quarta-feira, outubro 28, 2009

25 Festival de Música do Gama


25 Festival de Música do Gama
Upload feito originalmente por Plebe Rude
Excelente foto tirada pela Rosinha, que pegou bem a paradinha de O Que Se Faz. Os shows foram bons, é importante tocar nas cidades satélites, levar a música e cultura até lá. Ainda mais nós, uma banda do DF. Tirando o monta-desmonta-monta, a chuva, as quedas de energia e os atrasos, foi tudo muito legal, público energético e entusiasmado. Só valeu!


Mais fotos do show em nosso Flickr (link aí do lado!)

29 comentários:

vanvader disse...

O monta-desmonta-monta foi foda mesmo. A chuva nem tanto, mas ficar esperando sem som não dá. Vi no Guará e gostei muito..

Anônimo disse...

Quer dizer êntão André que nas satélites não têm cultura?

Anônimo disse...

então...

André X disse...

Tem gente que adora pegar o que a gente fala e dar uma conotação negativa. Claro que as C.S. geram cultura, porém eventos culturais externos são geralmente no Plano Piloto e não no entorno.

anony disse...

Cultura tem em qualquer lugar. Existe inclusive a cultura do crime, canibalismo, feitiçaria, putaria e etc. Cultura não é só arte. Cultura é qualquer conhecimento e/ou costume passado de geração p/ geração.

Anônimo disse...

Valeu!

marco disse...

Aí André, fotos do show do Guará:

http://www.flickr.com/photos/37454925@N04/?saved=1

Para download das fotos originais, tente este ftp:

ftp://201.14.89.230/Plebe Rude/

anony disse...

As "satélites" hoje são as novas invasões poeirentas do entorno.
Gama, Ceilandia, Taguatinga, Sobradinho... Tudo isso hoje e habitado por gente de classe media e até alta. Podemos chamar de "bairros". Abrigam um bom mercado p/ bandas de rock.

Carlos disse...

eu tava la ;P
show muito bom, muito bom mesmo
tirei umas fotihas bacanas
porem ficou na camera da minha namorada
assim q descarregar, e se vc tiver interessado, eu te passo elas
vlw

Anônimo disse...

Fiquei sabendo que o show hoje lá no sesi é somente para quem é atleta. Reza a CF/88: "todos são iguais perante a lei, sem distinção de raça, cor, religião, etc". - princípio da igualdade - E aí?

Anônimo disse...

fui no guará esperando ver a plebe e fui enganado pelo andré que no outro post tinha dito que eles iam tocar no gama primeiro,ai fui obrigado e ver detonaltas que nao foi de todo ruim ,ate que eles tentam...mas uns amigos que participaram do concurso de bandas n gurá elogiaram muito a plebe fora do palco,porem no palco houve alguns comentários do philippe que não foram bons pra imagem da plebe(nos não somos uma banda qualquer...se alguma banda cumprimentar vcs com ieeeo mandem se fuder...e por aih vai)philippe por favor toque + e fale -!

anony disse...

O Phillipe fala merda mas é sem maldade. Depois que de conhecer ele bem, a pessoa deixa de levar a sério. Inclusive, gosto dele assim: autêntico e espontâneo. Morro de rir com isso. As vezes, parece até o Borat.

Zezé disse...

Borat?!

Anônimo disse...

Teve show no Sesi?

Responda, Por favor!

Anônimo disse...

Esse album da Flick é uma merda!!!

Rafael (rofegano) disse...

O show no SESI foi muito inusitado!
Era a abertura dos Jogos do Centro -Oeste. Teve abertura com toda aquela cerimônia olímpica, tocha e coreografias. Só depois entrou a banda, lá pelas 22h30. Nas palavras do Philippe: "Nunca tivemos show aberto pelo Cirque de Soleil". Bons momentos assim, só a Plebe Rude mesmo, hehe!

Anônimo disse...

Porra esse show não foi divulgado por ninguém. Nem pela banda, nem por mídia alguma. A Plebe Rude continua foda, viu. Desse jeito, vcs vão longe...

Anônimo disse...

Que falta de organização. Cadê a agenda?

anony disse...

"Nunca tivemos show aberto pelo Cirque de Soleil"

Hehehe. É aquilo que eu falei: as "merdas" que o Phillipe fala são sem maldade. Nem todos entendem o humor dele. Muitos interpretam mal e levam a sério.

