quarta-feira, janeiro 28, 2009

Updates.


Parece que a voz do X da Questão é a voz do povo! Numa autêntica manifestação popular, os brasilienses falaram um grande “NÃO” à atrocidade que o ancião Niemeyer quer empurrar goela abaixo. Desde o IAB, até a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UnB, todos julgam o projeto monstruoso, sem propósito e fora da realidade. Um grande “BASTA!” foi dito. Basta de concreto no lugar de grama! Basta de transformar nossa cidade num estoque de obras de uma época saudosista! Basta de aceitar cegamente o que um arquiteto de 101 anos quer nos impor! Basta de estacionamentos! Basta de querer tirar o povo dos gramados do Eixo Monumental!

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Outro dia, conversando com um amigo, ele me perguntou o que eu estava ouvindo. Fiquei com vergonha de admitir que nada de novo. Pelo contrário, desde que meu HD pifou, sumindo com minha coleção digital de músicas, minha principal ocupação é repor o prejuízo. Tenho baixado muitas coisas antigas e aproveitando para curtir novamente muitas coisas. Como eram bons Talking Heads, Buzzcocks, Wire, Stranglers....... tinham discos sólidos, bons do começo ao fim, coisa muito difícil nos artistas novos. É impressionante como hoje, um CD tem uma ou duas excelentes faixas. As outras, só me fazem apertar o Forward com mais frequência.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Dito isso, surgiu uma exceção, na forma do Phantom Band, da Escócia. O disco de estréia, Checkmate Savage, só tem nove músicas, mas roda mais do que 50 minutos. Pop com um toque de experimentalismo. Faz tempo que não ouço um disco repetida vezes num mesmo dia. Recomendo.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

DVD planning in progress.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

21 comentários:

fernando disse...

Ás vezes o eco da voz do povo chega á um destino, que pode transformar a realidade.
André: quanto a música, a coisa mais nova que me arrebatou foi a banda The Veils.

Anônimo disse...

recomendo kings of leon,uma banda ressente que me surpreendeu!mais pelos arranjos doq as letras,mas vale a pena conhecer.tbm estava desiludido com o rock "emo" do novo milenio.

João disse...

kings of leon é legal. Mas o mais novo que me surpreendeu foram as rapsódias húngaras do compositor von Liszt.

Josinelson Santana disse...

Será que ON pensa que é deus? Será que acha que é dono de Brasilia? Por que essa mumia babaca, que odeia Brasilia e nunca quis morar aqui, quer enfiar, a força, esse simbolo falico faraonico de 100 metros na bunda do povo local? Será que tudo em Brasilia depende da vontade unica e exclusiva dele?

Porra, se a mumia que fazer uma praça, então coloque uns banquinhos, um jardins, umas arvores, um laguinho, um coreto, um patio, um pipoqueiro e pronto. Assim fica bonito, barato e funciona legal.

Lugar que precisa de estacionamento sibterraneo é o setor comercial sul, coisa que é uma merda mal planejada do caralho.

E chega de concretão fodido no lugar das plantas. Isso é agressão ao meio ambiente, Isso esquenta horrores e fica logo encardido de barro.

Para o super simbolo fálico de 100 metros, isso é totalmente inutil, não serve nem para fazer relogio solar. Com esse concreto todo, com essa grana disperdiçada, dá para fazer varias escolas e até hospitais.

Enfim, o que Brasilia precisa mesmo, coisa que é util e barato, são parques ecologicos de preservação. Brasilia tambem precisa de ciclovias. Além disso, tem que reformar aquelas comerciais engarrafas e cheias de puxadinhos escrotos, da asa sul.

Noway José disse...

É verdade. Brasilia tem muitas coisas mais importantes para se fazer, Tem a W3 decadente de merda, que está virando favela. Tem as invasões vigaristas em todos os lugares. Os fundos das comercias na asa sul são as coisas mais escrotas do mundo, os puxadinhos já estão invadindo a grama das quadras. Tem que acabar com todo esse bundalelê e revitalizar um monte de coisa, antes que vire cortiço e favela.

Se quiser praça, existem muitas areas que podem ser tornar parques de preservação, antes que a turma do Roriz invada, destrua e transforme tudo em favela e/ou condominio fechado ilegal.

ze´mendes disse...

Sei não. Depois dos anos 90, nada se criou, tudo se copiou. Tudo que é banda nova que eu vejo é alguma reciclagem misturada, inspirada nas mesmas fontes de sempre.

Por isso, hoje escuto musica velha dos anos 60, onde tudo começou. Se amarro em rock psicodelico, soul music, funk de verdade...

Com a era Bush, voltei para a contracultura, flower power e musica de protesto contra guerra.

