quarta-feira, outubro 17, 2007

Pilantra é Pilantra

7 comentários:

Black disse...

André, posso dedicar uma música a nossa Pilantra mais gostosa da ocasião?


Prostituta
Nega Gizza
Composição: Nega Gizza

Ontem vi um anuncio no jornal,
Vi na tv, no outdoor em digital,
Pediam mulheres com o corpo escultural,
Pra dar prazer a homens, mulheres e até casal.

Mas na real o que eu quero é ser artista,
Dar autógrafo, entrevista,
Ser capa de revista, quero se vista.
Bem bonita na televisão, role de carro e não mais de camburão, não

Tô deprimida ambiente de desgraça, traficantes, parasitas, viciados, psicopatas,
Um baseado pra afastar essa fadiga dessa noite sedentária de orgia e mal dormida.
Não choro mais, sei que me perdi tô consciente o meu destino eu escolhi.

Das pragas sociais sou a pior, cocorococo eu sou efeito domino.
O lenocidio ofusca e nos coage e atrai o marinheiro aventureiro, sorrateiro desembarca e trai,
Sou de quem me ver primeiro sou a ausência do amor com a presença do dinheiro.

{sou puta sim vou vivendo do meu jeito, prostituta atacante vou driblando o preconceito} 4x.

Os crentes dizem que eu vendo a alma pro capeta,
Sei muito bem que não sou mais mulher direita,
Não sei se é certo mais faço parte do bordel,
Um "redevoir" que mais parece a torre de babel.

Sinto sintomas da fadiga no meu corpo,
Mas sedativos aliviam as conseqüências desse aborto,
A perversão deixa profundas cicatrizes,
Em desespero já tentei vários suicídios.

Quem me vê aqui sorrir assim tão inocente,
Não percebe a malícia da serpente,
Dou mais um dois e alivio essa tensão ou não,
Na madrugada toda puta é imagem do cão ou não.

Sem carteira vou guiando sentido contra mão,
Artigo 59 lei da contravenção,
Vou despertando a libido de um velho ou de um menino,
Considerada aqui na zona a rainha do erotismo.

Santo Agostinho e o meu santo protetor,
Contradição e minha marca na reza e na dor,
Sou retrato 3x4 desse povo brasileiro,
sou a ausência do amor com a presença do dinheiro.

{sou puta sim vou vivendo do meu jeito, prostituta atacante vou driblando o preconceito.} 4x.

Sou meretriz triste e feliz
Codinome vagabunda entre o mau e o bem,
Vou deixar de ser inunda,
Você acha que é falta de moral promiscuidade excessiva,
Seja puta 2 minutos e sobreviva.

Tenho um sonho amor e vaidade,
Um teco, ajuda a suportar a enfermidade,
As famílias me odeiam por causa da luxuria,
Mas só vendo minha carne e meu carinho a que me procura.

entre logo e feche a porta meu cliente,
Tire a roupa lave o sexo,
Tome a pasta escove o dente

Não pense no pecado tenha decisão
Sou seu vídeo game ligue aqui nesse botão,
Goze logo o tempo é curto o preço é justo
Outros homens me esperam vá sem susto.

A policia é apenas nosso risco,
A justiça é apenas nosso cisco,
A necessidade me leva a sobrevivência,
A miséria me leva a indecência

As duas a loucura intenso devaneio,
Sou a ausência do amor com a presença do dinheiro.

{sou puta sim vou vivendo do meu jeito, prostituta atacante vou driblando o preconceito} 4x.

Sou prostituta na boca do povo conhecida como puta,
Obrigada a conhecer as posições do kamasutra.
Se meu filho chora sou eu a mãe que escuta
Seu deus desculpa não tive culpa só fui a luta

Não sei se tenho o valor que mereço
Mas pra deita comigo tem um preço,
Pela minha mãe pelo meu filho tenho muito apreço,
Fui no prostíbulo que achei meu endereço,

Não me orgulho mas me assumo menos mau,
Quem não roda bolsa ou faz programa pra mim é tudo igual.
Das cinzas as cinzas, do pó ao pó, sem pó,
Os meganha chega e o tempo fica bem pior,

Vem de menor, vem comigo pra o xilindró
Estar em casa com meu filho agora seria bem melhor,
Não estou só tenho deus comigo,
Mas corro o risco de deitar com o inimigo.

Bate o sino meu filho deve tá dormindo,
enquanto eu inicio a vida sexual de um menino.
Aos 16 só curtição, pensava em nada.
Hoje aos 23 neurose a mil só transa angustiada.

Aos 33 quem sabe velha arrependida.
Aos 43 só no esqueleto recordo a vida.
Minha puta vida reflete o desespero,
Sou a ausência do amor com a presença do dinheiro.
{sou puta sim vou vivendo do meu jeito, prostituta atacante vou driblando o preconceito}
4x.

Pedro k. disse...

boa noite.

estou aqui muito longe.

a ver se percebi:

"voce está batendo muito pesado"
é mau.

e batendo leve é bom?

:)

abraço,

Pedro K.
Lisboa, Portugal.
rock-n-brasil.com

André X disse...

Desculpem a baixaria, mas o que o Brasil tá fazendo hoje não é batendo pesado ou leve, mas sim punheta! ha ha ha.....

Pedro k. disse...

:)

pedro k.
Lisboa, Portugal
rock-n-brasil.com

Pedro k. disse...

Caro André,

"pere lá".

essa coisa de Punheta (será que é a mesma coisa que aqui?) é coisa reflexiva, né?

no caso em questão, não é coisa de um ao outro e de outro ao um?

abraço,

pedro k.
lisboa, portugal
rock-n-brasil.com

André X disse...

Na verdade, é o cinco-contra-um, prática creditada ao Onan na bíblia.

Ellen Petersen disse...

Engraçado é: pra posar nua ela não tem vergonha, mas pra falar da origem do dinheiro por ela recebido, ela fica desorientada. Segundo o Antônio Tabet (vulgo Kibeloco), “Ficar pelada é uma coisa, agora sentir-se nua é outra completamente diferente...”