segunda-feira, abril 10, 2006

Cadê os Ecoterroristas Brasileiros?

Hoje, ouvindo a CBN, mais especificamente o boletim Ecopolítica, do Sérgio Abranches, fiquei chocado com a notícia transmitida. Considerando a atual crise de governabilidade, da falta de ética, do péssimo exemplo vindo dos nossos representantes, não deveria ficar surpreso, mas fiquei.

No Mato Grosso, a Secretaria de Meio Ambiente resolveu legalizar as madeireiras ilegais. Só isso já é um absurdo, pois legalizadas, poderiam transportar e comercializar toda a madeira retirada ilegalmente. O gancho é o seguinte: elas se legalizam e ainda tem um desconto de 70% das multas. É mole, ou quer mais? Daí, ficam com todo o estoque, resultado do desmatemaento. Só que nenhuma se apresentou. Detalhe, o poder público sabe exatamente quem são, onde estão, o endereço, dono e telefone. Então o que fazem? Dão mais 60 dias de prazo para se cadastrarem.

Juram que, se nenhuma se legalizar eles vão cair em cima, marcar pesado. Isso é papo para boi dormir. Esse pessoal não tem medo nenhum do Estado. Inclusive, acho eu, eles são o Estado, estão infiltrados em todos os níveis de governo, das câmaras de vereadores à polícia. O mais impressionante é que os fiscais deram uma declaração dizendo que o movimento continua, que grandes carretas ainda continuam transportando a madeira ilegal.

Pô, se os caras são fiscais e estão vendo o movimento, então porque não param a coisa? Porque não multam, prendem? Não há interesse nisso, claro. É tudo uma encenação. Enquanto isso, ninguém vai se regularizar, o governo vai continuar aumentado o prazo e aos poucos nossas florestas vão virar um deserto, a água vai acabar, a natureza vai morrer.

Acho que está na hora da sociedade civil entrar na roda. Lá na Califórnia, tem um grupo de ecoterroristas que são organizados como a Al Qaeda, em células. Você pode desmontar uma, que as outras continuam. Ninguém sabe quem é ou não do movimento. Muitos agem sozinhos. Eles fazem coisas do tipo: queimar condomínios privados que invadem florestas; sabotam as serras de madeireiras; destroem carros que consomem muita gasolina nos pátios das revendedoras. Tem até um advogado que é o porta-voz do grupo.

Pagamos nossos impostos, mas somos obrigados a pagar planos de saúde, educação privada e segurança contratada. Já que temos que fazer todo o papel do Estado, vamos começar a cuidar de nossas matas. Não deve ser difícil sabotar umas carretas, hackear contas das madeireiras, jogar ovos nos lobistas que as defendem. Mãos à obra!

21 comentários:

CÍCERO disse...

VÍ UMA NOTICIA SEMELHANTE NO SBT HOJE PELA MANHÃ .
EM ALGUNS PAÍSES ELES CONSIDERAM QUE A AMAZÔNIA NÃO FAZ PARTE DE NOSSO MAPA, REFLEXO DO DESMATAMENTO E DA TERCEIRIZAÇÃO ...

André X disse...

Essa questão da amazônia foi sempre usada pelos militares e outros nacionalistas para empolgar o povo contra a "ameaça de fora".

Agora eu pergunto: "melhor deixar um brasileiro desmatar a amazônia ou que seja preservada por uma ong estrangeira?"

Calibam disse...

De que adiantaria sabotar as madereiras ilegais? Eles acionariam o Estado e este viria contra nós (com polícia, exército, judiciário etc!). Nos fundilhos no país eles são o Estado, o crime é o Estado, a sociedade é mero fantoche... atrelada pelo rabo com o Poder Paralelo.
Já perdemos!

Jovan disse...

