sexta-feira, junho 06, 2008

Pensamento para o Fim-De.

Hoje foi publicado no Jornal de Brasília texto de meu amigo, Freddy Charlson, que reproduzo abaixo para atiçar o debate da galera. Muito bom mesmo! O cara, além de tenista virtual de primeira, escreve muito bem. Faltam 7 dias para o CB!!!

Mulheres servidas à mesa
Freddy Charlson

Não é de hoje, creiam, que surgiu essa história de fazer a ligação entre mulheres e frutas. Que me perdoem os cristãos mais ortodoxos, mas já nos idos tempos de Eva (a primeira mulher, segundo a Bíblia) a fruta – no caso o fruto proibido, a maçã – já exercia uma forte atração sobre o sexo feminino. A questão é que, pimba!, com o passar dos tempos, essa ligação foi vulgarizada. É uma tal de Mulher Samambaia para cá, Mulher Melancia para lá, Mulher Jaca aqui, Mulher Moranguinho acolá e até de Mulher Filé em todo lugar.

Por "todo lugar" entenda-se televisão, rádio, internet, revistas masculinas, outdoors, festas privé ou apresentações em boates de caráter duvidoso. Ou seja, em qualquer canto que se olhe estará uma moça seminua ou nua (nada contra a nudez, muito pelo contrário) associando sua imagem de fêmea a algum produto hortifrutigranjeiro, ou vegetal, que seja. E colocando-se, enfim, à disposição dos voyeurs

A Mulher Samambaia, condinome de Daniele Souza, por exemplo, já há alguns anos aparece vestida (?!) apenas com um pequeno biquíni no programa Pânico na TV. Sua singela tarefa é rebolar e sorrir para as câmeras. E só. Feito uma samambaia ela só decora o ambiente. O suficiente para despertar a sede das revistas masculinas. Samambaia vem de uma escola antiga, porém menos vulgar, que surgiu com as chacretes, passou pelas paquitas, cruzou o caminho das boletes (assistentes de palco do finado apresentador Bolinha) e chegou ao ápice com titia Gretchen e suas "descendentes", as meninas do É o Tchan!, ao lado das menos famosas Malandrinhas, além de Tiazinha e Feiticeira.

Ou seja, estão ali para atiçar a libido masculina, provocar os adolescentes e fazer dinheiro, ao mesmo tempo em que causam asco nas feministas, sempre tão preocupadas com "o verdadeiro papel da mulher na sociedade". Algo que viria a ser, claro, menos vulgar. Ora, mulher tem mais é que se dar ao respeito!, pensam, quase que em vão.

Parece que tal corrente, a da pureza, não vem fazendo mesmo muito sucesso. Vide o escândalo que a tal Mulher Melancia, ex-dançarina do Créu, batizada como Andressa Soares, 19 aninhos, tem provocado em bancas de revista e vídeos internet afora. Ela, que rebola os quadris numa vertiginosa "velocidade 5", já posou para uma edição especial da Playboy e planeja carreira internacional. É, a moça que tem declarados 121 cm de quadris vai lançar o hit Velocidade 6, na Espanha e Portugal. Sorte (?) dos patrícios. Melancia, digo, Andressa, ainda estampa as manchetes por ter magoado, ao mesmo tempo, o MC Créu – que a lançou, e a acusa de fazer carreira em cima do sucesso dele – e o badalado fotógrafo JR Duran, que a repreendeu pelo fato de ela ter se atrasado no ensaio para a mesma Playboy que chega às bancas no dia 10.

Está pensando que acabou? Necas de pitibiriba. Tem, ainda, a Mulher Moranguinho. Essa é a alcunha de Ellen Cardoso, 27 anos, também dançarina do Créu, substituta da Melancia. Moranguinho vai brilhar numa edição especial da revista Sexy e é capaz de dizer, candidamente, que se identifica com a fruta, oh!, porque é apaixonada, romântica e sedutora. Moranguinhos são apaixonados, românticos e sedutores? Vá saber...

E o que dizer, então, da Mulher Jaca? Trata-se de Daiane Cristina, prima de Andressa Soares e protagonista de uma bizarra árvore genealógica (há parentesco entre jacas e melancias?). Daiane, a quem interessar possa, colocou uma prótese de silicone de 235ml, aproveitou para fazer lipo nas costas e barriga, clareou os cabelos e ostenta 110 cm de quadril, uma fartura.

Um pouco menos farta, aliás, é a tal da Mulher Filé, dançarina do Mister Catra. Yani de Simone tem 19 anos, "apenas" 100 cm de quadril e espírito mais polêmico. Um exemplo? Ela vive a dizer que chega de fruta! "Homem gosta é de comer carne", garante a moça que já faz sucesso com uma certa "Dança do Pisca". Melhor não explicar o que significa, acreditem, leitores. Enfim, pelo jeito, o atual quadro da cultura pop brasileira é um prato cheio, com perdão pelo trocadilho.

