quarta-feira, agosto 09, 2006

Misture o Caldeirão!


Quando em São Paulo, na semana retrasada, levei a Alice para conhecer o Museu da Língua Portuguesa, lá na Estação da Luz. Fui meio reticencioso, pois achava que dentro da bela obra de reforma que abriga as exposições encontraria um discurso sobre a preservação da língua portuguesa, uma defesa de nosso idioma contra incorporações de palavras estrangeiras. Essa atitude nacionalista burra se ouve muito nas universidades, sindicatos e velhos de direita. Vamos acabar com todo estrangeirismo em nossa língua- partia!, berram. E depois vão curtir um futebol, gritam gol, tomam chá marrom, acendem o abajur, ligam a TV para ver um documentário sobre avalanches, fazem um milkshake, assistem ao noticiário, tomam um chope e, sem reparar, usam um monte de expressões e palavras não natas ao idioma brasileiro.

O que encontrei lá foi exatamente o contrário. Logo no primeiro salão, um monte de computadores carregados com palavras que usamos vindas dos imigrantes europeus, dos escravos africanos e dos índios. Também, dos árabes e dos orientais. Que fantástico ter um idioma em mutação, que incorpora expressões novas, as adapta à cultura local e enriquece nosso dia-a-dia. Parabéns para todos que fizeram o museu, saí satisfeito.

Acredito muito na miscigenação, seja de idiomas, raças ou culturas. O que seria da bossa-nova sem o jazz? O que seria do jazz sem a música escrava? O que seria dos EUA sem os imigrantes? O que seria do futebol europeu sem os jogadores estrangeiros? Me digam sinceramente, a mulata não é a mulher mais gostosa do planeta? Produto de mistura de raças. Misturar só enriquece. Até o Bush tá atendo a isso, indo contra o congresso ianque no sentido de liberar as fronteiras para os imigrantes mexicanos. A cultura agradece o choque dos povos.

Já viram um vira-lata? Como é resistente a doenças, é safo e esperto? Miscigenação em ação, meus amigos. Fiquem com suas raças-puras, eu quero é me enfiar no caldeirão e fazer parte do denominador comum. Fiquem com suas proibições, seus nacionalismos baratos, eu quero é abraçar o mundo, abolir as fronteiras, comprar e vender de quem e para quem eu quiser! E quero poder usar a expressão que mais ilustre o que quero falar, seja ela do gueto, do nobre português ou um estrangeirismo qualquer. Quero beber de todas as fontes, sofrer todas as influências.

Só para terminar o papo, sabem quais os últimos dois políticos que tentaram purificar seus respectivos idiomas, por meio de torturas, leis, decretos e terrorismo cultural? Mussolini, nos anos 40 na Itália, e Mahmoud Ahmadinejad, aquele louquinho que ocupa a presidência do Irã. E o gozado é que o cara só usa terno e gravata! Quer dizer que falar como um infiel não pode, mas se vestir igual a um é legal?

See you later, alligator!

23 comentários:

Fábio disse...

Realmente a mistura pode enriquecer qualquer cultura. Essa idéia de purificação é típica de regimes fascistas.

Agora, convenhamos que há alguns casos cafoníssimos, desnecessários.

Coffee break pra mim é intervalo pra tirar a barriga da miséria.

abs.

Daniel Andrade disse...

KD A PORRA DO CD? FALA MENOS E FAZ MAIS CARALHO!

Preta34 disse...

Oi André estou aguardando a informação sobre o dia e horário que vcs passarão no aeroporto de Salvador rumo à Vitória da Conquista. Como não poderei estar lá gostaria de algumas fotos e um rápido bate-papo. Até mais!!!

Paulo Marchetti disse...

Logo que entrei na MTV, não quero citar nomes, trabalhei com um VJ que se recusava a dizer coisas do tipo 'making of' ou qualquer tipo de palavras universais usadas no mercado fonográfico e de tv. Eram discussões cinematográficas... depois reconheceu sua burrice, mas levou anos...
concordo com vc André, tem muita gente que não pensa antes de falar...

Danilo Rafael disse...