André, há dois jeitos. Um é entrar na política e tentar fazer alguma coisa, e a outra é ecoterrorismo. Bem, na verdade, você tem mais uma possibilidade - fazer letras com esse tema para músicas e mobilizar o público através da sua música. Ficar na frente do computador e chorar enquanto os FDPs desmatam as florestas Brasil afora nao leva a lugar nenhum, exceto eu chamá-lo de mais um bunda mole da classe média brasileira. hahahahahaahaaaa

Concordo com você que valeria apena deixar uma ONG estrangeira administrar as florestas se o governo brasileiro não é capaz, porque a coisa tá muito séria.

E Calibam, como você pode dizer que já perdemos? Assim não se vive, meu!

Dênis disse...

Curioso como ontem mesmo eu estava viajando em tudo isso, mais uma vez, com a minha namorada... Escutaste nossa maionese, ó X.
Em primeiro lugar: já, já, alguém vai condenar aqui os atos terroristas, blábláblá.
Normal, em parte. Mas vamos pensar um pouco.
É que gente inocente (mesmo), não merece pagar pecados alheios, certo?
Isto posto, ajusto a idéia: sabotar os verdadeiros culpados. Aí, sim, vai ser justo. E divertido, para os sádicos.
E, no meu sadismo saudável, eu ia me divertir pra caralho vendo espertalhões ladrões da Viúva (Tesouro, segundo o jornalista Elio Gaspari) indo para as trevas.

Dênis disse...

Completando, os "verdadeiros culpados" são, a meu ver: os donos das madeireiras, nesse caso (lógico) e os lobistas ladrões de galinha que, infiltrados nos corredores do poder (leia-se, inclusive, funcionários públicos), ganham pedaços menores ou maiores do bolo, dependendo do nível de responsabilidade das maracutaias onde estão metidos.
Esses últimos são também uma corjinha bem desprezível... Como podemos achar essas baratas? Mais: como podemos acabar com o criadouro e com a raça? Desculpe a minha ignorância, eu não sei, perdoam-me?

radamanthis disse...

acho que a plebe deve fazer um show nessa cidade e tocar A Serra.

André X disse...

Bom,o pessoal do Earth First (aquele grupo do qual mencionei no post) tem como princípio nunca machucar ninguém, especialmente inocentes. Uma das práticas mais comuns e eficientes que fazem é colocar imensos pregos nas árvores de lei. Esses não machucam as árvores, mas quando são cortadas e passadas na serra, arrebentam a máquina. Depois de um tempo, a árvore fecha o buraco, então não tem como saber se ela está protegida ou não. O condomínio que queimaram estava vazio, foi antes do habite-se. Acho que é por aí. Não podemos ser radicais, matar humanos, inocentes ou não, como defendem alguns. Se não, estamos nos rebaixando ao nível deles. Outra coisa legal é ter uns hackers e atacar, sem trégua, todas as redes e contas das madeireiras. Vejam o site deles em http://www.earthfirstjournal.org/

F3rnando disse...

Lembrei agora do Amaral Netto, o repórter, que nos anos 70 fazia propaganda pros milicos na Rede Bobo mostrando contrução de estradas e hidro-elétricas...Depois ele virou deputado e propôs no congresso a pena de morte.

CÍCERO disse...

BEM LEMBRADO DO AMARAL NETO,CITADO ALGUMAS VEZES NO LIVRO NOTICIAS DO PLANALTO,NO FINAL DOS ANOS 80 SE NÃO ME FALHA A MEMÓRIA ELE TENTOU SE CANDIDATAR PARA PREFEITO DO RIO LOGO EM SEGUIDA VEIO A FALECER ...

Mikele disse...

Falando em terrorismo... hehehehe
Vcs devem ver o filme V de Vinganca pq tipo la ta a solucao pro Brasil. ja pensaram em alguem explodindo o Congresso ??? Ou mesmo alguem cortando a cabeca do Lula ???
Sonho com esse dia.hahahahhahahahahhahaha
Vejam o filme q é bacana!

kalyus/rj disse...

