quarta-feira, fevereiro 06, 2008

Carnaval 2008: PMs Afogam o Galinho

Uns afogam o ganso no carnaval, a PM de Brasília não. Preferem acabar com o Galinho de Brasília, bloco tradicional desta capital. Porrada nos foliões, hipy-hippy surra! Lamentável.

35 comentários:

Anônimo disse...

X, logo quando vi a cena, imaginei vc correndo dos PM's... um bananão a deriva.

RORIZ disse...

A ADMINISTRAÇÃO DE BRASÍLIA VAI MUDAR O CARNAVAL PARA UMA QUADRA PROXIMA, DIZEM QUE VAI SER NA QUADRA DO ANDRÉ X! SE FOR, SE FUDEU OTÁRIO!!!

Anônimo disse...

BANANÃO.. KKKKKKKKKKKKKK

Anônimo disse...

Raça do C......!!!

Anônimo disse...

INTOLERÂNCIA POLICIAL CONTRA O CARNAVAL: O IRAQUE É AQUI EM BRASÍLIA!

Por Agência de Informação os Sem-Mídia

O bloco carnavalesco mais famoso de Brasília, o chamado “PACOTÃO”, foi intoleravelmente reprimido pela Polícia Militar na noite de domingo (6/02/2005) pela força da ordem intolerante a ROTAM. Não bastasse o fato de a cidade se encontrar num clima de terror policial implantados pelo governo RORIZ em conjunto com presidente LULA – governo de Plantão no Palácio do Planalto – que pode ser visto em todos os lugares da Ilha Plano Piloto: vídeo-câmeras de última geração para arrecadar dinheiro para as empresas de segurança, blitz permanentes para proibir a movimentação de carros “ilegais” e dos pobres também, revistamentos armados onde a pessoa é alvo literalmente das pistolas da polícia (o famigerado “bacolejo”), espancamentos e assassinatos arbitrários de jovens simplesmente por estar aí gratuitamente vivendo suas vidas... Não! Isso não é mais uma cena de violência da ocupação militar norte-americana no Iraque contra civis iraquianos! Não! Isso é na cidade de Brasília: capital da intolerância!!”
Ou seja, POLÍCIA por toda parte e JUSTIÇA em nenhum lugar! Embora chamam de “estado democrático” essa injustiça constituída em lei.


“POLÍCIA PARA QUEM PRECISA?!”

Os populares bem que “tentaram” resistir contra a POLÍCIA que veio acabar com o gozo e o prazer da festa popular carnavalesca, gritando “Polícia para quem precisa?! Quem precisa de polícia?!” ou ainda “Viva o carnaval! É a festa do povo! Abaixo a repressão!”. Assim como faziam a polícia dos senhores de escravos no Brasil colonial – o tal “capitão do mato” ou ‘feitor” dos fazendeiros – com os escravos que sambavam na senzala e que por isso tanto irritavam as elites da casa grande. Aliás, a origem genética da polícia militar brasileira e seus batalhões de operações de intolerância contra a vida, criados pela ditadura militar-civil com o AI-5 ainda vigente, está nessa figura do funcionário anti-vida: ontem os guardas dos senhores de escravos (os capitães do mato, os feitores) e, hoje, toda essa aparato da morte e da intolerância (PM’s, PF’s, policias civis, capangas profissionais,etc.), porém todos eles se justificam que estão “trabalhando”, mas para garantir esse estado e clima de intolerância, repressão, mortes, corrupção política, e extorção violenta de impostos do povo, etc.


Mas Por que? Em nome do que? Em nome de Quem?