Veja só essa letra dos Animais (The Animals), coisa que, com o Bush regime ainda cheirando a podridão, continua mais atual do que nunca:

Sky Pilot

He blesses the boys as they stand in line
The smell of gun grease and the bayonets they shine
He's there to help them all that he can
To make them feel wanted he's a good holy man

Sky pilot.....sky pilot

How high can you fly
You'll never, never, never reach the sky

He smiles at the young soldiers
Tells them its all right
He knows of their fear in the forthcoming fight
Soon there'll be blood and many will die
Mothers and fathers back home they will cry

Sky pilot.....sky pilot

How high can you fly
You'll never, never, never reach the sky

He mumbles a prayer and it ends with a smile
The order is given
They move down the line
But he's still behind and he'll meditate
But it won't stop the bleeding or ease the hate

As the young men move out into the battle zone
He feels good, with God you're never alone
He feels tired and he lays on his bed
Hopes the men will find courage in the words that he said

Sky pilot.....sky Pilot

How high can you fly
You'll never, never, never reach the sky

You're soldiers of God you must understand
The fate of your country is in your young hands
May God give you strength
Do your job real well
If it all was worth it
Only time it will tell

In the morning they return
With tears in their eyes
The stench of death drifts up to the skies
A soldier so ill looks at the sky pilot
Remembers the words
"Thou shalt not kill"

Sky pilot.....sky pilot

How high can you fly
You'll never, never, never reach the sky

Anônimo disse...

Agora com a recessão, Bush voltou o tempo para a era punk dos anos 80. Será que vão surgir novas bandas esculhambadas, como foram os Pistols e o Clash?

Paulo Henrique disse...

Por isso q adoro teoria do caos... Uma atitude aparentemente pequena muda o ruom de tud...

Engraçado que Nyemeier disse "Brasília deveria dar um basta!". Seu desejo foi atendido hehehheheh Se bem q da maneira q ele ñ queria. E ñ precisa ficar triste. Mutias cidades satélites estão cheias de quadras de futebo laos pedaços... Esses lugares carecem mais de arquitetura do que a Esplanada.

Eu tava pensando esse semana "Toda década a partir dos anos 50 houve excelentes vertentes do rock, mas... E a 1ª década do século 21? Ñ teve NADA!" (Falando de estilo é claro, jah q ouveram umas bandas novas bem legais). Pra mim os primeiros 10 anos desse milênio foram musicalmente bem vazios...

Zé Mendes. Essa letra do Animals é foda!

dg disse...

será que o Niemeyer e o Brennand (aquele artista/ceramista) sofrem de algum complexo "monumental" relacionado com a sexualidade deles ???????

Wolfmother - gosto deles

zé mendes disse...

Pois é Paulo Henrique.

Vc tem razão quando diz que surgiram boas bandas no seculo 21, mas em termos de estilo elas são todas reciclagem de coisas antigas. São boas, competentes e cheias de tecnologia, mas não inventara nenhum estilo novo. Nem mesmo a musica eletronica, pois o house veio da disco, o electro veio do kraftwerk, o breakbeat veio do break. O trance é mistura de bate estaca com Tangerine Dream e tecno pop dos anos 80.

Já sobre os Animais e outras bandas dos anos 60, as bandas antigas, até os anos 80 havia mais conteudo nas letras. O rock era uma arte de protesto e contestação, bem politizado. Hoje não vemos tanto assim. Principalmente, se olharmos os axés, pagodes e sertanejos da vida, que hoje dominam o mercado brasileiro, existe um vazio muito grande. Só se fala em parada de corno, oba oba e putaria. Parece que o povo não quer mais esquentar a cabeça com coisa séria.

Anônimo disse...

Pois é X,

Hoje Brasilia precisa consertar as cagadas de Niemeyer e Lucio Costa, feitas nos anos 60. Não podemos deixar que, em pleno seculo 21, baixem novas cagadas modernistas

Sobre o rock, zé mendes tem razão. O rock "emo" do novo milenio está vazio de conteudo, só sabem choramingar lamentos de corno perdedor. Alguns até choram suas ardências no regaço. Deve ser influencia de sertanejo misturado com negócio de boyola.

João disse...

não acho que a produção de música dos anos 2000 seja tão vazia assim, já ouvi muita coisa boa desde então. Os clássicos, tal como na literatura, serão sempre clássicos e balizaram para todo sempre o que vier depois. O mundo não acabou!

zé mendes disse...

De certo modo, João está certo. Tudo foi criado apartir de alguma coisa que já existia.

O rock n' roll veio do blues. O blues veio do blue grass. O blue grass veio do folk. O folk veio dos trovadores medievais. Os trovadores medievais copiaram a musica dos arabes. Os arabes copiaram os gregos antigos. Os gregos copiaram os egipcios. Os egipcios copiaram os tamburetes africanos prehistoricos... Acaba nos dinossauros.

Anônimo disse...

Não abre a mão porque tem casco de burro!

