quarta-feira, janeiro 25, 2006

Verticalização ou não?


Hoje ouvi um debate muito interessante na CBN (ou vocês acham que o rádio do meu carro fica sintonizado em rádio de jabá?) sobre o fim da verticalização dos conchavos entre os partidos durantes as eleições. Basicamente, como funciona atualmente, é o seguinte: se dois partidos se unirem para apoiar um único candidato a nível nacional, essa união tem que se refletir em todos os outros níveis, estaduais e municipais. Isso para evitar, por exemplo, o PT e o PDT serem aliados para eleger presidente e estarem em lados opostos para eleger um governador.

Ouvindo o debate, reparei que todos os partidos fisiologistas, aqueles considerados partidos de aluguel, que negociam seus apoios, trocando ajuda na aprovação de leis por cargos, dinheiro e orçamento, são contra a verticalização. Só por aí, dá para perceber que ela é importante, pois implica que um partido tem que ter uma ideologia e que essa ideologia não deva estar condicionada a nomes ou localização geográfica. Na verdade, um partido político, em última instância, deve procurar o interesse coletivo, e não o particular. Acabando com a verticalização, estarão abrindo as comportas para os corruptos e interesseiros negociarem apoios e conchavos como bem quiserem.

Nossa política já é uma piada. Será que vão fazer a gente de palhaço outra vez?

19 comentários:

F3rnando disse...

Só faltava essa mesmo. Isso é manobra do PT pra se passar de "madalena", querer dizer que uma maçã podre não estraga o barril. Pois sim...

Lá vem eles de novo nos por nariz de palhaço.

Mikele disse...

Caro André
Sinceramente acho que essa discusao nem deveria existir, as aliancas deveriam ser verticais. Nao existe lógica que as aliancas nao sejam verticais, exatamente como vc disse no texto, entao, se eles acabarem com a verticalizacao, vamos mais uma vez ser feitos de palhacos, assim como disse o Fernando.

Fábio disse...

Pois é. Também ouvi essa história. É mais uma idéia vergonhosa dos deputados. Eu só queria ver o que iria acontecer se eles resolvessem fazer outros plebiscitos, como o do desarmamento.

O PT já não se diferencia dos outros partidos grandes há muito tempo. Já nem me surpreendo mais...

O que pra mim ficou mal explicado é que a alteração da lei eleitoral agora não se aplica para a eleição desse ano. (art. 16 da Constituição). Talvez essa idéia infame esteja sendo cotada para as eleições de 2008.

Blog Fantasma disse...

André libera o feed do teu site.

Dênis disse...

Chamem-me de idiota e ingênuo, mas sempre tive a seguinte opinião: o povo deve participar de duas prévias eleitorais, no mínimo, para a escolha de candidatos.
Sem congressos partidários risíveis, colégios eleitorais corruptos, sem intermediário nenhum.
Em resumo: um sistema eleitoral com pré-candidatos e candidatos escolhidos pelo povo e ninguém mais.
E não me venham falar em atentado à "democracia".

João disse...

Eles querem que a nova regra já valha para as eleições deste ano. O STF vai ter que julgar se é constitucional ou não. O PT, por decisão de maioria de sua bancada parlamentar, posicionou-se contra a queda da verticalização. Lula Molusco é a favor da queda da verticalização.

André X disse...

Aí é que mora a ironia. O PT, o núcleo do partido que ainda é ético, é a favor da verticalização. Mas o Lula Molusco é contra. Por que será?

Alguém me explica o que é liberar o feed?

Maíra disse...

Concordo que o fim da verticalização significa a regularização da prostituição eleitoral, afinal (plageando casseta & planeta) os partidos, como as putas, recebem dinheiro pra mudar de posição.

Me apresentando, já que sou nova por aqui: vim do Paraná para Brasília há 5 meses, estou adorando a cidade e começando a descobrir onde está o rock'n'roll. O Tributo ao Clash no Gates foi pra mim pura catarse, já que a banda tem seu lugar cativo e insubstituível no meu coração.

Toquei numa banda de punkrock (
http://www.myspace.com/groguescegaseviolentas), mas agora somos só eu e minha guitarra em casa, movidas a porres solitários noite adentro.

Viva a Plebe Rude.

Aquele abraço.

Anônimo disse...

MAÍRA ENTRE EM CONTATO COMIGO

Maíra disse...

Com você quem?

João disse...

Lula Molusco move-se nesse assunto por um único interesse: garantir mais apoio entre os outros partidos (PMDB, PL, PTB, PSB) para a sua reeleição.

Mikele disse...

Sabe o pior de tudo nessa historia ?
O Molusco vai ser reeleito e vamos ter mais 4 anos a ver navios...

Anônimo disse...

o que será feed?

André X disse...

Maíra,

Entrei no site de sua banda. Adorei as influências, especialmente a menção do J.Thunders e do 999. A música azar me fez sorrir a tarde toda!

Maíra disse...

Nossa, muito obrigada! Tem outras mais legais, se quiser te gravo um cd.
Te mandei um email.

Pamela disse...

Pra variar,outra vez seremos feitos de palhaços,ha ha ha...
Com verticalizaçao ou ñ,ñ muda muito pq eles sempre dao um jeitinho de adequar a "lei" ao q necessitam...
Hoje,com a verticalizaçao "funcionando", ñ deixa de ser uma putaria.. Os caras ñ ligam pro partido,a cada eliçao estao em uma legenda diferente!!!
Dá no mesmo ser verticalizado ou ñ.

O grande problema ñ é esse.
O problema é que os partidos burgueses ñ tem a mínima ética,e o mínimo compromisso c ideologia ou com o "bem comum".

Ainda bem q estou de férias fora do país...
(Ñ me interpretem mal,amo meu país,mas um tempinho fora sem ter q aturar certas coisas...)
Vcs num tem noçao do q é nao ver CPIs nos noticiarios!!! Convocacao extra... Deputados fingindo q doaram o $$$...

Abraços a todos e todas,

Mikele disse...

Sinceramente nao existe mais ideologia em partido nenhum, existe partido demais, politico demais, pouca vergonha demais.
Mas Pamela se vc quiser, é so ir na folha online q vc acha reportagens com corrupcao, CPI... rsrsrrs

F3rnando disse...

ô André, falando em gravar CD, libera aí o playlist completo daquela coletãnea gótica que você gravou pra sua filha caçula.

João disse...

Partidos burgueses? Ideologia? "Bem comum"? Os petistas acham que só eles tem um partido, que só eles tem ideologia e que só eles se preocupam com o "bem comum", geralmente uma boa desculpa para lhes garantir uma boquinha no dinheiro publico.