sábado, junho 21, 2008

Japão é tudo de bom!

11 comentários:

anonimo 2 disse...

Pois é, tirando aquele negocio de caçar baleia, o Japão é tudo de bom.

Gosto muito do Japones na agricultura. Enquanto como fazem os ruralistas asquerosos fazem latifundio de monocultura devastadora fodida, com mão de obra semi escrava e cheia de pesticida, o japones há 100 anos pratica a multicultura organica da melhor qualidade. Aproveitam cada pedacinho de terra em altissima produtividade.

Esses fazendeiros goianos pilantras de merda, que escutam musica sertaneja de corno, que destruiram o cerrado todo, que agora estão querendo destruir a Amazonia tambem, esses deveriam ser presos e substituidos pelos japoneses. Aí sim o Brasil se tornaria uma grande potencia agricolas

anonimo 2 disse...

Porra, era cedo, estava meio sonolento e num copy e paste acabei escrendo tudo errado. Por favor, deixe corrigir:

" Enquanto os ruralistas asquerosos fazem latifundio de monocultura devastadora fodida, com mão de obra semi escrava e cheia de pesticida, o japones há 100 anos pratica a multicultura organica da melhor qualidade. "

Kalyus - RJ disse...

Então o Peter Parker conhece o Jaspion, os dois se apaixonam e pouco tempo depois nasce o fruto deste amor ....
Que coisa bizarra !!!!

Anônimo disse...

uma coisa boa que os japoneses fizeram foram determinadas safras dos pedais boss nos anos 80. esse lance do homem aranha é sacanage...

Renata disse...

Eu gostei da participação do robô do Jaspion. Mas o que me intriga é: como é que vc encontra isso, X? rs
Baci

André X disse...

Eu não encontro, isso vem a mim..... ha ha ha ha ha.

Anônimo disse...

x, o q vc achou do dedeh santanna voltar a trabalhar com renato aragao? é mais ou menos como a volta dos sex pistols com glen mattlock? abs

André X disse...

Justiça seja feita, o Dedé merece muito mais crédito do que tem recebido pelo sucesso dos Trapalhões e do Renato Aragão até. O problema, na minha opinião, é que quando virou evangélico, perdeu a graça. Sua presença no programa do Didi só vai torná-lo melhor.

Agora, quem conhece mesmo os Trapalhões é o Philippe, pergunte a ele!

Anônimo disse...

é verdade, a plebe rude no palco tem uma coisa misto de homem e bicho que é bem animalesca, punk paca! isso foi um fator diferencial da banda dentre outros expoentes de sua geração, em termos de performance.abs

Akemi disse...

André,
Falando em Japão tem dois blogs com posts muito interessante sobre o Japão vale conferir: muitojapão.blogspot.com e mundogeek.jp

Abs!!

dg disse...

pôxa, que coisa!!
esse negócio de 100 anos de imigração japonesa, mexeu mesmo com a cabeça do povo aí, hein???
o speed racer é japonês? adoro ele, o corredor X, o irmãozinho gorducho e o macaco...