quinta-feira, junho 30, 2005

Plebe Rude no Porão do Rock

Totalmente 100% confirmadíssimo! Plebe Rude tomará conta do palco principal do Porão do Rock no sábado, dia 9 de junho, lá pelas 22 horas. Esse é um festival tradicional de Brasília, feita por um pessoal que tem a música como principal fonte de inspiração. Conheço o trabalho que eles têm, como é duro fazer um evento desse porte e o cuidado que entra na concepção e organização. Eles estão de parabéns e fico feliz em participar.

O Porão é especial para a Plebe pois foi graças à insistência dos organizadores que a gente se regrupou em 2000, gerando a possibilidade do disco ao vivo. Pena que, por motivos de personalidade, interesses e incompatibilidade, não fomos muito adiante. Agora será a chance de testar a nova formação diante de um público querido, mas exigente. Vamos à luta!

E para quem quiser mais, o André X estará discotecando clássicos do punk e obscuridades do rock na sexta feira, dia 8, junto com o Balé, baterista do Escola de Escândalo e companheiro inseparável nessas aventuras sonoras.

Para quem quiser conhecer mais: www.poraodorock.com.br.

14 comentários:

Renato Oliveira disse...

Que vocês façam um ótimo show, de volta ao berço.
Lembrando: o tricolor já está lá, agora só falta o seu furacão...

JetSet disse...

Tenho acompanhado de perto, como observador, a organização do Porão do Rock desde o início, inclusive a conturbada reorganização da Plebe mencionada pelo André. O PDR é motivo de orgulho para a cidade e para todos os amantes do rock não só pela dificuldade que significa viabilizar um evento com as dimensões do PDR, mas pelo fato dele ter nascido em Brasília. Pensem no PDR como um festival de rock de proporções nacionais que acontece no nosso quintal.

Com a Plebe confirmada o PDR ganha substância. O repertório novo, o baterista novo (Tchotcha toca pacaralho) e a eletricidade do Clemente dão à Plebe um corpo renovado. Desejo que Plebe marque o PDR com um showsaço...

Eu sou o Balé a quem o meu grande amigo André X se refere calorosamente. Mais uma vez estaremos compartilhando o prazer de tocar, como DJs digitais, o som que a gente gosta, para muitas pessoas e em alto volume.

Será uma noite pra esquecer essa merda de 'mensalão' e da ignorância que assola país. Aproveito para mandar o meu assertivo e ereto dedo médio para aqueles que asseguram o mal estar do mundo.

André X disse...

Falou e disse, Mr. B!

Anônimo disse...

Podiam tocar Nunca Fomos tão Brasileiros e A Serra.
Quantas músicas do disco Novo vcs irão tocar???

André X disse...

É provavel que toquemos duas novas: O Que Se Faz e Mil Gatos. Quem for na sexta quando estiver dando uma de DJ, vou tocar uma inédita, do CD novo....

Anônimo disse...

Qual o nome dessa nova???
Há previsão de sair o disco???
Um abraço...

Kalyus/RJ disse...

E o Rio de Janeiro ?
André, meu caro, ainda não existe previsão para um show da Plebe aqui na Cidade Maravilhosa ?
Vocês tem um grupo de fãs aqui que não aguentam mais de saúdades da banda.
Bom show no porão e muita sorte para essa nova Plebe Rude.
Sucesso cara.

André X disse...

a música que vou tocar na discotecagem é O Que Se Faz, na versão pré-mixagem final, ou seja, quase como vai sair no CD - com todas as maravilhosas guitarras do Philippe e Clemente, mais as gaitas escocesas. Quanto ao Rio, acho que só depois do novo CD...

Anônimo disse...

É aquela que vc tocaram no Circo Voador né??? Que o Phillipe ficou enrolado em dizer o nome.
Me pareceu uma música grande e uma grande música também...
Gostei muito dela vivo... Pode colocar ujm trechinho da letra aqui???
Sou do Rio e não poderei ver o Show do Porão...
Aguardamos ansiosos vcs no Circo este ano ainda...
André, eu sou aquele rapaz que pediu para vc autografar a minha caixinha da EMI com os 03 primeiros da PLEBE no 2º dia da gravação do Disco ao vivo. Vc até me disse: "Pô essa aqui nem eu tenho"
Um abraço...

João disse...

Gaitas escocesas??? As expectativas aumentam e muito. A última vez que eu saiba de gaita em música da Plebe foi em "Seu Jogo". A música pára e vem o sopro da gaita que então faz um duelinho com a guitarra de Philippe. Só falta ter também castanholas, como em "Nada", do segundo disco.

André X disse...

A letra da música tem tudo a ver com o momento político atual brasileiro. Quando o disco sair, planejo comentar no blog música por música, com as letras e comentando a história de cada uma, como surgiu, etc. Aguardem um pouquinho mais!

Anônimo disse...

Mas foi aquela que vcs tocaram no Circo???

Anônimo disse...

Foi o pior show esse do porão, os unicos que salvaram a apresentação foram o Philipe e o Clemente, o boca torta do andre x só queria se mostrar com aquele oculos de palhaço, e o baterista não sabe tocar rock, ele veio de uma bandinha chamada maskavus, impressionante como a Plebe ta aceitando qualquer merda na banda.
Lamentavel!!!

camilla disse...

cara você toca muito!!!
Quero ver o plebe aqui no abc!
Até mais...
CAmilla Feltrin