sexta-feira, março 27, 2009

Blog às Moscas?


O tempo voa, o tempo passa e não arrumo tempo para transmitir as notícias.
Ontem, ensaio onde a nova música começou a se cristalizar em sua forma definitiva. É muito boa, tambores fortes, clima sombrio, letra consciente, mas sem ser sermão, usando frase obscuras. O que mais estou gostando é a seqüência de guitarras em contraponto com a harmonia vocal.
A idéia é fazer uma demo e postar no nosso My Space para os plebeus acompanharem a gente no show.
Outro avanço: data tentativa da gravação em início de junho, no DF.
Bom fim de semana!

27 comentários:

Ralah Ricota Cover disse...

Aí, gravem o DVD em SP, por favor!

Senão vou ter que encher o saco de vcs e cair lá na mansão Seabra.

Pois, pelo visto, transporte público do DF na madruga é pior do que em SP.

Prometo que levo henê renah pro Philippe ficar bem nas fotos! ahahaah
abs
RRC

Anônimo disse...

DF?

Então a gravação pode ser numa cidade satélite, né?

Ceilândia!!!

Anônimo disse...

Minha vontade era que o DVD fosse gravado em Planaltina!

Mas sendo gravado em qualquer lugar do DF, tá bom demais!

Anônimo disse...

O DVD terá quantas músicas?

Já foi definido o repertório?

Anônimo disse...

Uma música que gosto muito e que deveria entrar no repertório é “O Traço que Separa”.

A energia dela é muito boa.

É a melhor música do PLebe rude 3

Anônimo disse...

Nos extras do DVD tem que constar cenas do documentário "Ascensão e Queda de Quatro Rudes Plebeus".

dg disse...

...BZZZZ...BZZZZ...zzmmmm

aí Ralah,
te enviei um quitute de Ricota
e suco natural de laranja, ok? deve estar chegando aí na sua casa daqui a pouco...

X,
vai avisar da gravação para o povo aparecer e fazer público bem lotado na gravação, né?

dg disse...

eitah! foi mal tanta gravação na gravação...

Anônimo disse...

Ceilândia, é o cenário perfeito...

Ralah Ricota Cover disse...

Aí, vou ter que ficar na casa de algum de vocês. Além do mais, não conheço porra nenhuma em Brasília. abs

Anônimo disse...

Gravem o DVD na Vila Roriz-DF!

Anônimo disse...

Ficaria matavilhosose fosse em um suntuosos tetro à beira do lago...

Anônimo disse...

Ficaria matavilhosose fosse em um suntuosos tetro à beira do lago...

Anônimo disse...

Quando a plebe rude vai tocar novamente no rj??

por favor ,gostaria de uma responda...nem q seja : "Nunca mais tocaremos no rj"

obrigado!

Anônimo disse...

Quando a Plebe vai tocar em Itaporanga do Norte?

Anônimo disse...

Quando a Plebe vai tocar em Canastrão (MG)

Anônimo disse...

Quando a Plebe vai tocar em Passa e Fica (RN)?

Anônimo disse...

Quando a Plebe vai tocar em Pessoa Anta (CE)?

Anônimo disse...

Grava o DVD em Cabeçeira de Jibóia BA!

Anônimo disse...

Grava o DVD em Jardim de Piranhas - RN!

Anônimo disse...

Grava o DVD em Braço do Trombudo (SC)!

Anônimo disse...

GOSTARIA QUE VOCÊS INCLUISSEM CONSUMO E NUNCA FOMOS TÃO BRASILEIROS E CLARO TODO O CONCRETO NÃO PELO FATOR COMERCIAL E SIM PORQUE AS 7 MÚSICAS SÃO FANTÁSTICAS E CONTINUAM EXTREMAMENTE ATUAIS

dunha disse...

GOSTARIA QUE VOCÊS INCLUISSEM CONSUMO E NUNCA FOMOS TÃO BRASILEIROS E CLARO TODO O CONCRETO NÃO PELO FATOR COMERCIAL E SIM PORQUE AS 6 MÚSICAS SÃO FANTÁSTICAS E CONTINUAM EXTREMAMENTE ATUAIS

2

Anônimo disse...

Dunha,

Fale mais baixo. Não precisa gritar

André X disse...

Explicando novamente: a Plebe toca onde viabilizam o show, onde chamam a gente. Se fosse por nós, tocaríamos de Ponta Grossa a Campo Largo, mas não depende da gente.

Queremos tocar no Rio e em todos essas outras localidades, por mais pequenas que sejam.

Cibernei da Cunha disse...

X,

A pena de morte é discutivel porque isso pratica o mesmo crime que deseja punir. Para punir um assassino, o estado tambem praticaria o assassinato. Sugiro a prisão perpetua em regime fechado.

O problema é que, para crimes menores, a cadeia, do jeito que é, isso não recupera ninguem, muito pelo contrario. O sujeito sai mais bandido do que quando entrou.

Precisamos de uma reforma radical no sistema penal brasileiro. Está claro que a situação é assim porque isso cria uma industria milionaria. Cada preso recebe do estado R$2000, mas não vê nem $500. O resto é desviado. Isso sem falar que os carcereiros, PCC e diretores criam um mercado de facilidades. Dentro da cadeia pode-se se comprar de tudo: drogas, mulheres, celulares, quentinha de camarão, proteção e etc.

Numa boa reforma, seria preciso fazer o seguinte:

- Cadeias diferentes para cada tipo de crime. Não pode misturar ladrão de galinha com assassino hediondo.

- Os presos tem que trabalhar para se sustentar, sustentar os filhos lá fora e ainda fazer um pé de meia. Quando o preso sai, esse não arruma emprego, então precisa de umas economias para abrir um negocio. Caso contrario, terá que voltar a vida do crime.

- Os presos hediondos devem ficar longe das grandes cidades, em ilhas, sem poder receber visitas. Deve inclusive ficar numa solitária escura. Isso é melhor que pena de morte.

- Para os crimes mais brandos, as celas devem ser cubiculos individuais, com direito a comunicação, educação e trabalho dentro do presidio.

- Deve haver sim o direito a comunicação, incluindo internet e telefone/ Porem, essa pratica deve ser restrita, sem privacidade, devidamente grampeada e monitorada.

- Crimes de estelionato, subtração e sonegação, esses devem ser punidos com a mesma moeda: multas, confiscos e sequestros de bens. Não se deve prender ninguem por causa de divida. Isso exclui aqueles que usam o estado para roubar.

- As drogas devem ser descriminalizadas, tendo a sua competencia transferida para o ministério da saude. Isso esvaziaria muito os presidios. Muitos jovens seriam salvos da criminalidade.

cibernei da cunha disse...

Porra, postei no topico errado, desculpe