A operação que contou com cinco viaturas da ROTAM da polícia militar e batalhões de aproximadamente 40 homens tomou a rua da 204 Sul invadindo e expulsando as pessoas como se fossem lixo atrapalhando o trânsito da rua. Mesmo sob vaias e protestos dos populares a operação de intolerância com a festa carnavalesca continuou com sopapos, empurrões, cassetadas e recolhimentos de foliões rebeldes e alegres que não aceitavam o “toque de recolhe” que se iniciou por volta das 22:30h do domingo. Enquanto, o carnaval na Bahia, no Rio, São Paulo e por todo o território tropical começava sua entrada pela madrugada a fora, em Brasília, os “papais policiais”, amparados pelo seus “papais-chefes” (o governador RORIZ, o secretário de segurança pública, o presidente da República LULA) , diziam para as “crianças” que já era hora de dormir e que o PACOTÃO tinha que terminar!! O ABSURDO: tudo isso, toda essa intolerância é paga, sustentada pelos próprios foliões que impotentes nada puderam fazer.

“Puxa vida! Mas eles estão armados e nós não! Isso é uma injustiça! A festa é do povo! Eles não têm o direito de fazer isso com a gente.”
(Anônimo do povo que não quis se identificar)

Talvez Agora fique claro a “lei do desarmamento”: o povo fica a mercê e totalmente desamparado entregues as milícias dos governos de plantão para serem abatidos como mansas e pacatas ovelhinhas. Essa intolerância policial só interessa a uma parte da sociedade que não está disposta a aceitar a manifestação autêntica de outras forças, outras vidas, outras culturas e expressões. O medo e a intolerância de uma parte da sociedade brasileira é mais perigoso e ditatorial do que a suposta luta contra o “crime”. Esse segmento da sociedade brasileira vive numa terrível paranóia atrás de seus muros, suas grades eletrificadas, seu consumo doentio e seu tédio cotidiano, pagando e sustentando a indústria da violência policial dos governos de plantão que garante suas vidas estreitas e sem sentido.
Mas essa intolerância exercida cotidianamente contra as pessoas é sofisticadamente recheada com nomes jurídicos: “reintegração de posse”, “cumprimento judicial”, “execução de ordem de autoridade competente”, “manutenção da ordem intolerante constituída”, e blá, blá, blá , quer dizer, a paranóia da intolerância constituída por esses senhores e senhoras da sociedade brasileira é codificada em leis que buscam conservar e manter pelo o exercício arbitrário da violência policial-governamental e jurídica essa mesma sociedade injusta.



MURO DA VERGONHA: O MEDO DO CERCO DO PLANO PILOTO PELAS CIDADES-SATÉLITES

Não bastasse toda essa burocratização e policiamento da vida social na cidade de Brasília, as autoridades competentes em promover a intolerância isolaram o carnaval da Ilha Plano Piloto, transferindo a “Passarela do Samba” ou o antigo “Caldeirão da Folia” que se localizava no centro do Plano Piloto e aonde acontecia o tradicional desfile das escolas de samba de Brasília para a cidade satélite de Ceilândia, área periférica da Ilha Plano Piloto. Com o objetivo explicito de facilitar o “trabalho” da Polícia no monitoramento e controle das ruas, isolando as classes perigosas da periferia brasiliense da parte “saudável” da sociedade que se localiza no Plano Piloto. Ademais, apenas para lembrar, parte dos corpos de polícia também é habitante da periferia, porém “trabalham” na manutenção do muro social ou da fronteira que separam “classes perigosas e cancerígenas” da parte “saudável” e “boa” da sociedade brasiliense que mora no “avião”. Soma-se também o fato de que a Ilha dependa visceralmente dos habitantes do outro lado do muro que diariamente viajam para o outro lado para trabalharem no comércio, nas casas, na limpeza, no cuido das crianças dos habitantes do lado de lá: são as faxineiras, os zeladores, os mecânicos, os frentistas, os garçons, os motoristas, as babás, as cozinheiras, atendentes, etc.


agencia_sem_midia@hotmail.com


Email:: agencia_sem_midia@hotmail.com

PM disse...