Anônimo disse...

cara nunca fui a Brasilia, moro em belém e aqui há a unica obra criada pelo Nyemeier na região norte (pelo menos é o q dizem), e sem sombra de duvida é a porcaria mais feia e sem sentido q eu ja vi, juro!

um pedação de concreto bem na entrada da cidade, sei lá vai ver sou burro demais pra entender a genialidade do arquiteto comunista, talves o david bowie gostasse, fico só imagindo Brasilia com uma duzia de "Memorial da Cabanagem", hahahaha.

Anônimo disse...

Deveria ser "Memorial da Sacanagem", hahahaha

Anônimo disse...

O Niemeyer é de uma época em que as palavras ecologia e impacto ambiental ainda nem existiam. O cerrado era tratado como lixo. Ninguem respeitava a vegetação nativa e os animais silvestres. Matas de galerias foram aterradas e entubadas. Haviam rotas e corredores migratorios de animais que foram destruiddos. Haviam onças, tamanduas, lobos e etc, que foram todos exterminados e massacrados.

A idéia era passar um trator e matar tudo, p/plantar grama e jogar concreto e asfalto em cima. Niemeyer e Lucio Costa queriam fazer uma paisagem alienigena artificial, uma especie de comunismo marciano. Inclusive, Yuri Gagarin, ao visitar Brasilia, falou que se sentia em outro planeta, mais do que quando esteve no espaço.

Se Brasilia tivesse sido feita hoje, com arquitetos mais inteligentes e preocupados com a ecologia, teriam tentado adaptar a cidade ao meio ambiente local, aproveitando melhor a orla do lago e preservando as matas de galeria e corredores migratorias de animais. Assim, Brasilia teria um clima mais ameno, seria mais bonita e agradavel de se viver.

A sorte, o que salvou Brasilia, coisa que não constava no projeto original, foram as arvores plantadas depois, que cresceram e tornaram a cidade mais razoavel. Sem isso, apenas com os concretos e gramados do modernismo equivocado de Niemeyer, hoje Brasilia seria insuportável de se viver.

Anônimo disse...

"Avião" de cú é rola! O desenho do Plano Piloto é um tremendo FOICE e MARTELO

Lucio Costa era conspirador engajado num plano secreto comunista. Tramavam uma futura revolução comunista no Brasil.

Não foi atoa que os milicos da extrema direita golpearam e tomaram o poder.

dg disse...

Sabe que, outro dia, num sol de rachar, passava pela praça central da cidade, percebi que nunca existiu um lindo jardim junto a Linda Catedral, que está destruída, com as mão para o céu pedindo socorro!!
e a gramado tem cor verde musgo amarronzado (acho que de tanta merda que sai dali), sem vida e mal tratada, claro que não justifica um mais monumental projeto do Niemeyer, tenho respeito por ele, apesar da besteira que escrevi antes.(ah, pelo Brennand tb)

Me lembro que o IPHAN não permitiu o 1° BMF ali, pq iria machucar muito a grama, concordo, tem estruturas e etc... que justificam não haver shows por lá e só acho que deveria ser qualquer evento para público grande;

Vou aproveitar para escrever s/ minhas leituras tb e entre outras, fiz uma viagem “mais pesada que o céu” e vagamundeando por Seattle, Olympia e Aberdeen, descobri o blog do Novoselic, onde ele escreve toda 3ª feira, para um jornal de Seattle.

Fiquei eufórica e cheia de espectativas sobre algo para dizer para ele, o quanto achei legal o grunge e toda aquela turma, que adorava ele, adorava o Kurt e,e,e, e BUM!!! bati com a cara na barreira da linguagem... meu inglês é mudo, surdo, cego e doido.

Pensando no que escrever, observei poucos posts sobre o nirvana e achei melhor ficar na minha, não sabia se ele gosta de falar sobre... um belo dia, ele começou a postar coisas sobre a banda e me alegrei. (nossa tem Link até de uma gravação especial disponível...)

Bom, quando em 23 de janeiro, assistindo algumas gravações e especiais, me deu a louca e fui lá no blog para escrever que, naquele dia, completavam 15 anos do Hollywood Rock e vencida a barreira da língua e com uma “frase analfabética”, digitei e quase caí quando tentei algumas vezes postar o meu comentário, a porcaria do site, na minha internet, não aparece uma bosta de nuvem com uns códigos para digitar... mandei umas 3 x e nada...

Bem, com tudo isso, vou deixar o link do blog para quem quiser passear e aproveitar para conversar com um dos baixistas que, em toda a minha vida, me tocou tão alto e claro, após ouvir alto o baixo do amigo X... hihihi... e se não fossem os plebeus, eu, talvez, não chegaria ao Nirvana!

p.s: baixistas sempre me tocam alto, AHAHAHAHAHAHAHA.....

http://blogs.seattleweekly.com/dailyweekly/krist_novoselic_contention_con/

dg disse...

ooooops!
16 anos do show do nirvana no Brasil!!!

dg disse...

http://blogs.seattleweekly.com/
dailyweekly/
krist_novoselic_contention_con/