27 comentários:

Son Akira e Sasha Spider, plutonianos perdidos, sem planeta, e, agora, editores-chefes da tribuna mais revolucionária da órbita terrestre! disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Son Akira e Sasha Spider, plutonianos perdidos, sem planeta, e, agora, editores-chefes da tribuna mais revolucionária da órbita terrestre! disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Son Akira e Sasha Spider, plutonianos perdidos, sem planeta, e, agora, editores-chefes da tribuna mais revolucionária da órbita terrestre! disse...

É impressionante a eterna "coisificação" da mulher. Estas mulheres fazem jus aos seus codinomes, a jaca, a melancia e a moranguinho são expostas cruamente como se tivessem numa quitanda: são meros produtos de consumo e sem nenhum valor agregado. A Mulher-Filé é o pior contraponto possível a isso, as predileções nutricionais continuam a não incluir nenhuma dose de cultura ou reflexão.
E créu neste país do Sarney e Renan Calheiros, talvez seja isto que merecemos mesmo!
Triste!


Otávio Bessa

Ellen Petersen disse...

A vulgarização da imagem feminina é uma história antiga, mas não era tão escrachada como é agora. Não é papo de moralista, porém a situação perdeu um pouco do controle, ficou exagerado. Com essa facilidade toda de acesso à tudo quanto é tipo de coisa, até as crianças estão sexualizadas cada vez mais cedo. As pré-adolescentes se vestem como adultas e muitas delas engravidam sem nem ao menos conhecer a expressão "Planejamento Familiar" (sem contar o crescimento exponencial das doenças sexualmente transmissíveis).
Não sei se culpo diretamente as mulheres da salada de frutas, pois na verdade elas são acéfalas, criações de empresários que sabem que a vulgaridade é sinônimo de sucesso. Das tetéias até as cachorras, fico na torcida de ainda existirem homens que acreditam em mulheres exorbitantemente atraentes sem precisar usar suas melancias como vitrine.

Marcelo Éboli disse...

X, olha só...cara, eu tava olhando o youtube e tem muito cover de Até quando esperar, podiamos eleger o pior deles....tem muita coisa bizarra..mas o pior deles foi esse que eu vi desse japa.....eu achei que fosse a música da plebe e pra minha surpresa foi algo muito tosco..olha que engraçado:

http://www.youtube.com/watch?v=laaJwS-Y9kU&NR=1

anônimo 2 disse...

No intervalo dos jogos do Boca Juniors, na Bombonera, em Buenos Aires, tem a apresentação de lindas garotas dançarinas. São as "boquetes".

Enfim, sobre o assunto colocado pela Ellen, eu diria que todo esse problema de aquecimento global, consumo excessivo de energia, lixo, falta de escolas, hospitais fodidos, miséria, transito, favelas, desemprego, trafico e crime, tudo isso é causado por algo que todo mundo evita comentar: a superpopulação.

Porém, ainda assim, através desses apelos sexuais na TV, através dessas garotas frutas da putaria, anuncios de cerveja com bunda gostosa e sucessos do axé, incentivam cada vez mais a reprodução irresponsavel do povão. Parece que a TV tambem não conhece a palavra "planejamento familiar".

Os motivos p/ tal campanha da sacanagem é o seguinte:
a) produção de mão de obra barata para os ruralistas escrotos e empresarios pilantras
b) aumento da população consumidora de merdas
c) criação de fieis otários p/ as igrejas idiotas
d) formação de novos eleitores boçais para politicos corruptos

Anônimo disse...

Essas biscates, claramente mostram que fazem o 'programa' por dinheiro.
Pior são as Luanas Piovanni, Adrianas Galisteu e tantas outras... São tiradas a intelectuais, conquistadoras do 'reconhecimento feminino', mas no fundo (do poço) estão totalmente envolvidas ao mundo "PRIVÊ!, considero mais 'putas' que qualquer meretriz.

dunha disse...

eu tambem considero essas vacas mais putas do q qualquer meretriz!

dg disse...

ÔÔ catigoria!!!
quando era adolescente e queria ofender alguém, era só chamar de melancia ou jaca (gorda, espinhenta...), e para as vadias, cachorra, galinha... quanta inocência!! hoje chega ser um lisonjeio...
Bom, mas o pior é o que a maldita mídia faz com o resto das mulheres que não se enquadram na catiguria em questão que, como eu, se encaixam na classe da uva passa!rsrsrsrs...
e ganham crédito pq povoam a imaginação da maioria

dg disse...

ou melhor, no caso, "alimentam" a imaginação geral!

Anônimo disse...

vcs estao todos virando veados, as mulheres tb...

Anônimo disse...

perdao, amigos!
podem apagar o comment acima...

anônimo 2 disse...

