, Turistas e South Parks tirarem onda com a gente! Talvez sirva para acordarmos e tomarmos conta da situação. Ou será que o brasileiro só vai acordar quando, parafraseando um leitor anônimo do blog, o Pan se verificar um fracasso, a Copa for para a Argentina, – agora eu acrescento – o Carnaval for cancelado, a seleção não ganhar mais nada e o verão virar inverno permanente?

15 comentários:

CÍCERO disse...

OUTRO ROTEIRO BOM É O QUE ACONTECEU COM O TURISTA AMERICANO QUE CONHECEU UMA BRASILEIRA NA INTERNET E VEIO VISITAR ELA NO INTERIOR PAULISTA,CHEGANDO AQUI ACABOU SENDO ASSASSINADO POR MISEROS DOLARES QUE SE ENCONTRAVAM EM SUA CARTEIRA(A PRÓPRIA NAMORADA CONFESSOU O CRIME)

CÍCERO disse...

ISSO SE NÃO ME ENGANO FOI EM AGOSTO DE 2006

Paulo Henrique disse...

Enfim, levar porrada cerebral.

F3rnando disse...

Só uma correção: Esse episódio dos portugueses ocorreu em Fortaleza (que é onde fica a Praia do Futuro). O sujeito que armou tudo também era português (só podia: pra matar seis patrícios e enterrar na areia da praia...), e a barraca onde se desenrolou a parada foi destruída pela população e em seu lugar a prefeitura mandou fazer uma pracinha no calçadão.

Rafael disse...

A babá brasileira Ana Elisa Gonçalves Toledo foi encontrada morta a facadas em dezembro de 2005 na casa da família que a hospedava em Denver, nos Estados Unidos. O principal suspeito do crime é seu ex-namorado, o tcheco Martin Novotny, 22.
Em outubro de 2005, a brasileira Janaína Reis, 17, foi assassinada pelo namorado, o porto-riquenho Juan Rafael Arrieta-Rolon, 22, que confessou o crime. Ela morava com a família em Pompano Beach, na Flórida.

Jean Charles de Menezes é morto pela polícia britânica no metrô de Londres. Ele estava na Grã-Bretanha há cerca de três anos e trabalhava como eletricista. Ele foi morto com oito tiros pela polícia que o teria confundido com um homem-bomba.

Rafael disse...

Há tantos exemplos de turistas vítimas no Brasil quanto de brasileiros mortos cruelmente no exterior. Será que valemos menos?

Cuidado com a teoria do "Quanto pior, melhor!" A imagem do Brasil já não é boa, e ainda vem gringos querendo tirar onda? De jeito nenhum. Não concordo com vocês galera.
Se cada um olhar para sua casa e cuidar de seu país creio que será bem melhor. O Brasil não é o melhor lugar do mundo, mas está longe de ser o pior. Temos é que ser conscientes sim, mas sem perder o amor à nossa terra.
... e que o Pan seja um sucesso e os argentinos se mordam de inveja!

André X disse...

Rafael, o foco do post não é comparar onde se cometem mais crimes, mas sim mostrar que não é um absurdo o que foi retratado no filme Turistas. Nos EUA, campeão de crimes fantásticos, o cinema registra milhares desses - fictícios ou não - a cada ano. Alguns, como os primeiros do Spike Lee, são críticas sociais contundentes. O Bowling for Columbine tambem.

O que me agride é querer tampar o sol com a peneira cada vez que criticam o Brasil, quando a gente sabe que a situação aqui está bem ruim. Lembram quando o repórter do Legacy disse que havia buracos negros no controle aéreo brasileiro? Todos espernearam, disseram que o gringo tava querendo imacular a nossa imagem. Acabaou sendo a mais pura verdade. Não tamos com essa bola toda não. E quanto mais cedo a gente encarar de frente nossos problemas, mais cedo vamos achar a solução.

Rafael disse...

Está certo André. Mas quem deve fazer isso somos nós mesmos. Não os estrangeiros, que também não estão com essa bola. Roupa suja é para ser lavada em casa. A gente não pode é querer que eles é que venham mostrar. Já está na cara mesmo...

Para descontrair deixo essa charge que achei nota 10:

http://charges.uol.com.br/2006/12/05/cinema-turistas-2/

Anônimo disse...

Eu não entendo essa falta de orgulho de ser brasileiro, lendo isso parece que é o pior pais do mundo...

Daniel disse...

ESSE BAIXISTA É UM RACISTA! VÁ MORAR EM NY SEU PORRA!

André X disse...

Daniel, essa é a mesma postura dos militares quando alguém tentava criticar o modelo nacional proposto pelo golpe de 64. Quero continuar aqui mesmo, meu! Mas numa sociedade melhor, com distribuição de renda proporcionada por um fluxo de informação e trabalho, governo competente e povo educado. Essa é a meta. Agora, se você acha que está bom como está, cruze os braços. Só um aviso: tem mil gatos no telhado!

PS - NY? Até que não seria mal.

Rosa disse...

Boa, André.
Por isso tenho tanto orgulho de você.

Walter disse...

INFELIZMENTE ISSO É O QUE ACABA COM O BRASIL: A SÍNDROME SER ACHAR PEQUENO.
1. BRASILEIRO É MORTO POR "ENGANO" NA INGLATERRA, E O QUE ACONTECE? NADA
2. UM FILME, QUE PELO JEITO NÃO VALE NADA ( DEVE SER MAIS UM "JOGOS MORTAIS" DA VIDA) RETRATA UM PAÍS NO QUAL TURISTAS TEM SEUS ORGÃOS ROUBADOS. E O QUE O POVO PENSA? NADA, TUDO NORMAL. PODEMOS TER TODOS OS DEFEITOS, MAS GARANTO QUE TURISTAS NÃO SÃO SEQUESTRADOS NAS RUAS PARA TEREM SEUS ORGÃOS ROUBADOS. E O ISTO RESULTA: MENOS TURISTAS, MENOS EMPREGOS. E O QUE O POVO ACHA, NORMAL...
3. SOBRE A VIOLÊNCIA. IMAGINEM UM TURISTA "PASSEANDO" PELO SUBÚRBIO NOVAIORQUINO? SERÁ QUE NADA ACONTECERÁ? ELE SERÁ TRATADO COM FLORES? DUVIDO!!!

NOVAMENTE ISSO É UM DOS FATORES QUE ACABAM COM O BRASIL, O DE SE ACHAR SEMPRE INFERIOR.

Ricardo Cachorrão disse...

TAQUEOPARIU!!!

André, deu uma pontinha de inveja agora, gostaria de ter escrito um texto desses, concordo com cada palavra, em gênero, número e grau!

Abração!

Cachorrão

andré nascimento disse...

Esse tal do Daniel deve ser um filhote da ditadura que segue até hoje o lema "ame ou deixe-o "....estamos no século 21 e tem que ouvir uma dessa !!! O cara apesar de descendente de alemão , honra o país e se quissesse sair daqui sairia e nem por isso sai . O país é otimo , o que não presta são os governantes !!!!!!!!!