segunda-feira, agosto 22, 2005

Trash dos Trashes!

Imaginem um programa que mistura Hebe Camargo com Domingão do Gugu e é feito por argentinos. Imaginem que esse programa tenha um grupo de bailarinas iguais as do Faustão, com uma coreografia pior (sim, aquilo pode ficar pior!), só que desengonçadas. Imaginem que a figura central, o apresentador, está tão debilitado mentalmente pelo consumo de cocaína que precisa de outro apresentador para ficar ao seu lado ditando o que fazer. Imaginem, então, que esse outro apresentador parece um sócia do Rick Martin do subúrbio, com direito à cachecol roxo em volta do pescoço, cobrindo o terninho Armani.

Esse programa trash existe! É o Camisa 10, estrelado pelo Maradona! E é muito muito muito ruim! Trash total! Pior do que o Sílvio Santos na década de 70! E apareceu o Pelé! Que cantou com Diego! E teve uma argentina vestida de mulata tentando sambar!!!!! E apareceu uma bola-humana para dizer que sente falta das “carícias” que o Maradona fazia nela! E ele chorou para a bola!!!!

Não deixem de ver. É intragável. É trash total!

5 comentários:

Anônimo disse...

Eu, como diretor artístico de programas para televisão, te digo que esse pgm do maradona é realmente lamentável! Parece aqueles pgms feitos nos anos 50 com milhões de coisas acontecendo ao mesmo tempo e muita poluição visual e que no fim tudo se vê e nada se compreende. Isso mostra que a tv brasileira é de fato uma das melhores do mundo! E aqueles programas da RAI? São iguais ao do maradona! Prato cheio para os trash maníacos!

Kalyus/RJ disse...

Senhores, eu ví o tal programa do Diego na integra, realmente perto dele, o Faustão e afins aqui da terra Brasilis são um paraiso !!!!!
E aquela animação com o Pelé e o Maradona como personagens de desenho animado, oq era aquilo !!!!

JetSet disse...

Gente, o Faustao, que eh uma bosta junto com todo o resto dos programas do genero planeta afora, nao eh parametro de excelencia da "nossa" TV. Nossos canais abertos sao uma bosta de uma maneira geral, salvo alguns noticiarios. Esse programa que o Andre descreve eh mais um "freak show". O Trash me da muita preguica...eh amendoim pra macaco.

André X disse...

Confesso que não gosto do canal aberto, mas, comparativamente ao restante do mundo, o do Brasil é considerado o melhor do mundo. Éis a dificuldade da proliferação do canal fechado (cabo) no país. Li isso numa revista gringa, que compara nosso canal aberto com o da Argentina e dos EUA, onde a maioria tem cabo, pois o canal aberto não atende à demanda do povo. Já no Brasil, nossas novelas são bem feitas (para quem gosta), são até artigo de importação. Os documentários dos canais abertos não tem paralelo em outros canais abertos do mundo. Os noticiários são muito bons. Morei 4 meses em Washington, em 1998, e tive que amargar o canal aberto americano. Só mostra esportes e um noticiário bundão demais. O filé mingon eles põe no canal a cabo.

Anônimo disse...

Fazer televisão é muito mais que formar currais de idéias. Para tal é necessário inteligência. vejamos a tv brasileira... uma das melhores e maiores do mundo. Digo isso por q a Globo é, além de dona da maior rede de canais abertos, também é dona da GNT, da + Canal de Mõnaco, etc. A programação aberta atende plenamente e na medida aos anseios de quem a assiste. Vc ja viu o frisson de um Big Brother ou de uma novela q incentiva as pessoas a ir tentar a vida em outro pais pois não tem interesse em ensinar as pessoas a cobrar do seu pais oportunidade de trabalho decente??