DG,

Chamar de cachorra ou galinha, isso é um hábito medieval. Na verdade, as cachorras e galinhas são criaturas boas e inocentes. Não merecem isso. Muito mais facil é confiar na lealdade dos caninos e galináceos.

Tirando certas excessões, o bicho mais escroto do mundo é o ser humano mesmo. Até mesmo os insetos são melhores. Nunca vi nenhum inseto pilantra ou mau carater.

dg disse...

É, pensando bem, acho já foi pior, teve até aquele(a) ??? LACRAIA com a EGUINHA POCOTÓ fazendo a cabeça dessa galera!!!

anônimo 2 disse...

Até que acho saboroso, mulher é bicho bom, mas isso é uma calunia contra as lacraias e eguinhas pocotós. Coitados dos animais, eles não merecem isso.

dg disse...

Oi Anônimo 2,
Eu não disse nada, só confirmo o que já foi dito e não acho nada dessas bem dotadas e cheias de virtudes aí, que não tenho a mínima idéia de quem são.
só acho ruim o que a mídia faz com as mulheres no geral, com padrões de beleza e referênciais que não correspondem com a realidade da maioria, e que nem é o caso, porque o post trata da imagem ou vulgarização a que se submetem, sei lá...

dg disse...

... viagem:
ainda pensando sobre o post, percebo que cada um ganha a vida oferencendo o seu melhor e até se fatiam em filés, picanhas, lombos, coxão duro ou mole, maminhas, chuletas, músculos, rabos, linguiças e outros em quitandas ou frutarias que servem alimentos aos famintos;
é o mercado da vida cheio de sabores e ofertas

dg disse...

ah!
esqueci do mais legal, o cérebro, que é o mais caro!

anonimo 2 disse...

A idéia é consumir o produto descartável, p/ depois jogar o bagaço fora. É disso que o povo gosta!

Deste modo, o sexo se tornou um item de consumo tambem , por isso é confundido com comestiveis.

Anônimo disse...

essa assepsia é uma tremenda veadagem. nada contra, mas aí, levantar bandeira da moralidade é coisa pra liga das senhoras católicas...

Ellen Petersen disse...

Anônimo,
concordo que cada um tem o direito de mostrar o que bem entender, mas à partir do momento que isso começa a influir negativamente sobre as pessoas, aí já é um caso a se pensar. Não considero isso uma mentalidade da liga das senhoras católicas ou uma questão de bichice, mas simplesmente bom senso. O que é importante ficar claro, é que cada um enxerga os assuntos postados sob prismas diferentes, e isso que é legal. Se você acha que uma mulher que "pensa com a bunda" é uma referência, seja feliz na sua opinião.

dg disse...

Anônimo 2,
reli o seu comentário sobre insetos e vou te apresentar uma dupla de pilantras e com caráter duvidoso = mosquito da dengue e o da febre amarela; acredita que rebolam??rsrsrs

AAtchim, ops, AAAAmém!!

dg disse...

Desculpa, sou chatíssima!!
me lembrei do peru do post de natal do amigo André, alguém se lembra??
hihihihi....

anonimo 2 disse...

DG

Os mosquitos da dengue e malaria não tem consciencia sobre o bem e o mal. Não fazem isso por maldade. Aliás, o bem e o mal são relativos. O que é ruim para vc é bom para o mosquito, e vice versa.

Ou seja, o mosquito tambem quer consumir, tambem quer introduzir a picadura e sugar um sangue de picanha. Se o humano pode, o mosquito tambem pode.

O problema é que o mosquito acaba pegando um virus humano e passa a transmitir isso.

De qualquer modo, mesmo que o mosquito tivesse consciencia, mesmo que a dengue fosse culpa dele, tambem teria o direito de vingar os pesticidas. Ninguem tem pena de matar mosquito. Por que o mosquito teria pena de nos matar?

Enfim, o mosquito tem um design muito avançado. Além de poder avoar, a picadura do mosquito é terrivel.

Anônimo disse...

Muito bem Ellen. É assim que se fala. Se o meliante não tem o que falar, então não deveria cagar em cima do que os outros falam.

Para o "muleke piranha", o correto é praticar a putaria no show de axé ou baile funk, para então embuchar outra parideira e largar mais uma criança na rua.

É por isso que o Brasil está cercado de miséria e crime.

Portanto, tal comportamento agressivo e ignorante, apresentado pelo meliente aqui, isso é resultado dessa mesma cultura decadente e favelizada.

Aquilo que não for putaria e sacanagem, para ele é parada asceptica da caretice cristã.

dg disse...

Oi Anônimo 2,
Depois dessa, vou até pedir desculpas. Obrigada pelo esclarecimento;
e dessa 'picadura' aí, corro quilômetros!!

dg disse...

Ah! sobre o consumo de "descartáveis", veja como polui!!!