TÁ COM PENA DOS FOLIÕES-VAGABUNDOS? PODERIAM TER METIDO BALA DE CHUMBO EM TODOS QUE ESTAVAM LÁ, ATÉ NA IMPRENSA QUE SACANEIA A CORPORAÇÃO DE FORMA LEVIANA! CARNAVAL É SINONIMO DE PANCADARIA!

PM disse...

CARNAVAL É SINONIMO DE PUTARIA, SE ESSES VAGABUNDOS LEVAM CRIANÇAS NO CARNAVAL, DEVERIAM SER TODOS PRESOS, POIS TODOS SABEM O QUE ROLA NESSA PORRA DE CARNAVAL. DEPOIS POSTO LINKS COM FOTOS DESSES FDP DE FOLIÕES!

Anônimo disse...

Na minha infancia não rolava putaria no carnaval. As coisas eram mais organizadas. As crianças pulavam nos bailes de matines dos clubes. Era divertido a bricadeira. Um jogava jato dagua na cara do outro. Riamos muito das fantasia ridiculas.

Na rua passavam os blocos, todos bem comportados, porem bem animados. As familias iam assistir. Ver a banda de ipanema passar, depois da praia, isso era muito divertido.

Porém, hoje em dia vemos na rua uma porrada de camelo vendendo cerveja em caixas de isopor encardidas. Baixa um povo escroto e embriagado, sempre atrás de briga e putaria.

Realmente, o Brasil piorou muito. Hoje vivemos num pais decadente, fodido e africanizado. O povo nunca foi tão pilantra e ignorante. Os conceitos de civismo, honestidade, etica, moral e carater, tudo virou babaquice para velho otário.

Anônimo disse...

Continuando, hoje não rola mais respeito, consideração e educação entre as pessoas. Até a policia é composta por gente ignorante da pior especie.

Não é racismo não, muito negro concorda comigo: o povão brasileiro de hoje é uma peãozada escrota, violenta, mau educada, pilantra e ignorante. É por isso que as cadeias estão todas lotadas.

A curtição dessa gente é briga e putaria. Tudo ao som de "musica conhecida" (Ivete Sangalo). Enchem a caveira de alcool e saem pela rua se esfregando, fazendo merda, molestando os outros (até aperecer alguem pior p/ passar fogo no babaca).

A verdade é essa: o povo brasileiro é filho de puta. Sim, boa parte é filho de maria parideira. São crianças jogadas na rua, que crescem roubando e pedindo esmola. É por isso que está tudo cercado de favelas. E isso não para de cerscer.

As cidades estão todas pichadas e fodidas, cheias de mendigos e camelos. Os socialistas culpam a sociedade, as elites, mas a culpa é deles mesmo. Essa gente analfabeta gosta de putaria, fazem filho para jogar na rua. São como animais, que nem rato. fazem filho mesmo sabendo que vai passar fome, sofrer horroes e virar bandido.

E a policia tambem é feita de gente assim. Tambem os politicos. É claro: povo pilantra e escroto vota em politico pilantra e escroto. Assim é o populismo que regulariza o irregular.

Portanto, hoje o carnaval virou um circo de horrores, um reflexo do contexto e do proprio povo que temos. As escolas de samba são todas bancadas pelo crime organizado (trafico e bicho). A comercialização repetitiva, o bundalelê, as arquibancadas que desabam, o trio eletrico que atropela e mata, tudo isso é o retrato de um povo fuinha irresponsavel de merda, filhos de maria mais eu, num pais já todo fodido e sucateado.

Anônimo disse...

Só para terminar:

Não me venham dizer que o povo é assim porque não teve acesso e oportunidade de educação.

Ora, em primeiro lugar, educação, para aqueles que fazem merda, seja policia ou folião, tambem pode ser cadeia e porrada. Cadeira eletrica tambem pode ser algo super educativo.

Segundo, se essa gente quisesse mesmo ir para escola e estudar, teriam votado no Cristovam Buarque. Porém, preferiram votar na mamata da bolsa familia. Na bolsa familia, quanto mais filhos parir, melhor.