Mais atual do que nunca ...
O VERDE DE MATA A SERRA DESMATOU
O VERDE DA BANDEIRA TAMBÉM DESBOTOU

Wagner do Mv Brasil disse...

Só há um jeito de não perdermos de vez a Amazônia, e VOCÊS SABEM DISSO, portanto, não disperdicem o seu voto, votem no Dr.Enéas.

Anônimo disse...

hahahahhahah, ele vai jogar a bomba atomica em quem cortar as arvores ???
hahahhahhahahahahahhahahahahahahahahahhahaahahahhahahahahahhahahaha

André X disse...

O Enéas desmatou a mata do queixo sem dó nem piedade. O que fará com a Amazônia?

F3rnando disse...

Dr. Enéas é o meu ______________! (Completem a lacuna à vontade)

Anônimo disse...

aí André!
maneiro o seu blog, cara! consciente, com conteúdo e o melhor de tudo: acessível aos plebeus.
sobre a questão das madeireiras: vc está super certo: o governo (através de nossos representantes) está por trás de todas as falcatruas e ilegalidades desse país. por isso nada é investigado à fundo. Ninguem quer acabar como o PC Farias ou o Celso Daniel, que sabiam demais.
sobre o Enéas: vamos votar nele!
abraço
Marcelo/RJ

galego disse...

Pô, que papo é esse de votar em Enéas? Esse cara é o câncer do cãncer. Esta hitória tá mais pra blogs como o de Sandy e Júnior (eles devem ter, mas jamais acessei. E jamais acessarei) que tem um público vazio, oco, no mínimo. Esta plebe merece algo mais criativo politicamente. Essa onda de que, já que estamos no inferno, vamos abraçar o cão, tá bufada. Se bem que o cão não parece ser tão capeta como aquilo que se autoproclama Enéas. Argh!!!

Anônimo disse...

Prezados Senhores:

Minha sugestão é nos reunirmos em um grupo para discutir as possibilidades logísticas de ações contra as agressões ambientais. Depois como resultado dessa analise poderíamos decidir quais ações podem ser financiadas e, quem teria interesse em ser recrutado.
Para tanto, sugiro que cada um de vocês crie um conta criptografada em “http://www.hushmail.com”, gratuitamente, afim de que possamos discutir com mais tranqüilidade.

Atenciosamente

Yosashi
Yosashigm@yahoo.com.br
Auto236026@hushmail.com

Anônimo disse...

Prezados Senhores:

Minha sugestão é nos reunirmos em um grupo para discutir as possibilidades logísticas de ações contra as agressões ambientais. Depois como resultado dessa analise poderíamos decidir quais ações podem ser financiadas e, quem teria interesse em ser recrutado.
Para tanto, sugiro que cada um de vocês crie um conta criptografada em “http://www.hushmail.com”, gratuitamente, afim de que possamos discutir com mais tranqüilidade.

Atenciosamente

Yosashi
Yosashigm@yahoo.com.br
Auto236026@hushmail.com

Anônimo disse...

Senhores (as), boa noite, dificil encontrar um site com este perfil.... Uma coisa é premente, é preciso fazer algo , rápido, muito rápido, ações táticas se fazem nescessárias, para conter o avanço do desmatamento do Pantanal, Cerrado e , Amazonia, estamos perdendo um patrimônio unico. Temos que juntar-mos forças para se tentar algo.Pelo bem de nossas futuras gerações. Nao podemos ficarmos parados vendo a total degradação do nosso território, sem que nada seja feito, com este governo incopetente e, conivente, nao dá para contar.... Temos que nos unir e, pelo menos tentarmos fazer algo, logistica é a palavra chave, destruir pontes, destruir estações de energia, sabotagem, aí sim, *eles* verão que tem alguem fazendo algo. Por favor entrem em contato quem querem de verdade fazer algo pela nossa floresta (ou o que resta dela). Abraços á todos os preservacionistas. Sinceramente.