Enfim, não sou fã do Phillipe porque ele é rock star, mas sim porque ele é comédia. Já dei muita gargalhada dos comentários dele.

Elizabete disse...

Concodo com Anony, o Philippe fala as coisas sem pensar é muito engraçado, e na boa essa coisa de ficar gritando ieeo não é coisa de banda boa, não.
E aos que reclamam que a banda não divulgou o show, o André dessa vez não postou nada no blog, mas é só entrar no myspace do Clemente que sempre tem os shows da Plebe, as vezes até bem antes do André postar aqui no blog.

Anônimo disse...

a-ha u-hu o virna lise tá de volta!!!

a-ha u-hu o virna lise tá de volta!!!

Independente, underground musicas novas, não serão couver deles próprios...

Anônimo disse...

Festival de música eletrônica em BH traz escalação francesa
Nomes como Rubin Steiner e Anoraak celebram Ano da França no Brasil.
Eletronika tem também N.A.S.A. e até a volta do Virna Lisi.

Do G1, em São Paulo
Tamanho da letra
A- A+


Foto: Divulgação Os franceses do Birdy Nam Nam. (Foto: Divulgação)Birdy Nam Nam, Rubin Steiner, Anoraak e Minitel Rose – as atrações estrangeiras escaladas para o festival Eletronika, em Belo Horizonte, são todas francesas, em sintonia com o Ano da França no Brasil.

Voltado para a música eletrônica, o evento ocorre entre os dias 5 e 7 de novembro, em diferentes locais na capital mineira. Entre as atrações nacionais estão nomes voltados às pistas, como Copacabana Club, Killer On The Dancefloor e Stop Play Moon – além do N.A.S.A., parceria do DJ Zé Gonzales com o norte-americano Sam Spiegel.

Mas o festival também tem nomes mais roqueiros, como Dead Lover’s Twisted Heart, Black Drawing Chalks e Garotas Suecas. Outra atração é a volta da banda mineira Virna Lisi, famosa na cena alternativa local nos anos 90 e que encerrou as atividades em 1997.

Paralelamente aos shows, o Eletronika também tem uma programação de fóruns e exibições de documentários sobre música – a lista de filmes inclui “Favela on blast” e “Loki”. Os ingressos para a programação noturna é R$ 30, com meia-entrada para estudantes, menores de 21 e maiores de 60 anos.

Confira abaixo a programação completa

Festival Eletronika 2009
Quando: 5 a 7 de novembro
Onde: Espaço 104 (Praça da Estação – Belo Horizonte - MG)
Deputamadre (Av. do Contorno, 2028 – Belo Horizonte - MG)
A Obra (R. Rio Grande do Norte, 1168 – Belo Horizonte – MG)
Velvet Club (R Sergipe, 1493 – Belo Horizonte - MG)
Quanto: Programação Diurna – Entrada Franca
Programação Noturna – A partir de R$30,00 | R$15,00 (meia entrada para estudantes credenciados - menores de 21 anos – maiores de 60 anos)
Informações: (31) 2535 3858 / www.festivaleletronika.com.br

PROGRAMAÇÃO

CAFÉ ELETRONIKA
Espaço de convivência e troca de informações

Quinta | 05/11 | 19h
Dj Alexandre Matias

Sexta | 06/11 | 19h
Djs Coquetel Molotov

Sábado | 07/11 | 20h
Dj Miranda

FÓRUM ELETRONIKA

Oficinas de áudio e video
De 5/11 a 7/11 | 14h
Inscrição gratuita, sujeito a lotação, através do site

Sessões de cinema (documentários comentados pelos diretores)
Quinta | 05/11 | às 20h
“Loki” de Paulo Henrique Fontenelle

Sexta | 06/11 | 20h
“Favela On Blast” de Diplo e Leandro HBL

Sábado | 07/11 | 17h
“8 ou 80: BH Underground” de Lucas Bambozzi e Rodrigo Minelli

Sábado | 07/11 | 19h
“Beyond Ipanema” de Guto Barra e Béco Dranoff

OBS – Retirar a entrada até 30 minutos antes do início das sessões


LABORATÓRIO ELETRONIKA
Apresentações musicais com interação do público e instalações audiovisuais

Sexta | 06/11 | 21h
Garotas Suecas (SP)
Dead Lover's Twisted Heart (MG)

Sábado | 07/11 | 21h
Zémaria (ES)
L'EST (MG)


