quarta-feira, janeiro 16, 2008

Plebe: Metas para 2008

Bom, vamos ao assunto: o que a Plebe Rude quer de 2008? Como todos sabem, está em nossos planos o lançamento de um DVD. Não rolou em 2007 por várias razões, sendo a mais impactante as propostas ambíguas em termos de divulgação e distribuição. Então isso ficou para 2008. Show são sempre o objetivo principal, tocar mais e em mais lugares. Não tão fácil como parece, não basta pegar um ônibus e ir ao Maranhão, terra de Dunha, por exemplo, e tocar. Tem toda um infra local necessária da qual não temos controle. Compor novas músicas!!! Isso sim mantém uma banda viva. Não entendo como 2007 inteiro passou e nenhum riff se quer foi inventado pelos Plebeus (minto, um riff foi aperfeiçoado pelo Philippe para uma música antiga.....). Temos que trabalhar mais em 2008, se até o Ednaldo consegue (vejam os "melhores momentos" da turnê), a Plebe vai arregaçar as mangas.

13 comentários:

Anônimo disse...

Algo que não me conformo é a limitação da Plebe em relação ao mercado brasileiro. Já pensei em sugerir letras em ingles, para que assim a Plebe pudesse se expandir internacionalmente.

Uma das metas que eu gostaria de ver a Plebe cumprir em 2008, isso seria fazer shows fora do Brasil.

Gostaria de ver os Plebeus aproveitando o voo direto da TAP, entre Brasilia e Lisboa.

Mesmo na Africa seria interessante. Existe em Cabo Verde, anualmente, um grande festival de musica que reune bandas e artistas do mundo todo.

Tambem, Angola está saindo da merda e lá existe mercado para vender discos e fazer shows.

No resto, na Europa, mesmo em paises fora da lingua portuguesa, existe interesse e muitos lugares para tocar, como na Holanda, França e etc.

Recentemente, os Autoramas fizeram uma turnê europeia. Muitos outros tambem fizeram. Gostaria de ver os Plebeus nessa direção.

Anônimo disse...

O Sepultura tocou nos confins da Indonésia...e teve um público expressivo...

Anônimo disse...

Por que a Plebe não teria?

Anônimo disse...

Sim, o Sepultura tambem tocou nos confins da India. Tiveram os shows lotados. Tiveram até caganeira com a comida local.

Porém, o Sepultura canta em ingles e, antes, já havia conquistado o mercado metal porrada americano.

No caso da Plebe é diferente, porque as letras são cantadas em portugues.

A Plebe poderia então se expandir nos paises lusofonos. Poderia tambem fazer shows menores na Holanda e França, onde existem curiosos que se interessam por tudo. Esse foi o caso dos Autoramas.

O Pedro K poderia falar alguma coisa sobre as estradas e mercados lusofonos.

Enfim, para que isso aconteça, o maior problema seria o X arrumar uma licensa no trabalho, para poder viajar mais longe.

André X disse...

Pedro, é só armar, que a gente toca em solo português! Já sou fã dos vinhos e da comida.

João disse...

Putz, e eu achava que os caras já tinham músicas pro próximo album e estão simplesmente zerados. O R foi gravado/mixado em 2005, lnaçado em 2006, ou seja, de lá pra cá, vão se completar 3 anos e nada de nova produção. Com otimismo talvez alguma coisa pra 2009, mas nesse ritmo, disco novo só em 2010. Nesse meio tempo o Ednaldo Pereira já fez 3 albuns e um DVD com vídeos do YouTube. Lembro que o Philippe disse que ia lançar disco solo 6 meses depois de lançar o último da Plebe, mas nada aconteceu. Ou guardou as músicas pra lançar na Plebe ou estas músicas sejam um tanto diferentes da linhagem da Plebe e ficarão perdidas por aí. Lembro de 2 músicas, uma chamada "Santarém" e outra "Minha vida de cachorro", se não me engano.

dunha disse...

tanta banda escrota vem tocar aqui, pq a plebe não tocaria por aqui!?

Manuel/Salgado-SE disse...

Tocar ou não tocar?! que venha logo o DVD. Está faltando mais divulgação da plebe. A plebe é uma das melhores bandas do Brasil, merece respeito!

André, e Clemente? vai continuar na plebe?

Elizabete disse...

Bom quero ver o DVD...e quero mais shows aqui em sampa =)
e um novas musicas....
depois de shows pelo Brasi ai sim shows internacionais...
beijos...

Gustavo disse...

Ainda espero um show da plebe no interior de São Paulo...
Sei que não depende só da banda, mas que não aguento mais esperar...
Queria muito ter ido no show na capital, mas viajar 8 horas de onibus nao rolava.

X bom ano para a plebe e que venha o DVD.

Gustavo
Matão - SP

Carlos disse...

André como fã da banda desde o concreto gostaria que o PLEBE RUDE colocasse como meta principal o DVD pois bandas muito menos conhecidas estão com seus DVD'S ai na praça só pra citar num fim de semana saindo do cinema num shopping em Niterói tinha uma banda tocando COVERS dos anos 80 e o pessoal da sua equipe ( creio eu )vendendo os dvd's ali para quem quisesse ou seja se uma banda pequena pode vocês com certeza arrebentam pois nós senhores dos anos 80 NECESSITAMOS de um registro decente do PLEBE RUDE em DVD não importa onde seja gravado desde que seja capturada a energia do público que não é farofeiro
CARLOS RUDE

Pedro k. disse...

CAro André,

Esse pedro sou eu?

nao fui eu que escrevi isso ai.

estou em sampa e amanha no rio!

Abraço,

Pedro k.
rock-n-brasil.blogspot.com

Pedro k. disse...

mas se quiserem aparecer, bem vindos.

pedro k.