sexta-feira, julho 27, 2007

Saiu no blog N.R.D.R.!

Republico, na íntegra, os comentários do Cristiano Castor Troy no blog Na Rota do Rock sobre a festa de despidida de solteiro do Philippe no O'Rilleys. Como é legal ouvir a voz de alguém que estava lá no público. Realmente foi uma grande festa.





Adaptação em tempo: Luzes que piscam, gritam e avisam, que no O’Rilley foi um “puta” show, diversão de “prima” que chegou ao fim, ao encerramento sobrou orgulho e calor!


Dia 20/07/07, show da Plebe? Show? Acho que festa é a palavra apropriada, afinal, show é um evento com pretensão, geralmente ultra organizado, e festa, apesar da organização cabe muita improvisação, quem foi ao O’Rilley Pub (409 Sul) viu os plebeus muito à vontade no pequeno palco do aconchegante Pub, o clima de celebração e diversão estava estampado na face do público, seja pelas canções clássicas da banda, seja pela Jam bacana com músicos da cidade, seu companheiro no projeto Daybreak Gentlemen (“caralhóvskis”, esqueci o nome do cara, desculpem) e Bruno Gouveia do Biquini Cavadão, tocando clássicos do The Clash (Should I Stay Should I Go), Gang of Four (Damage Goods), Stiff Little Fingers (Alternative Ulster), The Jam (Heat Wave), Led Zeppelin (Starway to Heaven), The Cure (Killing An Arab) e The Stooges (I Wanna Be Your Dog), só para citar algumas das pavimentadas músicas que passaram pelos acordes da banda que foi se revezando entre os convidados.


Em relação a Jam é legal citar Pânico SP (Inocentes), Train In Vain (The Clash) que teve uma versão gravada pelo Ira! no Acústico MTV e uma curiosidade, Bruno Gouveia fazendo “embromation” de primeira qualidade nas canções Starway to Heaven (Led Zeppelin) e Killing An Arab (The Cure). – Esqueci a letra! Confessava o vocalista quando perguntei sobre as mesmas.
No set list da Plebe a banda arrasou com Proteção, Brasília, O Que Se Faz, Bravo Mundo Novo, Aurora, Johnny Vai à Guerra, Luzes, Discórdia, A Ida, Este Ano, Medo, E Quanto a Você?, Códigos, R ao Contrário, Censura, Sexo e Karatê, Minha Renda e Até Quando Esperar.


Philipe Seabra era o mais animado da trupe, com casamento marcado para o dia seguinte, era só felicidade e distribuiu “good vibration” a todos presentes, ensaiou covers de músicas bregas e soltou: – Vocês só gostam de sucessinhos né? Para uma platéia que pedia sem parar Até Quando Esperar, indefectível hit.


Meu amigo Farinha disse que não ia porque o show seria o mesmo do Shopping Deck no Lago Norte, velhinho, você marcou toca e dançou!


Postado por Cristiano Castor Troy em 21:56

10 comentários:

Cristiano Castor Troy disse...

Vlw André!
Assim ficarei mal acostumado, que bom que gostou!
Abração e sucesso!

Fábio disse...

Parabéns Phelippe.

A festa tava bonita, mas a camisa do Clemente roubou a cena. Maneiríssima !!

Afinal, quem disse que punk se veste mal ??

karrasco disse...

ANDRÉ, EU SEI QUE NÃO TEM NADA VER COM ESSE SEU POST, MAS VALE POR UM OUTRO QUE VOCÊ FEZ HÁ LONG TIME AGO...RECORDAR É VIVER E CONTESTAR!!!

Governo libera captação de quase R$ 1 mi para DVD de Vanessa da Mata

O Ministério da Cultura liberou a captação de R$ 900 mil, por meio de leis de isenção fiscal, para a gravação de um DVD de Vanessa da Mata (foto). O DVD vai registrar ao vivo as músicas do álbum "Sim", que será distribuído pela gravadora Sony BMG, uma das gigantes da indústria fonográfica mundial.

A lei autoriza que os investimentos no DVD (ou em produções culturais) sejam deduzidos do Imposto de Renda. Assim, os R$ 900 mil que seriam destinados ao fisco vão para a produção do DVD. O assunto desperta polêmica porque se trata de um produto altamente comercializável e com previsão de lucro. Além disso, tem por trás uma multinacional da indústria fonográfica.

A Secretaria do Audiovisual, através da secretária substituta, Tânia Leite, justificou a autorização do projeto alegando que "a gravação do DVD visa fomentar a nova geração da música popular brasileira". Ela ainda ressaltou que o show que dará origem ao DVD será aberto ao público e que serão distribuídos gratuitamente 3.500 exemplares dos 25 mil que serão produzidos. Só não foi informado quantos desses exemplares "gratuitos" serão destinados a divulgação em rádios, TVs, sites, etc.

A assessoria de imprensa da Sony BMG (a mesma de Vanessa), afirmou que a cantora não comentaria o assunto.

MAIS INFORMAÇÕES:

http://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u314884.shtml

André X disse...

Isso é um absurdo! Ela que tinha que pagar impostos mais alto como castigo pelas músicas insuportáveis que canta! Dá nojo saber que nossos impostos são gastos dessa forma. Viva o Ministro Gil!

dunha disse...

q maravilha,ainda mais quando a plebe ta na maior ralação pra conseguir gravar o seu misero dvd!

parabens a vanessa da mata!

João disse...

Muitas felicidades ao Philippe no casamento. O cara merece!

F3rnando disse...

Quero uma camiseta dessa do Joelho de Porco!

kiloton disse...

A festa no "Baba O'Riley" deve ter sido ótima. Certamente, pela animação registrada nas fotos, parece que o serviu uma boa manguaça. Dizem que até possui maquina de Guinness. É verdade?

kiloton disse...

Correção:

pela animação registrada nas fotos, parece que o PUB IRLANDES serviu uma boa manguaça.

ricardo disse...

André segue link da galera dos melhores do mundo cantando clássico da plebe

http://www.youtube.com/watch?v=UhdkVdPJMZI