segunda-feira, outubro 08, 2007

The Earl, em Atlanta





Ontem, graças à internet e aos esforços do Emílio, fomos parar no The Earl, um pub pós-punk de Atlanta. Era a noite final do Horrorfest, com uma banda cover dos Misfits tocando. Quando o vocalista subiu no palco, gargalhadas, pois o cara era gordinho, nada a ver com o cantor original. Logo um carinha grita: engordou! E o vocalista responde: pega leve, assim fica difícil fazer posse de mal. Começou bem, morri de rir. Diversão pura. Depois, bebendo umas cervas, tocando no jukebox Wire, Gang of Four, Adam & the Antz e outras coisas que não ouvia em um lugar público fazem anos. A banda que fechou a noite se chamava Featrure Creature e eu sugiro urgentemente que baixem o disco deles. Dêem uma olhada na dupla no my space dos caras. Um eletro rock misturado com o melhor (ou seria o pior) dos filmes de terror trash. Um achado no meio de Atlanta.

O anfitrião da noite era um doido, vestido de monstro cientista maluco. Hipnotizou um carinha, fez um frankenstein desfilar no palco, entrou outras loucuras. O cara estava feliz, pois tinha patrocinado uma passeatas de zumbis pelo centro de Atlanta, com mais de 300 doidos vestidos de vivos-mortos assustando a população. Queria ter visto, saiu nos jornais.

Então já sabem, em Atlanta, o lugar é o The Earl. Com direito ao melhor dos alternativos, moicanos, carecas, motoqueiros, cabeludos e cerveja de primeira! video video

3 comentários:

kiloton disse...

Pois é André, o grande negócio é a marcha dos zumbis. Essa é a nova onda da era Bush.

Por falar em zumbis, isso existiu mesmo, lá no Haiti. A zumbificação era feita com um veneno tirado do peixe baiacú. O feiticeiro voodoo enveneva a vitima, que ficava em estado de catalepsia. Todos pensavam que havia morrido.

Depois de sepultada, de noite o feiticeiro desenterrava a pessoa, que ressucitava em seguida, mas ficava abobada e sem memoria, com lesão cerebral. Assim, o infeliz sequelado virava escravo do feiticeiro voodoo. O povo pensava que era um morto vivo.

Paulo Henrique disse...

J� aqui ainda acham "m� legal" fazer do samba um patrim�nio nacional.

Ricardo disse...

olá andré beleza?

cara..queria saber se voce tem intenção de divulgar em video a "Ancensão e Queda de Quatro Rudes Plebeus"

e o que seriam essas cenas ineditas que passaram no multishow? infelizmente nao pude assistir