Isso sem falar que o governo federal, esse ano, com a grana do imposto dos otários, distribuiu milhões para as escolas de samba.

Porra, com a grana que esses caras já disperdiçaram na Sapucaí, isso dava para cobrir as favelas com paetês e lantejoulas. Ou seja, o carnaval é um mega luxo apoteótico, enquanto os barracos das favelas nunca viram uma tinta na vida.

Portanto, no lugar de escola de samba campeã, quero esse povo bundão fazer escola de medicina, engenharia, arquitetura, matematica,... Isso sim seria motivo de orgulho. Ficar rebolando e mostrando a bunda, isso é muito facil.

Anônimo disse...

PQP - tudo nesse blog é motivo de discurções bizarra. Que saco!

PM disse...

ANONIMO, ASSINA EM BAIXO! BRASIL DE MERDA É AQUI, PAGODEIRO, CHICLETEIRO TEM Q TUDO LEVAR BALA NA CARA!

retoricainsana disse...

(...) É para sua "PROTEÇÃO"
É para sua "PROTEÇÃO" (...)

Este tipo de intolerância não cabe em uma "democrácia", isso aqui não é Cuba ou qualquer outro país onde quem governa são ditadores insanos com seus égos inflamados.
Por pior que o Brasil possa estar ainda tem de existir o espaço para as opniões de todos e não para o "fascismo" de alguns que teimam em transformar em heróis assassinos e afins, teimam em bater palmas para Cap. Nascimento.

PM disse...

O BRASIL PRECISA DE UM DITADOR, SÓ ASSIM PARA POR ORDEM NESSA PORRA! DE PREFERENCIA UM DITADOR POPULISTA,ASSIM TEREMOS UM BRASIL MELHOR E MAIS JUSTO!

Anônimo disse...

PM,

Não foi bem isso que eu quis dizer. Acredito que boa parte dos brasileiros não presta. Boa parte da pobreza é causada por vagabundagem e irresponsabilidade.

Mas existe uma grande parcela de gente boa que não merece nada disso. Isso inclui aqueles que pagam impostos e acabam pagando o pato tambem.

É assim em todos os lugares, inclusive na PM. Seja no galinho ou na corporação, sempre tem gente boçal ignorante afim de fazer merda. Da mesma maneira, seja no galinho ou na PM, tambem tem gente boa que acaba sendo vitima dos babacas.

PM disse...

Gente boa existe com certeza! Mas o que não pode acontecer é esses gentes boas ficar sustendando os vagabundos igual vc fala.
Eu pago imposto demais, e não tenho nada em troca, ando em pistas esburacadas, sem segurança e muita coisa mais... E outra, o Brasil prefere prender um Abadia mas não prende um Roriz. Pois pelo menos o Abadia não roubou nenhum dinheiro público, mas o RORIZ SIM! VERGONHA POLICIA FEDERAL DE MERDA!

Anônimo disse...

PM, raça do c#$%@%*!!!

Arthur disse...

Caralho, quanta tosquice nesses comentários.

dg disse...

ÊÊPA!!! que carnaval é esse, povão? o pau já comeu...

Que papo brabo é esse de "AFRICANIZADO", "BRASILEIRO É FILHO DE PUTA"???
de onde saiu esse BONDE NEONAZIFASCISTA ???

A parada é a seguinte:
"APELOU PERDEU"
- se enfiar a mãe no meio, enfio no meio da MÃE !!!!!
SACÔÔÔ?? mané...

dunha disse...

anonimo reacionario, carnaval é pra quem tem amigos e sai em turma pra se divertir e nao pra anonimo pau no cu q fica em casa querendo q exista um hitler pra comer tua bunda, seu viado filha da puta!

Anônimo disse...

Quer dizer então que dunha se sentiu ofendido? Bem, assim mostrou que a carapuça serviu nele muito bem. Hahaha.