PALCO ELETRONIKA
Shows com artistas do Brasil e exterior

Quinta | 05/11 | 21h
Virna Lisi (MG)
Rubin Steiner (França)

Sexta | 06/11 | 23h
Stop Play Moon (SP)
Copacabana Club (PR)
Minitel Rose (França)

Sábado | 07/11 | 23h
Birdy Nam Nam (França)
Anoraak (França)


ELETRONIKA CLUB
Shows e apresentações em casas noturnas da cidade

VELVET CLUB
Quinta | 05/11 | 24h
Camilo Rocha (SP)
Yubaba (MG)

A OBRA
Sexta | 06/11 | 24h
Black Drawing Chalks (GO)
O Melda (MG)

DEPUTAMADRE
Sábado | 07/11 | 24h (abertura da casa)
N.A.S.A (Estados Unidos / Brasil)
Killer on the Dancefloor (SP)

anony disse...

"Couver" é comedor de couve!

jorge portugal disse...

Anônimo débilmental 1: "Esse album da Flick é uma merda!!!"? Paciência, né? Vá escrever para o Yahoo.

Anônimo débilmental 2: "Fiquei sabendo que o show hoje lá no sesi é somente para quem é atleta. Reza a CF/88: "todos são iguais perante a lei, sem distinção de raça, cor, religião, etc". - princípio da igualdade - E aí?"?
Quantos anos vc tem? Se começar a citar a CF para cada injustiça"que vê, aconselho a ir para o semáforo, coloca uma placa daquela nas costas e ficar pregando ao vento. Ou então vai estudar, pq, pelo viso vc deve ter o 2o. grau incompleto..

Anônimo débilmental 3: "Porra esse show não foi divulgado por ninguém. Nem pela banda, nem por mídia alguma. A Plebe Rude continua foda, viu. Desse jeito, vcs vão longe..."
O show era fechado, apenas para o pessoal do SESI, SESC, sei lá.

Anônimo débilmental 4: "a-ha u-hu o virna lise tá de volta!!!
Independente, underground musicas novas, não serão couver deles próprios..."
Pelo visto, vc deve ser da banda. Pq celebrar um dos piores lixos que MG já produziu (e não foram poucos) é inconcebível. E achar que a Plebe faz cover de si mesmo é no mínimo obtusidade. Quer dizer que quando o ACDC faz um show de 30 músicas e 23 delas são de discos antigos, eles estão sendo covers de si mesmos? Sério, moleque, saia de casa, aprenda a fazer alguma coisa de útil. Não deve saber a diferença entre um Ré e um Dó e fica arrotando sabedoria. Internet é foda, pq permite idiotas como vc falarem com a propriedade de um garoto de 10 anos.

anony disse...

Muitos magnatas contratam bandas e djs p/ tocar em festas particulares, onde só entram os convidados que eles querem.

Deste modo, mandam enfiar o CF/88 no rabo, pois quem paga o cachê é quem decide a lista de convidados.

Enfim, esse CF/88 só vale p/ shows abertos ao público, principalmente aqueles bancados c/ dinheiro do governo.

Anônimo disse...

Dinho cai do palco em PATOS DE MINAS, enquanto cantava "QUE PAÍS É ESSE ?", em pleno DIA DAS BRUXAS???


Manfredo....Manfredo...

anony disse...

Esse que é o problema do mundo pop: tem que fazer palco c/ mais de 3 metros, senão as fanzocas invadem e rasgam a roupa do astro infeliz. Assim, qualquer vacilo, o astro cai lá de cima, podendo até fazer gig in the sky com Manfredo e Michael Jackson.

Me parece que o Dinho bateu a parte posterior do cranio, isso poderia afetar o cerebelo e causar problemas de movimentos no corpo. Se ele está mexendo todas as partes do corpo, ainda bem, não foi tão sério assim. O perigo agora é o edema, mas isso pode ser controlado com um dreno.

Portanto, fica aqui um conselho para o X: black/red label é só para palco baixo. Mesmo assim, economize na empolgação. Pulos e piruetas são apenas para área segura do palco.

Anônimo disse...

Dinho chamou o Manfredo com muita ênfase: O lugar, a música, o marafo, a data...

Manfredo...Manfredo...

Ralah Ricota Cover disse...

Não cortem a onda de Phiphi!
Deixe o menino falar o que bem quiser, issaí já faz parte da tradição plebéia, orras!
Se o Phiphi fechar a matraca, os shows não serão mais os mesmos!
Salve PS!
abs