sexta-feira, novembro 20, 2009

Mekons - Never Been in a Riot


Depois de escrever o último post, sobre o selo Fast Products, fui pesquisar um pouco mais sobre os Mekons e, mais especificamente, sobre a música Never Been in a Riot. Descobri duas coisas interessantes. Primeira: os Mekons eram amigos pobres do Gang of Four. Foi com os instrumentos deles que gravaram o primeiro disco pela EMI, que errou na arte e colocou fotos do Gof4 na contracapa!!! Segunda: a música era uma resposta ao White Riot, do Clash. "Nunca estive numa confusão e isso tem funcionado para mim!" Muito bom!

"I’ve never been in a riot / Never been in a fight / Never been in anything / That turns out right”

12 comentários:

Marcus Marçal disse...

Poxa X!
Nunca brigou na vida?
Por isso é que o Clemente e os punks de SP tiravam sarro de vocês de Brasília no início dos anos 80, seus mocinhas juvenis! ;D
abs

André X disse...

He he he.... apanhei mais do que bati! Mas o legal dessa música foi desmistificar o lado macho/durão para o qual o punk 77 estava se encaminhando.
Pra falar a verdade, teve algumas richas bem pesadas aqui em BSB entre os punks e playboys.
No fundo, sou um pacifista, acredito na harmonia de todos, menos os intransgentes.

ANDALUZ AURORA DEMOS disse...

Essa desmistificação do macho/durão do punk 77 está na raíz do dna do emo e do queercore.

Nada contra quem vai prum lado diferente de mim, mas toda bicha amarga deve morrer... Sério mermo!

Pronto, passou! Agora vou chuleiar um pouco!
;D
beijinhus

milton disse...

As brigas entre punks x playboys eram causas idiotas. Essas sim não valiam a pena se envolver.

Entretanto, acho que essa musica do Mekons fala de rebelião, não fala de briga.

Tambem já tive oportunidades de me rebelar contra a ditadura, de protestar contra várias injustiças do poder. Porém, concordo que não vale a pena, pois, assim, a pessoa apenas leva porrada da policia. O enfrentamento, na grande maioria das vezes, só alimenta o fascismo e cria pretextos p/ piorar as coisas.

Lembro de um amigo nosso, um "punk" rebelde, que, empunhando uma bandeira c/ o A de anarquia, foi no protesto das "diretas já". Logo que chegou, foi cercado por meia duzia de PMs e entrou na porrada. Adiantou alguma coisa?

O fato é que a ditadura não acabou por causa da luta de ninguem. Até a luta armada foi inútil. A ditadura só acabou porque os milicos faliram. Ficou viuva depois da queda do Nixon. Acabou porque o Jimmy Carter mandou. E, assim, a direita enxergou que poderia continuar mamando, ainda melhor, legitimamente, através de uma "democracia" de fachada.

Então, ou fica quieto em casa ou vai logo fazer estrago como homem bomba. Porém, como vimos em Israel e 9/11, o terrorismo apenas fortalece e cria pretextos p/ a tirania piorar. É preciso ter paciencia e comer pelas beiradas, como fez o Gandhi.

Enfim, com as letras da Plebe, cantadas na boca do povo, o André fez muito mais do que ficar na rua protestando e levando porrada. Desmoralizou os poderosos muito mais do que aqueles milhares de manifestantes dispersados no cacete e gás lacrimogênio.

ANDALUZ AURORA DEMOS disse...

Concordo com vcs, mas com certas ressalvas. De qq forma, só tava botando pilha... Comments tb servem pra isso, não?

Se bem que, em termos sócio-políticos, acho que a panela de pressão vai esquentar e aí já viu.

Por essas e outras, é que a indústria farmacêutica faz um lobby fdp em relaçao a determinadas demandas globais, assim fica mais fácil dominar e manipular a manada...

Além do mais, vcs sacam a máxima oriental do "se você quer paz, prepare-se para a guerra", certo?

É inevitável... abs

João disse...

qual grupo punk, exceto a degenerancia que deu nos neo-nazis, pratica a porrada como método prático? Mas sempre vai ter um retardado pra achar que vai ganhar na base dos murros.

Tiririca Gosp disse...

Apesar do papo de ter surgido em função do punk, em nenhum momento me referia a questões comportamentais oriundas de gostos musicais. Afinal de contas, tribinho é coisa pra moleque. Além do mais, qualquer ser humano com, pelo menos, dois neurônios ativos entenderia que mencionei porrada numa acepção mais ampla...

João, vá lá limpar sua bunda, tá?

rodrigo vieira disse...

curti essa banda, nao conhecia, legal!

Paulo Marchetti disse...

Com toda humildade e de coração:
http://rockbrasiliadesde64.blogspot.com/
abs

João disse...

Andaluz Aurora (que nome ridículo) não serve nem pra limpar a bunda, que projetinho fajuto esse.


Já o post desse Paulo Marchetti é bem legal, especialmente porque ele tem acesso aos caras da Plebe.

João disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tiririca Gosp disse...

Ah João, me mame!

Acho que você deveria ler o Red Book do Jung. Não, não me refiro ao André, mas ao Carl!

beijinhus pra vc
abs pra todos
PS: Queria ter lido o comentário excluído! Acho que ia ser divertido!