Nesse chilique laméntavel, dunha confessou que daquele tipo de folião escroto que descrevi: moleque pilantra, favelado e vagabundo, filho de maria parideira.

Através dessa agressividade injuriada, dunha diz indiretamente que é mesmo pagodeiro/chicleteiro safado que sai no carnaval, c/ a sua turma de maloqueiros, para aprontar merda. Se não fosse assim, porque iria reclamar? Nunca critiquei as pessoas boas que querem se divertir.

Deste modo, confessou tambem que é daqueles que toma todas, que sai na porrada, se atraca com macho e depois acorda, as 3 da tarde, com uma misteriosa ardencia no regaço. É que, lá no Maranhão, no carnaval tem aquele negócio de dançar o "bunda meu boy".

Por isso fica aí de ressaca ardida, todo irritadinho, cuspindo marimbondos de fogo. Por isso ele chega aqui chamando de fascista aqueles que põe o dedo na ferida dele (fissura anal?). Se fosse folião do bem, ou se soubesse ler direito, não teria do que reclamar.

dunha disse...

eu não bebo, não me atraco com macho, mas sou mestre nin-jitsu em me atracar com mulher(pergunta pra vaca da sua mãe ou a puta da sua irmã), bumba meu-boi é coisa pra homem, nao pra playboy viadinho criado em apartamento soltando pipa no ventilador ou filhinho da mamae q nunca chutou uma bola na vida!

outra: eu te peço desculpas porque o q escrevi não era direcionado a vossa insignificancia e sim a um outro filha da puta q assinou PM, então foda-se e vai enfiar o dedo no rabo, q tu deve ter essa parada de fissura anal, pau no cu!

dunha disse...

andre x, se esse video fosse de um bando de otarios fumando maconha ou enchendo o cu de cocaina em um show de rock, vc condenaria a atitude da policia mas como é carnaval... mas o ironico nisso tudo é q vc faz parte de uma banda q tem musicas q criticam esse tipo de atitude policial mas como é carnaval...

Anônimo disse...

Dunha,

Só p/ te informar melhor, o que aconteceu em Brasilia foi o seguinte: algum babaca jogou um copo de cerveja na cara de um PM que passava na viatura. O PM, por sua vez, tambem partiu p/ a ignorancia e chamou o BOPE. O BOPE então sentou a porrada no povo todo. Foi um carnaval de boçalidade. Até criança levou tiro de borracha.

Então chegou vc com idéias preconcebidas, xingando neguinho, como se fosse o dono da verdade. Ora, se o PM ou o anonimo falaram merda, explique isso direito. Seja mais educado. Quem fala o que quer escuta o que não quer.

Finalmente, o X não escreveu nada contra o carnaval. Ele apenas mostrou o que aconteceu. As conclusões que vc colocou são suas.

PM disse...

DUNHA É UM MARGINALIZADO! QUE É INUTIL A UMA SOCIEDADE, CARAS ASSIM TEM QUE SER FUZILADO! A IRMA DO DUNHA FAZ PROGRAMA NOS CARNAVAIS POR 0,01 CENTAVO, QUEM QUISER É SÓ FALAR COM ELE!

dunha disse...

batam palmas pro PM, mais um filha da puta no universo,hahahahahaha!

Anônimo disse...

playboy viadinho criado em apartamento soltando pipa no ventilador ou filhinho da mamae q nunca chutou uma bola na vida!

Dunha,

Essas fantasias são criações da sua cabeça. Isso reflete o seu universo, não o meu.

Anônimo disse...

Realmente, tem algo de muito errado nesse país. As coisas estão invertidas. Por exemplo, Dunha chama o outro de "filhinho da mamãe", como se isso fosse um crime.

Bem, o povo acredita que é preciso "conquistar" as coisas. Então, isso justifica a ação de gente pobre e ignorante que faz 10 filho para trabalhar, para pedir esmola e "conquistar" as coisas. Errado é a mãe ter dinheiro para dar uma vida boa para o filho.