Daniel esse blog, não é só pra falar dos assuntos da Plebe Rude, mas sim de outros assuntos diversificados...
o Cd só lança em Setembro, enquanto isso ouça músicas da PLEBE RUDE, The Clash, Damned, Sex Pistols. OK !!

André X disse...

Preta, ainda não está confirmado o trajeto de nossa ida para Vitória da Conquista, mas é possível que seja via Ilhéus e não Salvador. Quando souber, coloco aqui no blog.

Daniel, aguente firme, cara. Quando estiver certo certíssimo as informações, divugar-las-ei (eta, português bunitu!).

Paulo, como é que esse seu colega falava quando queria deletar alguma coisa? Ou para acessar a internet? Ou para pedir um chope?

Danilo Rafael disse...

é acho que a mistura pode fortalecer qualquer padrões cultural.

"Demoraría mais de cem anos para aprender a boa lição, que toda raça de mãos dadas derruba discriminação..."

CÍCERO disse...

UMA DICA LEGAL SÓ PUNK ROCK DA VELHA GUARDA (NÃO FALEI OLD SCHOLL RS RS RS )
WWW.RADIOPUTZ.COM.BR
MUITO BOA ESSA RÁDIO...

MANUEL / SERGIPE disse...

ANDRÉ, E ARACAJU?

Pamela disse...

Estrangeirismos quase sempre são bem-vindos. O Brasil não seria Brasil se não fossem as misturas!
Mas tem uns que eu não aguento,tipo: "SALE 50% OFF" !!!

E o último que ouvi: "RED CARPET" (Noossa,tapete vermelho virou red carpet...). Desnecessário!

Abraço,

http://proibidoproibir.blogspot.com

Anônimo disse...

.

Alex disse...

até concordo com mistura de culturas, mas não suporto ouvir brasileiros falando "oh my god", "rox", e outras tranqueiras

Boniak disse...

Seu americano fdp!!! Queria ver americanos tacarem bomba no meio do teu cú seu otário!!! Fala de misturas de raças mas ao mesmo tempo é racista, seja coerente seu porra!

F3rnando disse...

Lembrei agora daquela novela onde tinha uma cidade que era colonizada por ingleses e todo mundo falava uma mistura que parecia um cruzamento entre Quixadá e Manchester.

Por falar nisso, aquele sotaque nordestino das novelas da Globo é ridículo. Ninguém aqui fala daquele jeito.

João disse...

A mulata é a mais gostosa mesmo, mas todo alemão tem uma queda especial por ela.

Farinha disse...

deletar alguma coisa?
- vc poderia apagar o arquivo?

para acessar a internet?
- to sem rede mundial de computadores em casa... o periférico de transmissão de dados (modem) tá com probrema...

para pedir um chope?
- Garçon, manda mais uma daquela cerveja q tem naquele barril especial...

Esse VJ da MTV falava "futebol" ou "balopodo"? "Shopping" ou "Centro de entreternimento com lojas, cinemas e lanchonetes de comida rápida(fast-food)??

kkkkkkkkkkkkkkkk

Daniel - Plebe na pele

PS: André, mudei o endereço do meu blog... dá uma passada lá...

André X disse...

Daniel,

Manda o link do novo blog.

Mikele disse...

Isso aí!
Viva o capitalismo ! Viva o Liberalismo!

Anônimo disse...

Esse negocio da mulata é vc quem ta dizendo, eu prefiro as branquinhas, engraçado que no país da hipocrisia, falar isso é interpretado como preconceito

Digão disse...

o andré tem gente que ta entrando no seu blog só pra te esculachar,quem esses merdas pensam que são?,principalmente esse que disse q vc precisa ser coerente,ele q tome no cú dele aquele filha da puta,bom andré só entrei em nome de sua defesa,abraços cara

Anônimo disse...

Vc ainda ta chorando por causa dos raimundos? Isso mostra que vc não representava nada para banda, tenho pena de vc!

Anônimo disse...

Quem é o ativo e passivo dessa estoris digãomerda?

Dênis disse...

Ovo de Colombo do dia: as guerras e recalques são causadas devido a frustrações sexuais, especialmente na infância. INFÂNCIA.