terça-feira, junho 30, 2009

Tudo Que Poderia Ser

Gravado no segundo dia do ensaio aberto no O'Rilley.

16 comentários:

Elizabete disse...

Muito boa a música nova.Não dá para parar de ouvir...=)

Anônimo disse...

Gostei não!...cadê o punch?? cade a raiva? cade a "energia" da canção?

Anônimo 2 disse...

Se tiver que escolher entre o elogio de Elizabete e a critica do Anônimo, prefiro ficar c/ a garota bonita.

P/ mim, a opinião anônima tem cheiro de macho punk revoltado. Punch é parada de lutador de box. Penso que raiva faz mal a saude. Não sei se é o caso, mas a inveja tambem é uma merda.

E havia energia sim. Pelo que vi no video, as luzes e amplificadores estavam funcionando.

Enfim, o ódio nem sempre faz parte da vida. Ninguem precisa ser escravo de palhetada punk. Esse conceito de "energia" é algo muito relativo e imaginario, depende da cabeça de cada um.

A verdade é que uma banda decente não pode criar músicas de acordo com as vontades e opiniões do público. Se o negócio é de maioria democratica, então contrata logo uma agencia de marketing.

Somente uma banda prostituída aceitaria ser moldada de acordo com pesquisa de opinião. No Brasil, se depender de pesquisa de opinião, a Plebe Rude viraria banda brega de rodeio. No maximo, chegaria a banda emo da novela malhação.

Além disso, a Plebe se tornaria produto industrializado p/ as massas, produzida em série, sem alma de artista ou artesão nenhum. Seria igual puta comprometida em atender as vontades do cliente.

Concluindo, o ponto central disso tudo é simples: QUEM TEM QUE GOSTAR É A BANDA!

No lugar de querer agradar punk revoltado, talvez prefira agradar as belas mulheres. É um direito que a banda tem. A Plebe é quem sabe do que vai gostar ou não.

Toda banda decente deve ser livre. Deve tocar aquilo que sentir vontade. O bom artista deve ser livres p/ se expressar como quiser.

André X disse...

Anônimo 2, belas palavras. Como faço para te contratar como advogado da Plebe? rssss...

Anônimo disse...

Ficou meio parecido com nx zero...

Anônimo 2 disse...

NX Zero? Bem... essa agora é uma acusação muito séria. Terei que cobrar honorários salgados.

André X disse...

Isso é um elogio para o NXZ ou uma ofensa para a Plebe? E como é que vc conhece o NXZ em primeiro lugar? Eu mesmo, não saberia cantar uma música deles, nem que fosse para salvar a minha pele!

Cadê meu advogado, Doutor Anônimo 2? Dá prá processar por ofensa à honra?

Guilherme disse...

Pô, a música é boa, sim!

João disse...

A música é boa sim, assisti na sexta, e não no dia desse video, que alias, prejudica um pouco, pois o audio está muito ruim. Ao vivo vi a banda tocando e ficou muito bom esta nova. Tem muito a ver com o ultimo disco.

Anônimo disse...

Também gostei da música. Tem as boas guitarras da Plebe, as breves pausas destas para a aparição mais contundente do baixo e da bateria, assim como algumas frases cantadas de forma mais "vagarosa" pelo Philipe. Ou seja, tem as marcas reistradas da banda.

Caramba, há quanto tempo não posto aqui.

Abraços a todos os plebeus.

VictoRude

Bruna disse...

Eu também achei que a música ficou muito boa. Mesmo não conseguindo entender toda a letra por causa do som que, saiu ruim no video, tudo o que eu ouvi tem a cara da Plebe.

Anônimo disse...

Vocês venceram e estão todos certos! Nx zero não! Agora, que lembra um pouco os Titãs, isso lembra!

anonimo 2 disse...

Sim X. Ao comparar c/ NXZero, o agressor pratica terrivel ofensa. Nisso cabe um duro processo de danos morais. Podemos alegar que isso causou um grave e perturbador trauma contra a honra e dignidade da banda, colocando em risco até mesmo o oficio e ganha pão dos plebeus. Uma acusação assim ameaça a boa imagem e reputação.

Na defesa eu diria que trata-se de opinião isolada, talvez nutrida pela sacanagem, coisa que não se traduz em verdade. Podemos inclusive observar aqui que a maioria pensa o contrario. Eu mesmo achei a musica legal.

A Plebe precisa mesmo incluir no repertório uma música romantica. Isso não é crime, não é NXZero. As belas mulheres gostam.

Portanto, os Plebeus podem sim curtir uma música mais melódica. Não tenha medo de acordes tipo jazz/bossa nova. Pode curtir sua linha "Just Like Heaven" no baixo.

O importante é a banda curtir o que faz, pois é a banda que tem que trabalhar e ensaiar. Se a banda gostar, o trabalho vai sair com gosto. Assim o público leal vai gostar tambem.

Eu, particularmente, quero ouvir criações espontaneas e autenticas. Assim posso ouvir a verdadeira alma da Plebe: algo que está vivo e, sem perder a identidade, se transforma com o tempo.

Clemente disse...

Caraca, isso tudo por um vídeo mal gravado, com o som horrível, aonde não dá para avaliar a música direito, não dá pra entender a letra e nós ainda estamos um tanto tímidos tocando hahahahahahaha! Comapara com o NXZero é engraçado, não seriam eles que se parecem com a gente só que bem pop, começamos antes...
Mas gostei do advogado do André X hahahahahaha!

Denival disse...

acabei de ouvir e adorei!quem vos fala e aquele baixinho que ficou no camarim.no palco do rock de Salvador,durante o carnaval,e que passou reportagens da plebe,para o Phillipe.abraços!e aguardo o DVD e o proximo show aqui em salvador!valeu e força sempre!

Denival disse...
Este comentário foi removido pelo autor.