Anônimo disse...

E verdade. Chamar de "filhinho da mamãe", isso é pura inveja de gente pobre cheia de filhos, cuja pai e mãe não dão porra nenhuma, inclusive jogam na rua para "ajudar". Então o moleque tem que trabalhar de escravo, fica revoltado, sente odio dos outros e ainda acha que isso é uma virtude.

Anônimo disse...

DG deve ser filho de maria parideira, criado na rua, fazendo merda no carnaval. Senão é PM boçal, tambem filho de maria parideira, que quer compensar o recalque através da sua "otoridade".

Rick disse...

Pra começar, nessa hora que a polícia sentou bala nos foliões o Bloco já tinha saído á algum tempo.
Então quem ficou foram pessoas e não o bloco, o acordo era que até tal hora o bloco saiu, e ele saiu, quem ficou foram os bagunceiros.

dg disse...

Prezado Anônimo
Destaque do bonde do Terror

Venho, mui respeitosamente, comunicá-lo, caso ainda não saiba, que maria parideira é a vaca da sua avó,
que pariu a mula da sua mãe que,
coitada, pariu esse 'ornitorrinco peba e manco' de merda que é você!
um mal educado que escreve porcaria em blog alheio, espanta a "freguesia" e ainda, se diz INTELECTUAL!
Queria que, se vc estivesse no meio do bafafá em BSB, lhe acertassem uma bomba daquelas no seu rabo!

e tem mais, vai se ferrar, falou?

ass. eu

Anônimo disse...

DG,

Não sou intelectual porra nenhuma. E se eu fosse filho de maria parideira mesmo, estaria reclamando junto com vc. Estariamos os dois chamando de fascista aqueles que criticam os filhos de puta que aprontaram essa merda no carnaval.

Mas como é vc que que ficou indignado com isso, isso é sinal que vc é filho de maria parideira. Caso contrario, não ficaria assim todo afetado, não teria do que reclamar.

Portanto, pega esse seu bonde do terror e enfie no rabo, faça isso lá na favela de onde vc veio.

Anônimo disse...

A parada é a seguinte:
"APELOU PERDEU"
- se enfiar a mãe no meio, enfio no meio da MÃE !!!!!
SACÔÔÔ?? mané...


Não falei nada da sua mãe. Não enfiei a sua mãe de ninguem no meio de nada. Inclusive disse que existem pessoas boas, mas não foi com isso que vc se identificou.

Portanto, foi vc mesmo, através dessa declaração infeliz, que veio aqui dizer que a sua mãe é maria parideira. Quem foi que disse que a maria parideira era a sua mãe? Porra, foi vc mesmo. Caso contrario, não teria do que reclamar.

dg disse...

Ciao, Anônimo Tonelada!

Considerando que as mulheres, naturalmente, são parideiras por uma condição imposta pela natureza, você está coberto de razão!!!! A minha mãe É uma Maria Parideira; ela também é: lavadeira, cozinheira, companheira e me ensinou que não se deve ofender a mãe dos outros , se a sua não te disse, problema!
Bom , se escreve e não lê, penso que o pau sempre come para o seu lado...lembrando que a expressão “A verdade é essa: o povo brasileiro é filho de puta.”, foi escrita por você e esse papo mole de que “até existem ou tem alguns ou boa parte...”, só um porco chauvinista tem! De que forma contribui para mudar esse quadro descrito? Da mesma forma que se expressa em seus comentários tonelada?
Bem, o carnaval já passou, o coro já comeu e tenho idéias melhores para trocar por aí.
Tchuss!!
...............
dg disse novamente:

Ah! Se atrever escrever mais alguma coisa, vai confirmar a teoria de que você AMA DANÇAR o CRÉÉÉUUU, Tcham, Boquinha da garrafa e Eguinha Pocotó...

Cordiales Saludos!!

P.S.: continuo querendo que se dane!