segunda-feira, novembro 13, 2006

Nova Semana Começa

Enquanto espero baixar o Freaks no emule, olho para o tempo londrino e penso na entrevista do Philippe na Bizz. O Freaks é para a Alice, que fez 14 anos semana passada. Ela viu uma cena do clássico de 1932 sobre uma comunidade de aberrações de um circo, no qual um pinhead falava: "we accept you, we accept you, as one of us" e se lembrou da música dos Ramones. Claro, esse filme era um favorito dos brodders. Então estamos baixando. Eu recomendo, assustador até para os padrões de hoje - sem mencionar que ele não usou efeitos especiais, as aberrações eram reais mesmo!

Voltando à entrevista, fico surpreso com a maturidade que o Philippe está demonstrando na divulgação do R ao Contrário. Acho que com a acalmada na banda, agora toda as energias sendo positivas, ele pode sair do casúlo e mostrar o verdadeiro Seabra, um cara muito inteligente, engraçado e, apesar de crítico, vê todos os lados. A lista de músicas para viagens na UOL mostra isso. Ele escolheu bem, falou bonito e deu o recado. A sua participação no Claro Que É Rock, programa do Frejah é outro exemplo. Escolheu bem a música e se saiu melhor ainda. Está no You Tube (o que não está?) para quem quer conferir.

Espero que esse tempo fique assim, adoro dias cinzas, ventosos e frios. Freaks!!!!

17 comentários:

CÍCERO disse...

EU VOU COMPRAR ESSA BIZZ DESSE MÊS,É BOM O PHILIPPE TER SE ACALMADO MUITOS CULPAM ELE PELO DESAPARECIMENTO DA PLEBE,IGUAL EU FALEI UM TEMPO ATRÁS AGORA A PLEBE VAI !!!!
http://soofim2005.blogspot.com

Vagner disse...

Sempre vi o Phillippe dar a cara pra bater. Nunca se omite quando dá opiniões. Sempre tão sinceras que nem sempre acarretaram bons retornos, como no caso do relacionamento com a EMI.

Não sei onde, talvez no próprio site oficial da banda, li uma frase que sintetizava, para ele, o seu atual momento profissional em relação ao novo trabalho da banda. A frase foi mais ou menos a seguinte:

"Pra mim, a felicidade não se encontra, se constrói"

Muito feliz esta declaração, muito lúcida!

João disse...

A Plebe devia estar na trilha sonora de "Os Infiltrados", filme até legalzinho, que tem um lance sobre irlandeses, que é a senha pra várias músicas com gaita de foles, um atrás da outra. Impossível não lembrar na hora de "O que se faz".

Revolução 77 disse...

Nossa estou louco quero assitir esse filme, onde posso encontrar ?

Grande entrevista, li um pouco no site da bizz.Plebe Rude errando ao contrário!

Revolução 77
http://www.plebeu77.blogspot.com/

Revolução 77 disse...

Nossa estou louco quero assitir esse filme, onde posso encontrar ?

Grande entrevista, li um pouco no site da bizz.Plebe Rude errando ao contrário!

Revolução 77
http://www.plebeu77.blogspot.com/

Pamela disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Pamela disse...

Que falta de organização esdrúxula por parte das lonas !!! Lamentável.

Li o pedaço da entrevista que tem no site, achei bem legal. Pena que o trecho era mais sobre a época de Brasília e tal. Pra saber sobre o presente da banda tem que comprar a revista. Desgraçados,hahaha!

Ô,77, Esse filme (Os infiltrados) tá nos cinemas. Recomendo, é sempre bom ver o Jack Nicholson,ainda mais fazendo papel de mafioso!


http://proibidoproibir.blogspot.com

1:40 PM

Giuliano disse...

Falae Andre, beleza?
Minha primeira vez no seu blog e encontrei algumas coisas em comum: sou fã da Plebe há mais ou menos 21 anos. Lembra de um show em Fernandópolis, interior de sp em 1985? Poisé, eu tava lá, era o segundo show de rock que eu tava vendo na vida, tinha visto Camisa de Venus uns meses antes, lá também. Depois disso, virei baixista. Sou fã de Tod Browning, gostei do Freaks mas da uma olhada no Dracula que ele fez com o Bela Lugosi (coisa de doido!). Por acaso, o Marky Ramone coleciona posters antigos e tem um documentario que aparece a casa do cara e bem na sala tem o poster do Freaks (nao tenho certeza mas acho q é o Ramones Raw). Tambem uso emule pra garimpar filmes do começo do século passado (além de Browning, curto Murnau, Eisenstein). Comprei o R ao Contrario essa semana na Saraiva e queria dizer que eu procurei pra caramba, não sabia que tava na revista Outra Coisa.
Vi vocês no kazebre ano passado, fiquei emocionado vendo uma das minhas bandas favoritas depois de tanto tempo, ali de pertinho de novo e com o Clemente ficou muito bom!!!
To querendo ir no sesc dia 25, queria muito ouvir vocês tocando de novo.
Bom, é isso, parabéns pelo disco que está muito bom e espero que venham outros depois desse!
Vida longa à Plebe, mais Rude do que nunca!
ps. Os Infiltrados não é só um bom filme, é um filme do Scorcese com Jack Nicholson e Martin Sheen! De quebra vocês ainda vão ver uma boa atuação do zé gatão do Di Caprio versus Matt Damon com o Mark Wahlberg por ali, fazendo o papel de 4º zagueiro.

dunha disse...

as vezes o philippe seabra parece um filhinho da mamãe mimado, mas eu acabo de ver o video de coração paulista, é inegavel como esse filha da mãe manda bem pra caralho!

DUNHA disse...

VIVA A PLEBE RUDE,PORRA!

Anônimo disse...

Gostei da entrevista com o Phillipe. Que sacanagem do Gutje, hein?! Vi a entrevista deste no Fantástico e me lembro que na época, INOCENTEMENTE, pensei: "legal os caras darem espaço ao Gutje, que aparece menos por ser baterista..."

No mais, apesar do disco ter sido lançado por gravadora independente, a Plebe mostra que tem nome, história e talento e, por isso, continua tendo espaço na mídia.

Abraços a todos os plebeus, victoRude!

Louis S. disse...

e' bom ver o Philippe e a Plebe em geral finalmente ser reconhecido pelo trabalho.

Louis
USA

Louis S. disse...

PS:

Andre vai ai uma photo rara. Tirei essa foto (ainda na era Filme) do Philippe em 1998 em New York num show dele. Se quiser pode colocar no blog:

http://img167.imageshack.us/img167/5286/seabra1998byschroderob2.jpg

Louis S. disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Luiz Gustavo disse...

Encontrei com o Phillippe na saída do show do New Order, no Nilson Nelson. Gente finíssima, é a segunda vez que troco uma idéia com ele. Perguntei sobre vc, André, e ele me disse que vc estava no Rio.

Abraços!

André X disse...

É isso aí, Guliano, grande conhecedor dos filmes bons. Já vi o Dracula com Bela Lugosi. Vi com o Renato Russo e a gente ficou o filme todo cheirando benzina. Acho que fiquei aterrorizado. Depois, vi com o Pretorious, em VHS, só que a gente tirou o som e ficou ouvindo Bauhaus.

Giuliano disse...

"só que a gente tirou o som e ficou ouvindo Bauhaus" afinal, Bela Lugosi is Dead!
De tanto ler quando era moleque que vocês curtiam essas bandas, eu acabei gostando.
Falando em Bauhaus, em sempre lembro do Fome de Viver (The Hunger) com o Bowie e a Deneuve, outro filmão e toca essa música bem no começo...